A idade de 89 anos pode parecer um pouco tarde para começar um novo compromisso pelo resto de sua vida. Há dois anos e meio, recebi do nada uma carta de um velho amigo que me contava sobre o Falun Gong, da qual eu não ouvira antes. Não havíamos estado em contato por dez anos, mas tínhamos praticado outro caminho espiritual juntos, e eu sabia que ele não se comprometeria sem uma boa razão. Nós nos encontramos e conversamos e ele me deu uma cópia do texto principal do Falun Gong, Zhuan Falun.

Eu tinha uma sensação interior de que estavam me dando uma grande oportunidade depois de 30 anos de uma busca espiritual frustrada.

Como a maioria das pessoas no Ocidente, eu não tive muito contato com a China, ou com o que tinha sido o remoto universo cultural do budismo chinês e do taoísmo. Não há dúvida de que muitos de nós descobriram que não é fácil entender algumas das terminologias traduzidas da China. Estamos no início da compreensão taoísta da energia, assim como o entendimento da acupuntura que nos é ensinado. Esta falta de compreensão e dificuldades já são conhecidos por muitos de vocês e isso tem sido uma dificuldade para alguns para difundir a prática do Falun Dafa. Uma vez que comecei a praticar, no entanto, me senti encorajado. Os exercícios me deram mais energia. Eu sempre tive uma boa saúde, mas as consequências de três episódios de pneumonia ao longo dos anos deixaram-me com uma tosse constantemente recorrente, que agora desapareceu. Eu tive uma doença de pele muito incômoda por três anos, para o qual, por conselho, eu tinha agendado uma cirurgia. Mas cancelei a cirurgia e o problema desapareceu completamente em algumas semanas.

O Ocidente teve sua própria Grande Revolução Cultural não reconhecida nos últimos 100 anos, quando seu sistema de crenças e valores estavam quase inteiramente submersos em suposições populistas pela superficial metafísica de uma ciência materialista. O materialismo, acompanhado por uma fé ingênua na tecnologia como a solução para todos os problemas, varreu todos os continentes em um ritmo acelerado, deixando em seu rastro os destroços dos valores tradicionais, apesar dos esforços de uma minoria de pessoas para se apegar a eles. Mas nós recebemos as respostas para todos os principais problemas no Zhuan Falun. Cada vez que leio, surgem novas verdades profundas.

Todos nós sabemos que o Mestre Li, por sua presença salvadora e incessante trabalho, preencheu o vazio moral e, no imenso alcance de sua visão, revelou uma nova compreensão racional do cosmo. O tratamento de choque pode ser inevitável como parte da terapia divina para o que estamos fazendo com o mundo. Mas uma comunidade mundial global mais saudável, menos egoísta e mais cooperativa emergirá, mostrando na esfera humana que as qualidades essenciais de toda a vida, como do Grande Universo, são a Verdade, a Compaixão e a Tolerância.

Eu próprio testemunhei em primeira mão a degeneração global, vendo na Ásia, África e Américas, assim como na Europa, a erosão dos valores tradicionais.

Entrei no Serviço Diplomático ao deixar Cambridge, passando 40 anos divididos igualmente entre o Foreign and Commonwealth Office em casa e o serviço no exterior, especializando-me nas relações da Commonwealth, um processo em constante evolução como o Império Britânico foi transformado em 50 países independentes. Uma criança na primeira Guerra Mundial, depois da segunda participei das Conferências da Paz e das primeiras reuniões das Nações Unidas, e passei a um trabalho árduo e responsável na Índia, Canadá, Gana, Nova Zelândia e Austrália, Nigéria e Bahamas. Na aposentadoria, passei 15 anos na Câmara dos Lordes.

Fui criado por pais que procuraram aplicar em suas vidas o ensinamento de Jesus sobre a verdade, o amor e a humildade. E enfrentar as dificuldades e superar os apegos tinha estado no centro do meu caminho espiritual anterior, no qual tentei trabalhar após a aposentadoria por dez anos, com alguns anos dedicados ao yoga. Então a base cristão ajudou-me a entender o caráter especial da oportunidade quando foi me apresentado o Falun Dafa com os princípios da Verdade, da Compaixão e da Tolerância.

Escrever este artigo me ajudou a enfrentar meu espírito fraco e falho. Obviamente, não há fim no trabalho de desapegos; os mentais são mais difíceis que os físicos. Como ser humano, em grande parte não estou ciente deles. Eu sou um covarde moral, não querendo ser ridicularizado, apesar de obviamente não me causar danos. Que absurdo! Estou preso no meu estilo de vida e acostumado a uma vida suave. É tentador na terceira idade abandonar a atividade, tornando as limitações crescentes uma desculpa continua com antigos interesses. Todas as suas prioridades devem mudar quando você realizar a prática do Falun Dafa.

Mesmo em um estágio tão tardio, sei que finalmente encontrei meu caminho com um novo horizonte, um novo entendimento e, graças aos exercícios, mais energia mas esse não é o ponto pois nos foi dado um privilégio inconcebível, e eu certamente me considero um dos homens mais sortudos da minha geração.

Recebemos um presente inconcebível e enfrentamos o desafio de ser digno disso e de fazer mais para dar aos outros a mesma oportunidade.