​Por que existe a humanidade?

Primeiramente, saudações a todos aproveitando o momento do Ano Novo Chinês!

No ano novo deveria se dizer algumas palavras de confraternização que todos gostam, mas o perigo que eu vejo está passo a passo se aproximando da humanidade. Por isso, os Deuses e Budas pediram para que eu falasse algumas palavras que os Deuses querem falar, cada frase representa segredos celestiais, com o objetivo de fazer as pessoas saberem da verdade, e assim dar mais uma vez a chance para as pessoas se salvarem.

Por que existe a humanidade? O Universo, desde o nascimento até o pós-fim, precisa passar por um longo processo de quatro etapas – criação, estabilidade, degeneração e destruição. Assim que o Universo chega no pós-fim da etapa final de “destruição”, tudo que existe nos corpos celestiais, incluindo o Universo no qual existimos, irá se desintegrar ao nada em um instante! Todas as vidas serão extinguidas sem exceção!

A morte de uma pessoa é apenas o envelhecimento de seu corpo superficial, enquanto que o espírito-original da pessoa (o verdadeiro “eu” não morre) irá reencarnar na próxima vida. O Universo possui criação, estabilidade, degeneração e destruição, e uma pessoa passa por nascimento, envelhecimento, doença e morte, essa é a regra do Universo; os Deuses também passam por esse processo, só é muito longo, para Deuses maiores será mais longo ainda. O nascimento e a morte Deles não são dolorosos, inclusive permanecem conscientes no processo todo, é como se fosse trocar uma roupa. Ou seja, em circunstâncias normais uma vida não irá morrer. Se o Universo e os corpos celestiais se desintegrarem na etapa final de criação, estabilidade, degeneração e destruição, também não haveria mais reencarnação para as vidas, e todas as vidas e matéria deixariam de existir, se tornariam poeira e tudo regressaria ao vazio. Atualmente a humanidade está passando pelo processo final da “destruição” do ciclo de criação, estabilidade, degeneração e destruição. No pós-fim, tudo irá se tornar ruim, por isso é que será destruído, é por isso que a sociedade atual está tão caótica – as pessoas sem pensamentos bondosos, promiscuidade desenfreada, pessoas com o psicológico distorcido, proliferação das drogas, descrença nos Deuses e outros sinais de desordem emergem numerosamente. Isso é inevitável nos corpos celestiais do pós-fim; ou seja, esse momento chegou!

O Criador dá valor aos diversos Deuses e vidas bondosas e maravilhosas, bem como aqueles feitos maravilhosos dos corpos celestiais, por isso no período inicial da etapa de “degeneração” conduziu alguns Deuses para a camada mais exterior dos corpos celestiais (chamados em conjunto de “fora do Reino do Fa”), a terra sem Deuses, e criou o planeta Terra. O planeta Terra não pode existir independentemente e necessita de uma estrutura de corpos celestiais correspondente que forme um sistema de vidas e circulação dos organismos vivos para poder existir. Por isso, o Criador criou uma redondeza grande fora do planeta Terra, que os Deuses chamam de “Três Reinos”. Antes de chegar o momento da salvação no pós-fim, não importa o quão elevado seja um Deus, Ele não pode entrar ou sair dos Três Reinos arbitrariamente sem a permissão do Criador. A abrangência dos Três Reinos é composta por três grandes regiões: a camada onde vivem os seres da crosta terrestre, incluindo a humanidade, é chamada de “Reino dos desejos”; acima do Reino dos desejos está a segunda região, o “Reino das cores”; mais acima está a terceira região, o “Reino sem cores”. Cada Reino é mais elevado e melhor que o anterior, mas nenhum se compara com os diversos Reinos celestiais do Reino do Fa e acima do Reino do Fa. Os “céus” ao qual as pessoas se referem usualmente na verdade são os céus dos Reinos das cores e sem cores, de dentro dos Três Reinos. Porque cada Reino possui dez camadas de céu, nos Três Reinos há trinta e três camadas de céu, incluindo os Três Reinos em si. As pessoas estão no Reino dos desejos, essa é a camada mais baixa, com o ambiente mais hostil. A vida humana é curta e sofrida, o mais terrível é que na humanidade não há princípios retos, pois no Universo os princípios dos humanos são invertidos (com exceção dos princípios do Fa que os Deuses dizem aos homens), tais como: usar campanhas militares para dominar territórios, com o vencedor sendo coroado como governante, os fortes sendo reconhecidos como heróis, etc. Nada disso são princípios retos aos olhos dos Deuses, pois são todas conquistas embasadas em mortes e saques. O Universo e os Deuses não fariam assim, mas entre as pessoas isso é necessário e factível, pois esses são os princípios do Reino dos humanos, princípios “invertidos” quando comparados com os princípios do Universo. Por isso, para se voltar aos Céus é preciso “cultivar” de acordo com princípios retos. Algumas pessoas vivem melhor que outras pessoas e já acham que estão muito bem, mas isso são pessoas se comparando a pessoas desse Reino, mas na verdade estão todos vivendo no amontoado de lixo do Universo, nada mais que isso. Os Três Reinos foram construídos na camada mais exterior do Universo dos corpos celestiais, aqui é composto pelas partículas mais inferiores, grosseiras e sujas como moléculas e átomos. Aos olhos dos Deuses, esse é o local onde o lixo do Universo é colocado. Por isso, os Deuses enxergam essa camada de partículas como lama, como o lugar mais inferior, esse é também o significado original de “os Deuses criaram os humanos a partir do barro” que se fala nas religiões, na verdade se criou os humanos utilizando essa camada de matéria composta por moléculas.

A criação dos humanos pelos Deuses foi uma designação do Criador, para que diferentes Deuses criassem pessoas de diferentes aparências à sua imagem e semelhança, por isso há etnias de pessoas brancas, amarelas, negras, etc. São apenas as aparências que diferem, pois a vida interior foi dada pelo Criador, por isso possuem as mesmas visões de valores; o objetivo de o Criador dizer aos Deuses para criarem os humanos é para serem usados na salvação dos seres dos corpos cósmicos, incluindo Deuses, no pós-fim.

Então por que o Criador disse para que os Deuses criassem a humanidade num ambiente tão ruim? Porque aqui é a camada mais inferior do Universo, é o local mais sofrido, e só com o sofrimento é possível cultivar e eliminar pecados e carmas. Se uma pessoa ainda pode preservar a bondade, saber ter gratidão e ser uma boa pessoa dentro do sofrimento, então estará se elevando. Inclusive a salvação é um processo que vai de baixo para cima, então é necessário que se inicie do local mais baixo. As vidas daqui vivem no sofrimento, entre as pessoas também haverá conflitos de interesses, a hostilidade das condições naturais, as pessoas precisam se esforçar mental e fisicamente para sobreviverem, etc, etc. Tudo isso fornece às vidas a chance de se elevarem e eliminar seus carmas. O sofrimento pode eliminar pecados e carmas, isso é certo; dentro do sofrimento e dos conflitos, se as pessoas ainda conseguirem manter a bondade, irão acumular mérito e virtude, e com isso suas vidas irão se elevar.

Na atualidade, no momento em que o Criador ia usar os corpos humanos para salvar as vidas do Universo, a maioria das vidas originais dos corpos humanos foi substituída por “Deuses” que encarnaram como humanos. Porque o corpo humano pode eliminar pecados e carmas em meio ao sofrimento; ao mesmo tempo, dentro de um ambiente sem princípios retos, ser capaz de se ater aos princípios retos ditos pelos Deuses e de manter a bondade é capaz de obter a elevação da vida. O pós-fim já chegou, os portões celestiais dos Três Reinos já abriram, o Criador já está escolhendo esse tipo de pessoa para salvar.

No Universo dos corpos celestiais, dentro do processo de criação, estabilidade, degeneração e destruição, nada mais está puro, nada está tão bom como no início, é por isso que se caminhou para a “destruição”. Ou seja, tudo nos corpos celestiais se tornou ruim, as vidas já não estão boas como eram inicialmente, as vidas também estão impuras e carregam pecados e carma, por isso é que serão destruídas. Nas religiões esse tipo de pecado é chamado de “pecado original”. Para resgatar os corpos cósmicos, o Criador chamou Deuses e Governantes para descerem ao mundo e serem pessoas nesse ambiente, para sofrerem, se elevarem, eliminar os pecados e reconstruírem a si próprios, e com isso retornar novamente ao Paraíso (porque o Criador, ao mesmo tempo de salvar as pessoas, também está recriando o Universo). Os novos corpos cósmicos são absolutamente puros e maravilhosos. Num ambiente difícil, se uma pessoa é capaz de manter pensamentos retos, se diante do impacto das mentalidades modernas uma pessoa é capaz de insistir nas mentalidades tradicionais, se é capaz de ainda acreditar nos Deuses diante do impacto do ateísmo e do evolucionismo, uma pessoa como essa irá alcançar o objetivo de obter a salvação para voltar aos Reinos celestiais. Todas as desordens são arranjos que os Deuses colocaram no final com o objetivo de testar se os seres podem ou não serem salvos, ao mesmo tempo, o sofrimento faz com que o processo seja capaz de eliminar pecados e carmas, tudo foi feito para salvar as pessoas de volta ao mundo dos Reinos celestiais.

Ou seja, a vida de uma pessoa não é para se ter alguma conquista na sociedade. A luta e a competitividade na vida humana e a obtenção a qualquer custo só podem piorar a pessoa. O objetivo de uma pessoa vir ao mundo é para eliminar pecados e carmas, é para se cultivar bem; as pessoas vieram ao mundo para serem salvas, para esperar que o Criador as salvem de volta ao mundo dos Reinos celestiais, por isso vieram ser pessoas. Em todas as vidas de espera nas reencarnações estiveram acumulando méritos e virtudes, esse é também o objetivo de as pessoas reencarnarem, e o mundo caótico é para consagrar as vidas. No entanto, algumas pessoas, após pedirem ajuda aos Deuses diante de suas dificuldades e não terem sido atendidas, passaram a odiar os Deuses e se pôr contra os Deuses, inclusive entrando em caminhos demoníacos e gerando novos pecados e carmas. Esse tipo de pessoa: retorne rapidamente, implore por perdão aos Deuses e volte atrás para se redimir. Na verdade, tudo da humanidade, o que se deve obter e não se obter, é tudo consequência de se foi feito bem ou não em vidas passadas; os méritos e virtudes acumulados na vida anterior são o que determinam a felicidade que se pode obter nessa vida ou na vida seguinte. Se a virtude é muita, na próxima vida é possível trocá-la por altos cargos ou grande status social, também é possível trocar por fortunas e outras bênçãos, como se a família vai ser feliz, inclusive para os filhos – esta é a causa fundamental de por que alguns são ricos e outros são pobres, de por que alguns são grandes magnatas e outros não têm sequer lugar para morarem, não é aquele discurso demoníaco de distribuição da riqueza que é propagandeada pelo perverso partido comunista. O Universo é justo, as vidas que fizerem bem serão abençoadas e as que fazem maldades deverão pagar, se não pagarem nessa vida pagarão na próxima, esse é o princípio absoluto do Universo! O Céu, a Terra, os Deuses e o Criador são benevolentes em relação aos seres; Céu, Terra, as pessoas e os Deuses foram todos criados pelo Criador, que de forma alguma irá tratar algumas vidas bem e outras mau. Retribuição pelos atos – essa é a causa fundamental da felicidade ou infelicidade da vida humana.

A manifestação efetiva do ganho ou da perda aparenta ser igual às manifestações normais da sociedade, mas fundamentalmente são consequências geradas pelos próprios atos anteriores. Porém, ter ou não ter, obter ou perder, suas manifestações na sociedade humana obedecem às circunstâncias dessa sociedade humana. Por isso, independentemente se você vive na pobreza ou na riqueza, você absolutamente precisa fazer coisas boas e não fazer coisas más, manter a bondade, respeitar os Céus e o Divino e se contentar em ajudar as pessoas, dessa forma você irá acumular virtude e obter bênçãos na vida seguinte. No passado, os anciãos da China sempre diziam: “Não culpe Deus e o mundo se estiver sofrendo nessa vida, faça mais bons atos e acumule mais virtude, na próxima vida estará bem”. Ou seja, se você não fez coisas boas na vida anterior e não acumulou virtude, não adianta de nada você pedir pela ajuda dos Deuses. O Universo tem os princípios e leis do Universo que até os Deuses precisam seguir. Se um Deus fizer o que não devia fazer Ele também será penalizado; não é tão simples quanto as pessoas imaginam, por acaso os Deuses deveriam fazer tudo o que você gostaria que Eles fizessem? A condição é que você precisa trocar com a virtude que você acumulou em vidas passadas! Porque isso é algo definido pelos princípios do Universo. Mas no fundo, esse não é o objetivo fundamental de se acumular virtude, pois o acúmulo da virtude na vida humana é para pavimentar o seu próprio caminho de volta aos Céus, esse é o mais importante, e não para trocar pela felicidade na vida humana por um instante ou uma única vida!

Mestre Li Hongzhi
29 de dezembro de 2022 no calendário lunar chinês
20 de janeiro de 2023