(Minghui.org) Comecei a praticar o Falun Dafa em 1996. Durante esses 19 anos de meu cultivo, eu experimentei alegria quando pratiquei diligentemente, desânimo quando não estava indo muito bem e aflição quando estava me livrando dos apegos. Porém, uma coisa é clara: sempre que eu realizo algo com crença plena no Mestre Li e no Fa, eu o realizo com sucesso.

Censura de palavras-chave do Partido Comunista Chinês falha nas minhas mãos

Eu abri uma pequena loja há cerca de 5 km da minha casa há alguns anos. Eu usava meu tempo de caminhada até a loja para enviar mensagens de texto curtas para esclarecer a verdade sobre o Falun Gong e salvar seres conscientes.

A polícia cibernética do Partido Comunista Chinês (PCC) bloqueia palavras-chave nas mensagens de texto enviadas via celulares para prevenir que qualquer informação sobre o Falun Gong seja divulgada. Até as palavras “Verdade-Compaixão-Tolerância” não podem ser enviadas. O Minghui lançou um panfleto com instruções sobre como contornar os filtros de palavras-chave. Eu as segui, mas eu não consegui descobrir como usá-las bem porque adicionar outros símbolos ou mudar a forma de expressar as coisas iria confundir os leitores.

Eu comprei um novo celular e um cartão SIM. Eu tentei enviar uma mensagem curta sobre o Falun Gong, porém acabou voltando a mensagem como “falha de entrega”. Tentei de novo e novamente falhou. Fiquei assustada. Eu tirei a bateria e removi o cartão SIM, por que pensei que meu cartão poderia estar sendo monitorado. Comprei outro SIM e tentei enviar a mensagem novamente, porém recebi a mesma mensagem de falha de entrega. Joguei novamente fora o cartão SIM.

Pensei: “Eu não posso mandar mensagens assim". Eu me acalmei e me dei conta de que minha mentalidade de medo não era correta. Minhas mãos até tremiam enquanto eu enviava a mensagem. Comprei um novo SIM e pensei em como deveria mandar a mensagem.

Um dia me lembrei do que o Mestre disse em “Ensinado o Fa na Conferência da Europa” em 1998:

Tijolos e concreto, compostos da camada das moléculas maiores, não podem lhe confinar quando a camada das moléculas maiores no seu corpo já foi completamente transformada em matéria de alta energia; as camadas de moléculas menores no seu corpo, abaixo da maior, não são obstruídas. É precisamente como o ar que é capaz de passar através de um pedaço de pano quando você assopra nele. Ou seja, você se torna capaz de atravessá-los.

Eu entendi por meio dessa frase que as palavras “Falun Dafa” possuem a energia mais forte e são como as partículas menores, que podem passar através de cada vida ou material. Como as mensagens de texto não poderiam ser enviadas? Quem seria capaz de bloqueá-las?

Então, inseri um novo cartão SIM no celular e compus uma nova mensagem, curta e direto ao ponto, sem considerar que qualquer palavra pudesse ser bloqueada. Na mensagem estava escrito: “Por favor, lembre-se que o Falun Dafa é bom e que Verdade-Compaixão-Tolerância é bom. Renuncie ao PCC e às suas organizações afiliadas. Você estará seguro e ultrapassará qualquer desastre no futuro”.

Pressionei "enviar" e a mensagem foi enviada com sucesso. Então programei o celular para enviar a mensagem automaticamente. Continuei a caminhar até minha loja. Mais de 160 mensagens foram enviadas com sucesso até a hora em que eu cheguei na loja. Enviei mais 200 mensagens no meu caminho de volta para casa à noite.

Eu me iluminei com essa experiência de que nada é impossível de se alcançar quando acreditamos completamente no Mestre Li e no Dafa e quando pensamos na salvação dos seres e na validação do Dafa. Somos obstruídos por noções humanas e por apegos. Porém precisamos seguir os avisos do Minghui por razões de segurança, pois não somos capazes de manter pensamentos retos a todo momento.

Oficiais à paisana esquecem da sua intenção

Minha filha e eu dirigimos uma motocicleta até uma comunidade rica para distribuir materiais sobre o Falun Gong certa noite há alguns anos. No nosso caminho de volta para casa, ouvi um som alto, como se algo tivesse caído da nossa motocicleta. Eu olhei para trás e vi um sedan preto atrás de nós. Estávamos a menos de 30 km/h e o carro estava se aproximando de nós.

Diminui ainda mais a velocidade, então parei no acostamento. O carro diminuiu e parou na nossa frente. Eu me dei conta de que alguém nos delatou à polícia.

Eu estava um pouco nervosa e não ousei continuar, então olhei para trás e fingi estar procurando algo. Eu lembrei que, como estava distribuindo materiais, eu tive medo que alguém pudesse estar nos seguindo. Foi dessa mentalidade de medo que as velhas forças se aproveitaram.

Descobri meu apego, porém o carro ainda estava lá. Eu disse ao Mestre na minha mente: “Mestre, alguém quer fazer algo mau. Por favor, reforce meus pensamentos retos, assim não será capaz de fazê-lo”.

Todas as quatro portas do carro se abriram. Quatro homens saíram gargalhando alto. Eles andaram em direção a uma árvore e começaram a urinar. Foi antes das 22h no verão, então ainda estava claro e muitas pessoas estavam passando. Os homens não tinham vergonha perante os transeuntes. Eu pensei que poderia ser devido ao meu pedido ao Mestre Li. Meus pensamentos retos puderam talvez tê-los confundido e, assim, eles se esqueceram de suas intenções.

Minha filha e eu silenciosamente subimos na motocicleta e saímos. Retornamos para casa com segurança. Obrigado Mestre Li, por sua proteção!

Removendo um cartaz que difamava o Dafa

Eu movi uma ação ano passado contra meu empregador por causa da perseguição que sofri. Enviei várias cartas abertas. Os administradores tentaram me perseguir novamente, porém eles falharam devido à proteção do Mestre Li e dos pensamentos retos dos praticantes.

Eles então fizeram um grande cartaz e colocaram em um quadro de avisos para difamar o Falun Dafa. O cartaz tinha um número de telefone para ligar e incentivava os residentes a delatar quem distribuíssem materiais do Falun Gong ou cartas.

Todos sabiam que era porque eu tinha movido uma ação, embora o cartaz não mencionasse meu nome. Eu entendi que foi devido a meus apegos a competição.

Os companheiros praticantes acharam que o cartaz era uma armadilha e que não deveríamos tentar removê-lo, por que provavelmente teria alguém observando a espreita. Dois ou três dias se passaram.

Muitos de nós tentaram abrir o vidro do quadro de avisos para remover o cartaz, mas o vidro estava trancado e a moldura de alumínio era resistente. O cartaz seria tirado se destrancasse o vidro. Durante o dia, muitas pessoas passavam por lá, e o lugar era bem iluminado à noite. Câmeras de vídeo estavam instaladas por todo o lado. Dois veículos de polícia estavam estacionados em frente.

Estávamos ansiosos, mas não sabíamos o que fazer, exceto enviar pensamentos retos. O cartaz naquela área residencial poderia enganar quem quer que o visse. E era vergonhoso para nós, praticantes. Meu marido me perguntou com sarcasmo: “O que você pode fazer? Você está envergonhada?”

Suas palavras reforçaram meus pensamentos retos. Todos meus pensamentos impróprios se foram. Eu não disse uma palavra, mas pensei que o cartaz tinha que ser tirado no dia seguinte. Decidi removê-lo depois da meia-noite.

Levantei depois das 2h da manhã e enviei pensamentos retos para eliminar meus apegos à luta e ao medo. Eu disse ao Mestre Li na minha mente: “Mestre, estou indo remover o cartaz. Eu não posso deixar que ele engane as pessoas. Quero removê-lo em curto tempo e não danificar a fechadura do vidro”.

Eu coloquei sapatos com solas suaves e deixei a casa silenciosamente com uma chave de fenda. Eu planejei tirar todos os parafusos primeiro e remover a moldura. Porém o quadro de avisos era mais alto que eu. Poderia levar mais de meia hora para remover os parafusos um por um. Sem mencionar aqueles que eu não alcançaria no topo da moldura. Eu também arriscaria fazer barulho, o que chamaria atenção do pessoal de segurança e dos residentes próximos.

O Mestre Li permitiu que eu me lembrasse da primeira vez que eu removi cartazes abrindo a parte inferior da moldura. Agachei-me e arranquei a parte inferior do quadro, puxando a porta de vidro suavemente. A porta de vidro abriu sem som. Agarrei rapidamente a parte de baixo do cartaz e o puxei para baixo e então fechei a porta.

A fechadura e o vidro estavam intactos. Fiz tudo enquanto estava agachada, então, embora houvesse um veículo de polícia estacionado em frente, ninguém pode me ver. As câmeras de vídeo poderiam apenas gravar que a porta de vidro abriu sozinha e que o pôster foi removido e a porta fechada. Me tomou menos que um minuto.

Ninguém veio me perguntar sobre o cartaz. O quadro de avisos foi coberto com outros cartazes depois.

Tudo pode ser feito quando acreditamos no Mestre Li e no Dafa.