(Minghui.org) É difícil para as pessoas ricas cultivarem o Caminho (em chinês, é chamado de Tao), elas simplesmente não podem deixar a riqueza e a fama. Isso é ainda mais verdade para um príncipe. A seguir, apresentaremos uma exceção. Buda Sakyamuni era um príncipe e conseguiu cultivar até se tornar um Buda. Cerca de 2.500 anos atrás, o primeiro filho do rei Ling da Dinastia Zhou (571-545 a.C.) desistiu de sua coroa e da vida real para cultivar o Tao. Depois de trinta anos, ele conseguiu ter sucesso.

Outro exemplo foi do príncipe, Ji Qiao, que era muito conhecido por tocar bem o Sheng, um instrumento de sopro de tubo de cana. Sua música imita o chamado de uma fênix. Um dia, enquanto viajava para um lugar entre o rio Yi e o rio Luo, o príncipe conheceu um mestre taoísta chamado Fu Qiugong. Fu Qiugong convenceu o príncipe a segui-lo até a Montanha Song e lá Ji Qiao começou a cultivar-se como um praticante taoísta.

Trinta anos depois, a monarquia enviou um oficial chamado Huan Liang para procurar pelo príncipe. Huan Liang conseguiu encontrar o príncipe na montanha. O príncipe Ji Qiao disse a Huan Liang: “Por favor, diga à minha família para me esperar no topo da Montanha Goushi em 7 de julho.” Depois que os membros da família foram até a Montanha Goushi em 7 de julho, eles realmente viram o príncipe Ji Qiao sentado nas costas de uma garça branca enorme.

O príncipe não foi encontrar a sua família, no entanto, e ficou acenando para a sua família à distância. O príncipe e sua garça apareceram no topo da montanha por vários dias. Finalmente, ele voou para longe sentado em cima do pássaro. 

(Por Lie Xian Zhuan, Biografias dos Imortais)