(Minghui.org) Saudações estimado Professor! Saudações companheiros praticantes!

Eu gostaria de compartilhar como eu abandonei meus apegos a mim mesmo, olhei para dentro para melhorar meu xinxing e aprendi a cooperar com os colegas praticantes ao fazer as três coisas.

Fora do grupo de estudo do Fa e dos projetos

Três praticantes formaram um grupo de estudo do Fa no começo de setembro, o que foi uma ideia excelente, pois um desses praticantes tinha esclarecido a verdade sobre o Falun Dafa uma vez há um ano e meio atrás. A outra praticante estava lúcida sobre os princípios do Fa, porém estava ainda imersa em emoções humanas. Ela era aposentada, vivia perto da sua família e não se envolvia em qualquer projeto do Dafa. Eu me sentia feliz, já que, estar em um grupo de estudo do Fa iria certamente incentivá-los a estar envolvidos em projetos do Dafa. Porém por detrás da felicidade havia um desconforto indescritível.

Já que esses praticantes estudavam o Fa juntos, eles rapidamente melhoraram no seu cultivo. Eles frequentemente saíam para esclarecer os fatos às pessoas sobre o Dafa e da importância de renunciar ao Partido Comunista Chinês (PCC). Eu senti que estava atrás e que queria me juntar a eles. No entanto, tive a sensação de que eles não queriam que eu me juntasse a eles, e isso me incomodou.

Eu procurei uma oportunidade para averiguar o porquê de eu ser deixado de fora. Eu estava para produzir DVDs do Shen Yun no dia seguinte, porém tive problemas com minha impressora.

Apesar de estar chateado, eu fui à casa de uma praticante testar o driver. Eu perguntei a ela quantos praticantes saíram para falar com as pessoas sobre o Dafa. Ela não respondeu minha questão e reclamou que eu fazia perguntas demais. Eu discordei dela.

“Os outros não querem que você se junte a eles por que você briga com as pessoas”, disse ela. “É óbvio o que se passa na sua mente. Alguns coordenadores querem saber tudo, assim eles podem manter tudo sobre controle”.

Não tinha sentido discutir com ela, então me mantive em silêncio. Ela parecia ter falado o que queria falar para mim.

Buscando o significado das dicas do Professor

Eu instalei o driver no computador dela, porém deu erro quando imprimia. Isso era inesperado, já que eu tinha usado seu computador no passado, e tinha funcionado bem.

Assim que sai da casa dela, eu refleti sobre o que o Professor poderia estar nos dizendo com essa última experiência. Eu voltei para falar com a companheira praticante. Eu disse para ela que eu não queria fazer um DVD. Eu estava fazendo isso para ela, então era problema dela, não meu. Em resposta, ela pediu para eu ir embora da casa dela.

Então eu fui para a casa de outro praticante e instalei o driver e funcionou. Eu refleti sobre o que estaria acontecendo e o seu significado. Eu percebi que menosprezei minha colega praticante.

Pensamentos negativos continuavam bombardeando minha mente. Eu coordenei e produzi materiais informativos por tantos anos, cooperei com ela, conversei com ela para fazer materiais e a tratei bem. No entanto, por que ela me isolou e se recusou a me falar sobre o trabalho do Dafa que eles estavam envolvidos?

Eu me forcei a ficar calmo e ouvi os ensinamentos do Professor na manhã seguinte. À tarde, me senti mais calmo. Porém eu ainda não sabia o que o Professor queria me dizer.

Mudar a mim mesmo, não os outros

Finalmente conversei com os companheiros praticantes. Uma disse: “Por que você está apegado com o que os outros fazem?” Ela disse que eu tinha um forte apego a mim mesmo. Este é o princípio do antigo cosmos: cada um quer mudar os outros, não a si mesmo.

Outra praticante me disse como ela se desapegou de si mesma quando teve conflito com os outros. Suas palavras realmente me impressionaram. Ela disse: “Eu pensava alto demais sobre mim mesma… o universo é próspero e existe todo tipo de vidas”.

Eu percebi que me faltava tolerância. Eu mantinha firmemente muitos apegos. Eu menosprezava os outros, tinha inveja e sempre pensava que estava certo. Como eu poderia ser tolerante, segurando todos esses apegos?

O universo é próspero porque o Professor possui mente aberta e pode trazer qualquer coisa no universo embaixo do mesmo teto. Por que o oceano pode abarcar a água de centenas de rios? Porque tem a capacidade de fazê-lo.

Depois que melhorei meu entendimento, pude aumentar o tempo da meditação sentada de uma hora para uma hora e meia.

Quando encontrei um companheiro praticante, que eu evitava devido a desacordos passados, eu me dei conta de que os pensamentos negativos em relação a ele desapareceram. Senti minha mente mais ampla, e tivemos uma troca de experiências muito boas.

O Professor cuidadosamente arranjou as coisas para mim, assim, eu posso melhorar. Eu percebi que nós devemos nos livrar de todas as brechas, tomar o Fa como padrão, melhorar juntos, elevar e formar um só corpo sem brechas.