(Minghui.org) (Continuação da parte 5)

Nesta série de artigos com sete partes, eu gostaria de compartilhar meu entendimento sobre a consciência assistente [Nota do editor: em várias versões de tradução do Fa também está traduzida como espírito original assistente, espírito primordial assistente, alma assistente ou subordinada e subconsciência].

Eu pessoalmente tenho experimentado várias formas de interferência que minha consciência assistente impõe para minha consciência principal [Nota do editor: também traduzida como espírito original principal, espírito primordial principal e alma Mestre]. Eu também testemunhei alguns praticantes locais que estão sendo perseguidos por suas consciências assistentes.

Eu descrevo a seguir o que aconteceu comigo e com vários companheiros praticantes na minha área para servir como um lembrete para que todos tenham consciência da interferência oculta causada pelas consciências assistentes.

Claro, eu só posso ver as coisas mostradas a mim no meu nível, e elas não são toda a verdade.

Os praticantes devem ser guiados apenas pelo Fa, a imensa verdade do universo, e não pelo entendimento ou experiência de outro cultivador.

Táticas obstruem a consciência principal

Entendi que as consciências assistentes usaram muitas abordagens diferentes para prejudicar as consciências principais. Uma dessas abordagens é evitar que a consciência principal cumpra o seu dever atribuído. Esta abordagem permite que a consciência assistente não permita que a consciência principal receba o gong.

Elas usam táticas diferentes para esse fim. Uma é fazer com que a consciência principal fique sonolenta quando os praticantes estudam o Fa, fazem os exercícios e enviam pensamentos retos. Este tipo de sonolência resulta de psicotrópicos que as consciências assistentes administram na consciência principal por um longo período de tempo.

Em nossa região há um mecanismo que se parece com um disco. Dentro dele existem mais de uma dúzia de armadilhas confusas. Alguns praticantes estão presos dentro e sentem-se sonolentos, enquanto outros desenvolvem apegos de luxúria, sentimentalismo (qing), e dormem enquanto estudam o Fa, fazem os exercícios e enviam pensamentos retos.

Há também um mecanismo que produz grandes quantidades de drogas psicotrópicas e comprimidos. Quando esse mecanismo é conectado a um praticante, a substância que produz pode fortalecer desejos deste praticante e fazer as pessoas comuns ou mesmo outros praticantes se sentirem atraídos pelo praticante.

Outra artimanha que as consciências assistentes usam é interferir diretamente com a consciência principal. Elas trazem fantasias do quotidiano das pessoas todos os dias para a consciência principal quando o praticante estuda o Fa, faz os exercícios, e envia pensamentos retos.

Alguns praticantes de repente podem pensar nas tarefas diárias, para que eles parem de estudar o Fa e tendam a essas coisas. Além disso, quando eles fazem os exercícios ou enviam pensamentos retos, pensamentos dispersos podem perturbá-los com todos os tipos de coisas.

Claro, existem outros fatores envolvidos quando os praticantes não podem manter uma mente calma, mas o que descrevi acima é apenas um fator que perturba a mente de um praticante.

O Mestre disse:

Um ser não pode praticar o cultivo sem um corpo físico. Então a prática de cultivo deve ser realizada no lado humano para permitir que as mudanças ocorram nos outros corpos. Às vezes, quando você está estudando os livros do Dafa, e não está concentrado, talvez seus lábios terminem de ler aquela parte, porém, sua mente não está ali. Isto porque seu espírito-original-assistente e outros fatores estão atuando. Seu pensamento aparece ocasionalmente, e desaparece em um instante. Se você tem esse problema frequentemente, é o mesmo que renunciar a todas essas coisas e dar o Fa a outra pessoa. Isto não é correto, e não permito que você se cultive dessa maneira. (Ensinando o Fa na Conferência do Leste dos EUA)

Decepcionado pela consciência assistente

Às vezes, as consciências assistentes tentam controlar a consciência principal. A consciência principal vai se sentir confusa sobre um determinado assunto e dar a consciência assistente a oportunidade de controlar o corpo.

Elas também usam as dívidas cármicas da consciência principal para afetar as suas ações. Elas usam qualquer tipo de enganação, de modo que a consciência principal comete erros e não consegue passar nos testes. A consciência principal vai se sentir deprimida, afrouxar, cultivar sem entusiasmo, ou desistir do cultivo.

Eu também vi algumas consciências assistentes bastante agressivas, que bateram na consciência principal. Um praticante tem cerca de oito consciências assistentes que tentaram controlar e atacar o corpo do praticante. Elas também instigaram outros a tiranizar a consciência principal.

Há também situações em que a interferência é menos óbvia. As consciências assistentes furtivamente criam conflitos entre os praticantes. Elas podem fazer os praticantes não se entenderem ou prevenir os praticantes de ouvir mensagens importantes.

Certa vez pedi a uma praticante para enviar pensamentos retos em um determinado momento, mas ela nunca o fez. Quando lhe perguntei sobre isso mais tarde, ela me disse que não havia ouvido o que eu tinha dito.

Para resolver esse problema, um praticante deve olhar para dentro e ficar indiferente ao apegos humanos. Caso o praticante cultivar e deixar os apegos, vai passar nos testes.

Inter-relações familiares complexas

Tenho notado um outro arranjo das velhas forças sobre os praticantes da mesma família. As consciências assistentes dos praticantes armam conflitos umas contra as outras.

Elas impedem a consciência principal dos praticantes de se iluminarem aos princípios do Fa e reforçam as suas noções humanas e tendências egoístas para criar discórdia. Tivemos muitos casais, ambos os maridos e esposas, que brigam entre si durante anos e não olham para dentro em busca das suas próprias falhas.

Complexidade das inter-relações do passado até o presente

As consciências assistentes também podem agravar a falsa aparência de carma de enfermidade e, assim, deixam a consciência principal em estado miserável. Acima de tudo, elas podem impedi-la de receber ajuda ou prejudicar outros praticantes.

Quando eu estava enviando pensamentos retos para ajudar o praticante C que estava sofrendo de carma de enfermidade, uma outra pessoa que parecia C sentou-se à minha frente e disse: "Cuide da sua vida". Ele levantou a mão para bater no meu rosto. Eu sabia que ela era uma consciência assistente e a detive com o meu gong.

Depois que eu terminei de enviar pensamentos retos, eu disse a C que algumas de suas consciências assistentes a prejudicava. Ele acreditou em mim, mas o seu membro da família, também um praticante, não acreditou em mim. Ela refutou citando o Fa do Mestre: "A principal tarefa do espírito-original-assistente consiste em fazer o máximo possível para evitar que o espírito-original-principal faça coisas erradas. (Zhuan Falun)

Ela afirmou: "Como pode uma consciência assistente, eventualmente, prejudicar a consciência principal?" Tentei compartilhar o meu entendimento com ela, mas ela não quis me ouvir.

Quando eu estava meditando no dia seguinte, este membro da família de C apareceu na minha dimensão e disse: "Pare com a sua interferência. Se você continuar se intrometendo nos assuntos dos outros, você vai morrer na miséria. Deixe-me lhe contar um segredo celestial. Sua morte foi organizada há muito tempo, e você nem vai saber como você vai morrer".

Enquanto meditava, vi a história desta família através de muitas reencarnações. As consciências principais do praticante C e seu familiar compartilharam a mesma origem, bem como suas consciências assistentes. Havia relações cármicas entre as consciências principais e as consciências assistentes. Nesta vida, as consciências assistentes dos dois praticantes uniram forças para interferir com as suas consciências principais, agregando sintomas de doença no praticante C e impedindo o seu membro da família de ter claro os princípios do Fa.

Estas consciências assistentes haviam feito um acordo entre si que, quando um deles enfrentasse a destruição, eles não iriam ficar de braços cruzados, mas ajudariam uns aos outros. Suas consciências principais também assinaram pactos para proteger as consciências assistentes. Estas consciências principais assinaram voluntariamente ou foram induzidas a fazê-lo antes de descerem para o mundo humano. Isso nos mostra que eles aceitaram e concordaram com os arranjos das velhas forças.

Algumas das consciências principais assinaram pactos para proteger as suas próprias consciências assistentes, e algumas consciências principais assinaram pactos para proteger consciências assistentes dos outros. Tais pactos permitiram que as consciências assistentes cometessem danos sem medo, e criaram problemas entre os cultivadores e prejudicaram o corpo do praticante C.

Os companheiros praticantes devem fortalecer seus pensamentos retos, negar todas os arranjos das velhas forças, e só seguir os arranjos do Mestre.

Ataques da consciência assistente causam sua destruição

Como as consciências assistentes continuaram a cometer danos, então eu eliminei algumas que criaram a interferência a mim.

Quando eu estava enviando pensamentos retos com os companheiros praticantes, todos nós sentimos muito sono. Notei uma imagem do praticante D soprando alguma substância amarela clara para nós. Percebi que era uma substância psicotrópica que estava interferindo com a gente e que a consciência assistente do praticante D estava causando interferências.

Eu observei o praticante D e silenciosamente disse à sua consciência assistente na minha mente: "Posicione-se bem. Não interfira com o nosso envio de pensamentos retos. "No entanto, esta consciência assistente recusou-se a ouvir e continuou a criar problemas.

Durante o envio de pensamentos retos, descobri que a consciência assistente do praticante D queria proteger um ser maligno, então eu dirigi o gong para ele e disse: "Se você proteger esse ser mau, vou eliminá-lo junto". Esta consciência assistente disse ao ser mau: “Eu já não posso protegê-lo, pois eu fui pega no ato". Eu, então, eliminei o ser maligno.

Depois de enviar pensamentos retos, começamos a estudar o Fa. De repente, tive uma forte dor de cabeça. Vi o praticante D olhando para mim. Ele se virou para olhar outro lugar quando percebi que eu olhei para ele, e minha dor de cabeça se foi. Eu percebi que era a consciência assistente do praticante D que estava me prejudicando. Eu continuei a estudar o Fa. Em menos de cinco minutos, eu tinha uma dor aguda no peito. Eu me virei para olhar para o praticante D e novamente o viu olhando para mim. Quando ele me viu olhando para ele, ele desviou os olhos, e a dor em meu coração diminuiu.

Eu decidi eliminar a consciência assistente do praticante D. Ela apareceu e gritou: "Também fiz um monte de coisas para retificar o Fa. Como você pode me eliminar?"

"Você está perseguindo consciência principal", eu disse. "Além disso, você está fortalecendo os apegos da consciência principal, de modo que ele não cultiva a si mesmo. Você também interfere com o nosso envio de pensamentos retos, enquanto nós eliminamos o mal. Você tem causando problemas todo esse tempo. Já avisei muitas vezes. Você já ouviu? Você está sentado aqui para criar problemas e estão fazendo coisas piores do que os seres malignos fazem. Eu não posso perdoá-lo pelo que você tem feito".

Vi então esta consciência assistente ser destruída pelos deuses retos.

Mecanismo de recriação da consciência assistente 

Eu calmamente estudei o Fa por mais de 40 minutos. De repente, senti um par de olhos olhando para mim. Ergui a cabeça e vi um mecanismo de recriar a consciência assistente. Eu tinha me perguntado sobre o fato de que, mesmo que eu tivesse eliminado algumas consciências assistentes, depois de um tempo, elas apareceram novamente e continuaram a prejudicar os praticantes. Eu não entendia por que reapareciam depois que eu as havia eliminado. Agora eu sei que é porque há um mecanismo que lhes recria.

Eu também vi a cena a um determinado nível de pacto da consciência assistente com as velhas forças, aceitando seus arranjos.

Em níveis elevados, as velhas forças fizeram muitos arranjos meticulosos para encobrir seus mecanismos, incluindo para interferir com os praticantes cujos olhos celestes estavam abertos e com aqueles que expõem suas más ações.

Consciência assistente é enganada pelos Deuses

O Deus encarregado de fazer esses arranjos disse a esta consciência assistente: "A você lhe é dada uma missão sagrada que lhe permite ser a consciência assistente de um Deus reencarnado. Sua missão é impedir que um cultivador descubra os segredos da consciência assistente e salvaguarde os nossos arranjos. Você pode enfrentar o perigo de ser descoberta e destruída. Você está disposta a assumir a missão?" A consciência assistente concordou.

O Deus continuou: "Quando forem descobertas e destruídas, dentro de uma hora o mecanismo que montamos há muito tempo irá produzir automaticamente outro você, que tem a mesma poderosa virtude e poder. Então você não está realmente morto, porque vamos preparar incontáveis vocês. Você pode, então, levar o grupo de Deuses para matar o Deus que destruiu você. Você gostaria de fazer isso?" A consciência assistente concordou novamente.

"Você vai gostar da honra ilimitada ao retornar para o mundo que você se originou", disse o Deus. "Graças aos seus méritos, os Deuses irão recordar da sua dedicação e grandes contribuições". A consciência assistente concordou e assinou o pacto.

As velhas forças também fizeram outros arranjos para esta consciência assistente, incluindo como controlar a consciência principal, impedir que consciência principal se assimile ao Fa, fortaleça os desejos da consciência principal, e assim por diante.

Deuses desse nível tinham inveja dessa consciência assistente. Depois de ver isso, eu me senti muito triste pela consciência assistente do praticante D.

Na frente da consciência assistente reproduzida, eu pensei: "As velhas forças criaram tantas consciências assistentes. Quantas eu terei que eliminar?"

Naquele momento, o Mestre apareceu e disse gentilmente: "Vamos dar-lhes mais oportunidades".

Poucos dias depois, o praticante D parou de vir para o nosso grupo para enviar pensamentos retos.

Ataque de consciências assistentes desviadas

No meu caminho de casa depois de um grupo de estudo do Fa, senti que estava cercada por sombras, camadas sobre camadas de sombras, e eu também ouvi o som de passos pesados. Quando me virei, não havia ninguém lá, apenas a praticante B que estava ao meu lado. Eu senti que ela estava longe de mim e eu estava tremendo todo.

"Por que estou com tanto medo", eu perguntei.

"O mal está perseguindo você", respondeu a praticante B. "Deixe-me levá-lo para casa".

A sensação de estar com medo voltou na noite seguinte, e no terceiro dia, eu senti como se meu corpo tivesse sido esmagado. Deitei na cama me sentindo um pouco confuso e estupefato. Então eu vi pedaços de partes do meu corpo humano em outras dimensões. Eu disse à praticante B sobre isso.

"Talvez o seu corpo tenha realmente sido esmagado em pedaços em um nível", disse a praticante B.

Naquela época, os companheiros praticantes não se juntavam para enviar pensamentos retos. Dois dias se passaram. Vi o Mestre procurando os restos de meu corpo em um imenso cosmos. O Mestre então reuniu os meus restos mortais e eles se transformaram em uma tábula na qual estava escrita: "Em memória do sacrifício feito pelo discípulo do Dafa assim e assim, que foi destruído por divindades intrometidas durante o período da retificação do Fa em tal e tal data. A tábula brilhou radiante. O Mestre colocou a mão sobre a mesa e ela se transformou em um paraíso e entrou no novo universo.

O dia depois que eu vi a inscrição na tábula, eu estava em casa e, de repente, senti extremamente desconfortável e meu coração doía como se tivesse sido quebrado. Eu me senti muito fraco e estava coberto de suor frio. Eu senti como se eu estivesse entrando em choque. Reuni todas as minhas forças e pedi à praticante B para enviar pensamentos retos para mim.

Depois que eu tinha acabado de me sentar na posição de lótus completa, notei que meus pés se transformaram em preto e azul. Pedi ao Mestre para me fortalecer e enviar um pensamento muito forte. “Eu tenho o Mestre cuidando de mim. Ninguém pode me mover".

Assim que eu levantei minha palma, eu vi o Mestre e muitos outros deuses retos. O Mestre disse: "Parece que nós realmente não podemos mantê-los mais". Eu sabia que o Mestre estava referindo-se às consciências assistentes do praticante D e muitos outros praticantes.

Difamado pelo praticante D

Então porque as consciências assistentes de tantos colegas praticantes se envolveram? No final das contas, depois que o praticante D parou de se juntar aos outros no envio de pensamentos retos, ele conversou com muitos praticantes, dizendo-lhes que o que eu fiz foi errado e assim por diante. Como resultado, muitos praticantes começaram a se opor a mim.

Em outras dimensões, a consciência assistente do praticante D reuniu muitas outras consciências assistentes para destruir meu corpo e meu verdadeiro ser no meu corpo.

(Continua na parte 7)


Em relação à comoção desencadeada pelo artigo sobre o espírito primordial assistente

Como Mestre, eu apenas reconheço o espírito primordial principal dos discípulos do Dafa; além disso, todos os abundantes méritos e a poderosa virtude estabelecida na história se manifestam e foram realizadas pela superfície do corpo principal dos discípulos do Dafa; nada pode mudar este ponto. A situação complicada enfrentada na retificação do Fa do Cosmos não é algo que o ser humano possa entender; e os arranjos das velhas forças são interferências muito severas, o Mestre simplesmente não quer que vocês se envolvam nos assuntos específicos, e eles afetam seu cultivo e prática. O Mestre quer que vocês tratem as multidões de seres com o coração e a misericórdia mais amplos. Sob quaisquer interferências, não emperrem nos assuntos específicos que os perturbam, apenas assim vocês poderão transcender, e sua poderosa virtude será ainda maior.

De fato, tudo o que não está de acordo com o Dafa e com os pensamentos retos dos discípulos do Dafa é causado pela participação das velhas forças, incluindo todos os fatores não retos de vocês mesmos; por isso que tomo o envio de pensamentos retos como um dos três assuntos principais que os discípulos do Dafa devem fazer. O envio de pensamentos retos tem como alvo tanto fora como dentro, e nada que seja não reto pode escapar, somente se nossa atitude em relação ao envio de pensamentos retos é diferente, a manifestação é diferente.

Os discípulos do Dafa salvam com misericórdia as multidões de seres no mundo caótico e com princípios corruptos; claro que isto inclui as vidas no próprio campo de vocês. Salvar as multidões de seres definitivamente dará oportunidade às vidas, e algumas vidas têm recebido uma oportunidade por um tempo muito longo. No processo, algumas realmente se tornam boas, também há algumas que não ficam boas no final. Quando não melhoram, são eliminadas; de fato, vocês têm estado realizando este assunto no seu processo de cultivo e prática, o Mestre também está realizando isso para vocês. Esse é apenas um ponto entre as numerosas interferências, e não é nada especial; vocês atravessaram as mais graves interferências. Alguns estudantes viram certa situação, isso também é a manifestação da salvação misericordiosa das multidões de vidas pelos discípulos do Dafa; isso é também simplesmente a manifestação do estado positivo e negativo de cada vida no caos durante a salvação das multidões de vidas por vocês. Se vocês quiserem salvar as multidões de vidas, não podem eliminar todas, mas é preciso ver quem pode ainda ser salvo. Neste processo as vidas manifestam comportamentos retos e negativos, isto também é algo que é inevitável durante a retificação do Fa. Frente às manifestações caóticas do lado negativo, não há necessidade de vacilar. Estude bem o Fa, faça as três coisas bem e vocês terão tudo. Na realidade, as velhas forças, que já foram determinadas como demônios da retificação do Fa, estão sendo eliminadas. Com o Mestre e o Fa aqui, nada pode ser perturbado.

Li Hongzhi
19 de agosto de 2016