(Minghui.org) No 12º Fahui da China no website do Minghui eu gostaria de compartilhar como as coisas mudaram quando comecei a olhar para dentro.

Olhar para dentro quando as pessoas não fazem as coisas direito

Eu acolhi um estudo do Fa na minha casa por muitos anos. Os praticantes que vinham estavam entre seus 30 e 70 anos. Esclarecíamos a verdade às pessoas durante as manhãs e estudávamos o Fa à tarde.

A maioria dos praticantes no grupo tinha um estado de cultivo estável e faziam as três coisas bem. Um jovem praticante não fazia coisa alguma para esclarecer a verdade. Antes de se unir ao nosso grupo, ele tinha participado virtualmente de cada estudo do Fa de nossa cidade. Onde quer que ele fosse, os praticantes desenvolviam uma impressão negativa dele e não mais o acolhiam.

Sua presença perturbava nosso silencioso e pacífico ambiente de estudo. Quando ele batia na porta, batia forte demais, assim como um policial que queria invadir a casa, causando que todos ficassem nervosos.

Meu vizinho ao lado é um oficial de governo. Para proteger nossa segurança e também para não perturbar meu vizinho, eu disse várias vezes a esse praticante não fazer barulho quando ele vem. Ele não ouviu e continuava bater na porta com muita força.

Quando ele vem para o estudo, ao invés de se sentar e se aprontar para estudar o Fa, ele vai a todo cômodo da minha casa, incluindo o banheiro, como se estivesse inspecionando. Se ele vir comida, ou fruta que coloco como oferenda em frente à foto do Mestre, ele a pega e a come. Quando usa o banheiro, ele frequentemente se esquece de dar descarga.

Eu sentia como se ele não viesse para estudar o Fa, mas sim para prejudicar a minha casa. Eu tentei falar com ele várias vezes, porém ele não ouvia. Eu fiquei chateado uma vez e ele perdeu o temperamento e brigou violentamente.

Outros praticantes no grupo não podiam se concentrar no estudo do Fa devido a ele. Alguns ficavam chateados e sugeriam que, se outros grupos de estudo não o aceitavam, nosso grupo tampouco deveria. Alguns reclamavam para mim e diziam que eu estava atraindo problemas.

Ouvindo todo tipo de opiniões dos praticantes, eu refleti comigo mesmo que qualquer coisa que ocorre no cultivo possui uma razão mais profunda, e que quer dizer que é hora de os companheiros praticantes e eu melhorarmos. Então me sentei com os praticantes e estudamos o Fa juntos.

O Mestre disse:

Quando algo desse tipo ocorre, todo mundo fica ansioso e pensa, “Por que isso aconteceu e gerou uma imagem ruim dos discípulos do Dafa, e por que há pessoas assim ao redor?” Mas você se perguntou, “será que talvez nós tenhamos feito algo errado?” A verdade é, quando o seu entendimento sobre isso é correto e vocês manejam as coisas corretamente, aquelas pessoas e ocorrências desaparecerão, pois as coisas não podem acontecer entre os discípulos do Dafa sem uma razão – isso não é permitido e ninguém ousa violar isso. Por mais sinistro que o mal possa ser, ele não ousaria fazer isso. (“Ensinando o Fa na Conferência Internacional do Fa em Washington DC, 2009”)

O Dafa dissolve reclamações e ira nos nossos corações

Quando me alinhei ao Fa, me dei conta que parecia superficialmente que eu tolerava o comportamento inapropriado do praticante, porém eu ainda desenvolvi pensamentos negativos sobre ele no meu coração. Toda vez que ele batia a porta, meu coração se instabilizava.

Percebendo meu problema, comecei a enviar pensamentos retos para eliminar meu apego, bem como os maus elementos por detrás do praticante que o tornavam irracional.

Quando ele veio à minha casa novamente, fui capaz de manter a mente em paz. Outros praticantes olharam para dentro também para se livrarem de seus apegos.

Com nossas mudanças, o praticante também mudou.Ele começou a bater na porta silenciosamente e não mais andava pela casa procurando por comida. Ele se tornou mais concentrado no estudo do Fa. Eu fiquei impressionado com o poder de um cultivador olhar para dentro.

Eliminamos o medo e mantivemos nosso grupo de estudo do Fa

Uma dezena de praticantes na nossa cidade foi presa e suas casas saqueadas. A situação parecia muito tensa e causou considerável perturbação entre os praticantes locais. Alguns no grupo expressaram seu desejo de parar de estudar o Fa por um tempo.

Eu me lembrei do que o Mestre nos ensinou:

...apenas por ter seu coração inabalável, você pode ser capaz de lidar com todas as situações. (“Eliminem seus último(s) apego(s),” Essenciais para Avanço Adicional II)

Eu não concordei em parar com o estudo do Fa. Porém quando percebi que alguns praticantes tinham levado embora os livros da minha casa, eu me tornei alerta e comecei a olhar para o meu interior. Eu percebi que possuía medo e que o medo dos outros praticantes era um reflexo do meu próprio.

Enviei pensamentos retos para eliminar meu medo. Com um puro e tranquilo estado de mente, não paramos de estudar o Fa por nem um dia sequer, nem realizar as três coisas foi afetado. Aqueles que levaram embora seus livros, também retornaram ao grupo.

Fiquei satisfeito por termos mantido o grupo. Se tivéssemos parado, não faço ideia quanto tempo levaria para organizá-lo novamente e teríamos perdido um ambiente em grupo, o qual o Mestre arranjou para melhorarmos juntos.

Desconforto de praticante idosa desaparece quando o grupo olha para dentro

Uma praticante de 78 anos do nosso grupo caiu alguns degraus da escada e feriu seu tornozelo. Sua filha a levou ao nosso grupo de estudo do Fa. Após ficar sentada lá por mais de uma hora, ela não podia mais ficar em pé.

Eu a incentivei a caminhar comigo pela casa. Logo seu pé inchado não doía mais e desinchou.

Porém no dia seguinte, essa praticante se tornou incontinente durante o estudo do Fa, deixando um forte odor na casa. Muitos praticantes não toleraram e pediram para ela não vir mais.

Com essa situação, eu olhei para dentro e me dei conta que estava desgostoso com ela. Eu também pedi aos outros praticantes para olharem para dentro e muitos deles encontraram apegos que eles precisavam se livrar. Enviamos pensamentos retos para eliminar nossas emoções em relação à praticante idosa. Depois que todos nós melhoramos nosso xinxing, a incontinência da praticante parou.

Porém, a praticante idosa começou a vomitar assim que ela comia qualquer coisa. Ela se tornou muito fraca e sua família insistiu que ela fosse ao hospital. Ela trabalhava na área médica. Ela vacilou e pensou em ir ao hospital. Eu disse para ela que ela precisava distinguir que aquilo era interferência das velhas forças. Lembrei de pedir ao Mestre para reforçá-la e que ela trilhasse apenas o caminho arranjado pelo Mestre.

Com forte fé no Mestre, a praticante idosa parou de se preocupar. Ela se recuperou completamente em um curto período de tempo e tudo voltou ao normal de novo.

Eu realmente estimo o ambiente do estudo do Fa deixado pelo Mestre. Este é um ambiente muito bom deixado para nós nos ajudarmos mutuamente e melhorarmos juntos. Esta praticante idosa é agora muito diligente e faz as três coisas muito bem.

Olhando para dentro ao mover ações judiciais contra Jiang Zemin

Mover ações judiciais contra Jiang Zemin é uma oportunidade dada pelo Mestre para que esclareçamos os fatos, salvemos seres conscientes e melhoremos a nós mesmos no cultivo. No início do movimento, embora muitos praticantes ao meu redor entendessem a importância de processar Jiang Zemin, nenhum quis tomar a liderança, devido ao medo.

Por ter sofrido severa perseguição, eu decidi tomar a liderança. Na verdade eu ainda tive medo quando enviei pelo correio ação judicial à Suprema Procuradoria e à Suprema Corte.

Olhando para trás ao longo desses 16 últimos anos, eu fui preso 13 vezes, enviado a campos de trabalhos forçados três vezes, e recebi quatro anos de sentença de prisão. Fui severamente torturado por não desistir do Dafa. Meu coração ficou traumatizado depois de tantos anos de perseguição. Com a oportunidade de processar Jiang Zemin, decidi que era hora para eu desistir completamente da sombra da perseguição no meu coração.

Logo recebi o recibo da Corte e da Procuradoria, indicando que eles haviam recebido minha reclamação.

Incentivados pelo meu caso, todos os praticantes no meu grupo de estudo enviaram via correio suas reclamações. Seus recibos da Corte e da Procuradoria chegaram logo depois.

Algumas palavras aos praticantes que não deram o passo adiante no cultivo da retificação do Fa

Eu tenho algumas palavras para aqueles praticantes que foram forçados pelo mal a desistir de praticar o Dafa e para aqueles que não deram o passo adiante devido à perseguição. Eu estive nessa mesma situação difícil antes. Quando olhei para dentro, me dei conta que isso ocorreu porque eu não segui os requisitos do Mestre e não me cultivei bem baseado no Fa. Então o mal pode se aproveitar dessa brecha para me perseguir.

Quanto mais o mal é eliminado, o ambiente é aliviado. Com tudo que Mestre tem carregado, o tempo foi estendido para que os discípulos do Dafa salvem mais seres conscientes.

Meus colegas praticantes, por favor, voltem! A oportunidade é muito preciosa. O Mestre está nos esperando para que cultivemos a nós mesmos e transcendamos o plano humano. Não deixe sua vida com eterno pesar.