(Minghui.org) Através das culturas, existem muitas lendas sobre a existência do tempo e do espaço para além daquilo que estamos normalmente vivendo. Abaixo está uma história da China antiga que pode nos dar alguma visão sobre este tópico.

Esta história é sobre Wang Zhi como descrito em Shuyiji (Contos e Estórias Estranhas) por Ren Fang na Dinastia do Sul. Wang viveu na Dinastia Jin (266 AD - 420 AD). Durante um dia em que ele foi recolher lenha, ele caminhou floresta adentro, na Montanha Shishi (no atual Condado de Qu da Província de Zhejiang). Aquele lugar era como se fosse encantado - calmo, com ar fresco e riachos claros.

Como ele continuou caminhando, Wang acabou encontrando um velho e uma criança jogando Go (weiqi, uma antiga forma chinesa de xadrez) sobre uma grande pedra junto ao rio. Wang gostava de jogar Go, e parou para olhar, colocando o seu machado no chão.

Wang estava tão absorto no jogo que não prestava atenção ao tempo. De repente, a criança olhou para ele e disse: “Está na hora de ir para casa”.

Isso lembrou a Wang que ele foi ali por causa da lenha. Dobrando-se para pegar no machado, ele encontrou a lâmina enferrujada e o cabo de madeira estava podre.

Wang estava confuso: “Como é que este machado ficou enferrujado e podre durante o tempo que demorou a jogar um jogo”? Depois de regressar à sua aldeia, ele ficou ainda mais perplexo - a aldeia tinha mudado drasticamente e ninguém o reconheceu.

Wang mencionou algumas coisas da aldeia, e alguns anciãos disseram que essas coisas tinham acontecido cerca de cem anos atrás.

Isto aconteceu a Wang provavelmente porque ele estava em uma terra de fadas e assistiu a um jogo lá. Um dia na terra das fadas poderia corresponder a mil anos no mundo humano. Enquanto Wang ficou lá por pouco tempo, cem anos se passaram no mundo humano.

Desde então, a Montanha Shishi foi frequentemente referida como a Montanha Lanke (Montanha do machado do cabo podre).