(Minghui.org) Saudações Mestre! Saudações colegas praticantes!

Meus pais dizem que eu ouço o Fa do Mestre desde o dia em que nasci, e também os acompanhava na realização dos exercícios. Quando souberam que os jovens praticantes podiam se candidatar para atuar no Shen Yun, meus pais fizeram com que eu aprendesse música. Comecei a aprender piano aos seis anos de idade. Mas depois de vir para os EUA, ouvi dizer que os pianistas do sexo masculino não eram aceitos, por isso comecei a aprender trompete. Talvez não tivesse muito talento para o trompete, pois no início não conseguia tocar as notas altas. Depois de praticar durante anos, não conseguia tocar como deveria. Todos os anos, quando enviava meu vídeo de audição, verificava todos os dias se a contagem de visualizações do vídeo aumentava, na esperança de que talvez, apenas talvez, este ano recebesse um convite de admissão.

Meus pais ouviram dizer que a Academia de Artes do Norte fica perto da Academia Fei Tian. Muitos jovens praticantes se matriculam na escola para estudar e praticar música, além de aproveitarem o ambiente de cultivo, também podem se candidatar à admissão na Academia Fei Tian. Por isso, no meu último ano do meu ensino médio, nossa família se mudou para esta região. Depois de chegarmos, ouvimos dizer que o contrabaixo podia ser mais fácil e que alguns alunos tinham sido admitidos depois de o estudarem durante apenas um ano. Então, decidi aprender o contrabaixo de raiz. No entanto, no 12º ano ainda não tinha sido admitido. Portanto, meus pais e eu discutimos a situação e decidimos que eu começaria por frequentar o Fei Tian College Middletown durante um ano e que, nesse primeiro ano, teria uma carga horária mais leve. Logo, poderia me concentrar na prática do contrabaixo e seria definitivamente admitido.

À medida que o verão após o meu primeiro ano de faculdade ia passando, ainda não tinha sido admitido, mas alguns dos meus colegas tinham sido admitidos. Comecei a pensar no meu futuro, e que talvez devesse desistir. Talvez não fosse previsto para que entrasse para o Shen Yun. Mesmo que não fosse convidado a me juntar ao Shen Yun, há outras maneiras de ajudar o Mestre a salvar os seres sencientes.

Repensar meu caminho de cultivo

Também percebi que não podia continuar com a metade do tempo para estudar e também praticar contrabaixo no resto do tempo, pois isso significava que não era capaz de me dedicar a 100% a nenhum dos esforços. Por fim, tive a coragem de dizer à minha mãe: "Não quero continuar a praticar mais nenhum instrumento! Se incidir de que meu caminho não é ir para a Academia Fei Tian. Como já estou no Colégio Fei Tian de Middletown, devo me concentrar apenas nos estudos. Isto também é um projeto do Dafa! Talvez no futuro tenha ambientes de cultivo na sociedade com oportunidades para esclarecer a verdade".

Mas ela não concordou: "Você já pratica durante tantos anos, vai mesmo desistir? É porque você não pratica o suficiente! Você praticou oito horas por dia como os outros? Não vá para a escola no próximo ano e fique em casa, somente praticando teu instrumento oito horas por dia. Veja se consegue, se você não conseguir em um ano, tente mais alguns anos!"

Embora tenha ficado triste com o que ela disse, não discuti com ela em voz alta como costumava fazer. Talvez por ter encontrado meu próprio caminho. Respondi gentilmente: "Eu mantenho minha decisão de não querer continuar a praticar contrabaixo. Quero me concentrar em estudar bem na universidade. Talvez este seja o meu caminho. Vou tentar cultivar com diligência, fazer bem as três coisas e estudar".

À medida que os anos de faculdade foram passando, ao ver que estava estudando bem e contribuindo verdadeiramente com minha parte em vários projetos do Dafa, minha mãe deixou de falar sobre a entrada na Academia Fei Tian. Em vez disso, me perguntou sobre meus estudos e trabalhos recentes, e me perguntou se eu planejava fazer um mestrado ou um doutorado. Ela disse que todos esses caminhos também eram ótimos. Desde que não me tornasse negligente e parasse de cultivar, e continuasse a me manter nos padrões de um discípulo do Dafa em tudo o que fizesse, não seria ótimo?

Lembro-me que, quando cheguei ao Fei Tian College Middletown, senti que esta não era uma escola que eu tivesse escolhido, mas que tinha sido imposta pelos meus pais, pois nada parecia satisfatório. O campus era pequeno, com recursos limitados. Os cursos que podia escolher naquele momento também estavam limitados a poucas opções e, para mim, só havia duas opções: ciência de dados, que envolve muita programação, ou ciências biomédicas. Na verdade, não queria estudar programação, porque nunca tinha feito codificação. Era difícil imaginar uma carreira apenas fixado em um monitor cheio de símbolos e números durante o dia todo. No entanto, como já tinha feito muitos cursos de ciência de dados no meu primeiro ano, mudar de curso no segundo ano seria desperdiçar mais um ano. Decidi, portanto, cerrar os dentes e ir em frente.

Descobri que todos os professores aqui eram verdadeiramente boas pessoas. Cada professor tinha uma sólida formação profissional e fazia tudo o que estava ao seu alcance para garantir que todos os alunos absorvessem os conhecimentos. Portanto podia procurar os professores a qualquer instante para discutir os trabalhos do curso, ou mesmo para uma conversa casual. Além disso, os professores eram todos cultivadores, pois também podia aprender sobre suas experiências de cultivo e compartilhar com eles. Às vezes, eles até brincavam e se misturavam com os alunos. Os meus colegas de turma também eram praticantes e tinham um coração bondoso - não vi esquemas e conflitos que estão presentes na sociedade. Tornei-me cada vez mais consciente de que este era um ambiente raro e precioso para a aprendizagem e cultivo.

Quando olhei as redes sociais, vi meus antigos amigos do dia a dia e as suas vidas atuais, a beber, a festejar, a ir a baladas e até a ter ressacas, a abraçar vasos sanitários para vomitar.

Pensei: "E se meus pais não tivessem se esforçado tanto para me manter aqui? Se eu tivesse seguido obstinadamente outro caminho, não teria acabado como aqueles amigos vulgares, bebendo e indo à baladas com eles todos os dias, deixando completamente o cultivo para trás e me afundando na lama? Então, não teria conseguido completar a minha missão, não teria conseguido salvar os seres do meu mundo e não teria cumprido o voto que assinei. Quanto arrependimento eu teria? Estou verdadeiramente grato pelo arranjo do Mestre e pelos esforços dos meus pais que me permitiram ficar aqui e ter um ambiente tão harmonioso e maravilhoso para cultivar e aprender. Posso estudar o Fa e discutir experiências de cultivo com meus colegas todos os dias, e fazemos os exercícios juntos".

Meu apego aos jogos no computador

Assim que entrei em contato com computadores na escola primária, comecei a jogar videogames. Naquela época, os monitores dos computadores eram grandes. Fiquei completamente absorvido pelos jogos. Sempre que meus pais não estavam em casa, jogava ou ia à casa de amigos para jogar. Mais tarde, com os celulares e os tablets, os jogos se tornaram ainda mais práticos. Jogava enquanto me deslocava para o trabalho ou nas refeições. Aos poucos, isso afetou a minha vida. Enquanto o professor falava na aula, a minha mente pensava em como passar este nível ou como derrotar aquele chefe. Nos fins-de-semana, quando fazia os exercícios em locais com paisagens belas, não conseguia ficar tranquilo - em vez disso, a minha cabeça estava imersa nos jogos. Portanto, fui repreendido inúmeras vezes pela minha mãe por jogar. Por vezes, ela até chorava. Olhando agora para trás, me sinto verdadeiramente envergonhado - porque não percebi mais cedo de como os jogos eram prejudiciais?

Na realidade, não estudei o Fa com seriedade nem o levei a sério. Decidi começar do início e ler sistematicamente todos os ensinamentos do Mestre dados em diferentes regiões.

O Mestre disse:

"Esses videogames causam danos às pessoas e o público-alvo não é somente os filhos dos discípulos do DaFa. São muito atrativos e geram nas pessoas comuns um efeito muito passivo, fazendo que não possam realizar bem o trabalho, não consigam dormir bem, não descansam bem, não tenham qing humano, não se preocupem com a família. No caso de ser um estudante, faz que ele não dê importância aos estudos, prende-o ao jogo. Isto é o mesmo que causar danos aos seres humanos. Para promover os videogames, esses comerciantes continuamente fazem grandes esforços para mostrar novos truques e efeitos. O que faz o homem criar um carma tão grande? Prejudica muito os seres humanos." (Ensinando o Fa no Fahui de São Francisco – EUA -2014

Os praticantes precisam eliminar todos os tipos de apegos e noções humanas. Se nem sequer consigo deixar algo tão trivial como os jogos de videogame, como posso falar em salvar pessoas? Além disso, enquanto desperdiçava a minha vida com esses jogos, alguns praticantes se levantavam às 3h da manhã para estudar o Fa e fazer os exercícios. Alguns praticantes esclareciam a verdade ou trabalhavam em projetos do Dafa durante horas. O tempo é tão urgente, mas eu ainda tinha tempo para jogar?!

Apaguei todos os jogos do meu computador e celular, depois dei o tablet que comprei especificamente para jogar ao meu pai, para projetos de esclarecimento da verdade. Comecei a concentrar-me no cultivo. Estava ocupado com os estudos e o trabalho. Passava meu tempo livre com os amigos ou tocava piano. Esqueci-me verdadeiramente dos jogos. Quando via os outros jogando, não sentia vontade de jogar.

Depois de estudar ciência de dados durante alguns anos, ganhei gradualmente alguma experiência e comecei a trabalhar em projetos de comunicação social. Consegui alguns resultados, vendo que podia realmente ajudar nos projetos do Dafa utilizando o que aprendi na escola e no auto estudo, e que meus projetos estavam a ser utilizados, o que me deu uma grande sensação de honra e realização.

Comecei a sentir que tinha crescido e que era capaz - o que me tornou um pouco arrogante. Senti que, como trabalhava todos os dias em um projeto do Dafa, contribuia para o esclarecimento da verdade. Por isso, prestei menos atenção ao estudo do Fa e à realização dos exercícios. Pois só fazia os exercícios apenas uma vez por semana e deixei de estudar o Fa todos os dias.

Como um discípulo do Dafa, ser negligente ao cultivo é muito sério!

O Mestre disse:

"Você não pode afrouxar em seu cultivo pessoal. Não importa o que esteja fazendo, seja esclarecendo a verdade ou fazendo projetos que validem o DaFa, a máxima prioridade deve ser o cultivar a si mesmo bem; somente assim as coisas que faz podem ser mais sagradas, pois você é um discípulo do DaFa, e está fazendo coisas como um discípulo do DaFa para validar o Fa. As pessoas comuns também podem fazer as coisas que os discípulos do DaFa fazem, porém não podem ter a poderosa virtude dos discípulos do DaFa. Elas só podem receber bênçãos e virtude, e acumular bênçãos futuras." (Ensinando o Fa na Conferência de Nova Iorque-EUA – 2007Ensinando o Fa pelo Mundo VII

Se não nos cultivarmos de acordo com os padrões dos praticantes, então, não importa em quantos projetos de esclarecimento da verdade estejamos envolvidos, seremos apenas pessoas comuns fazendo boas ações. Não somos discípulos do Dafa ajudando o Mestre a retificar o Fa, e nenhuma elevação de nossa poderosa virtude ocorrerá. Somos simplesmente pessoas comuns acumulando bênçãos futuras. Como isso seria lamentável!

Temos os nossos próprios paraísos para onde regressar, e os seres dos nossos mundos estão à espera do nosso regresso. Se apenas permanecêssemos no mundo humano como pessoas comuns abençoadas, seria uma pena. Depois de esperar por tantos anos, finalmente temos a oportunidade, no período de retificação do Fa, de cultivar bem como discípulos do Dafa e estabelecer uma virtude poderosa.

Antes de descer, cada um de nós, discípulos do Dafa, fez um voto. Espero que todos possam apreciar este ambiente e as nossas circunstâncias atuais nestes últimos momentos urgentes. Vamos realmente estudar o Fa com diligência, fazer bem as três coisas, ajudar o Mestre a retificar o Fa, completar os votos que fizemos e voltar para casa com o Mestre!

Estes são apenas meus conhecimentos superficiais no meu atual nível de cultivo. Por favor, com compaixão, apontem qualquer coisa inapropriada.

Obrigado, Mestre! Obrigado, companheiros praticantes!

(Apresentado na Conferência de Compartilhamento de Experiências do Falun Dafa em 2024, na Fei Tian College-Middletown)