Um dia, enquanto navegava na internet, eu encontrei o Falun Gong. Havia lido sobre a perseguição na China e queria descobrir o que era tão poderoso nessa prática espiritual que as pessoas na China estavam dispostas a arriscar suas vidas para esclarecer a verdade e exercer seu direito às suas crenças. Fiquei curioso para saber mais e encontrei informações na internet sobre um local de prática próximo. Quando fui até lá, vi pessoas meditando em posição de lótus completa. Fiquei impressionado com a tranquilidade e o poder dos exercícios. Imediatamente, soube que aquilo era para mim e queria saber mais sobre a prática.

Participei de um seminário de nove dias - uma série de palestras filmadas ministradas pelo professor e fundador, Mestre Li Hongzhi. Durante o seminário, sabia em meu coração que essa prática me ensinaria como ser uma pessoa melhor.

Eu costumava ter problemas com os jogos. O Falun Gong mostrou como cultivar meu coração e minha mente para assimilar os princípios do universo: Verdade, Compaixão e Tolerância. Os ensinamentos forneceram a orientação que me faltava. Imediatamente parei de jogar.

Em apenas alguns meses de prática do Falun Gong, minha esposa viu extraordinárias mudanças em mim. Ela ficou tão impressionada que começou a praticar também. Minha filha também ficou impressionada com as minhas mudanças e quis saber o que tinha trazido essa transformação, então apresentei o Zhuan Falun a ela, o principal livro do Mestre Li Hongzhi. Uma das melhores experiências da minha vida foi ler o Zhuan Falun com minha filha.

Muitos de vocês têm visto os praticantes fazendo os exercícios. Talvez você também tenha sido atingido pela beleza, tranquilidade e energia positiva da prática. Sinceramente, eu espero que você dedique um tempo para entender o que realmente é o Falun Gong, para olhá-lo com a mente e o coração abertos, e para rejeitar a calúnia politicamente motivada pelo partido comunista chinês. O mundo poderia usar mais Verdade, Compaixão e Tolerância.