Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

​[Celebração do Dia Mundial do Falun Dafa] Mudo por 60 anos começa a falar

25 de Maio de 2021 |   Por um praticante do Falun Dafa na província de Heilongjiang, China

(Minghui.org) Meu primo contraiu meningite quando tinha um ano de idade. Minha tia era uma agricultora pobre e não tinha dinheiro para levá-lo ao médico. Em vez disso, ela procurou um curandeiro local que colocou gotas de uma poção em seus ouvidos. Depois disso, ele ficou surdo e não falou mais.

Meu primo sempre saía para passear depois do café da manhã. Se alguém estivesse ocupado, ele iria querer ajudá-lo sem pedir compensação. Embora nem todos o recebessem bem, muitas vezes ele teimosamente insistia em ajudar. Ele também ajudava pessoas em outras aldeias. Por causa desse comportamento incomum, todos na aldeia o chamavam de “grande tonto”. Minha tia o chamava de “Mudo”. Depois que meu tio faleceu, minha tia e meu primo dependiam apenas do outro.

Quando eu era pequeno, meu primo costumava caminhar vários quilômetros até minha casa. Ele então voltava para casa depois do jantar. Ele também levava coisas da minha casa. Talvez ele não percebesse que estava roubando. Ele também tirava dinheiro do bolso de minha mãe cada vez que ela visitava minha tia e ainda fazia isso quando completou 60 anos. Mas ele nunca gastou o dinheiro. Quando minha tia pedia o dinheiro, ele sempre o devolvia para minha mãe.

O governo considera meu primo um “deficiente de primeiro grau” e vive em uma família de baixa renda, então ele recebe um subsídio de pouco mais de 400 yuans por mês. Ele e minha tia também alugam suas terras por cerca de 8.000 yuans por ano. Eles são frugais e conseguem sobreviver com essa renda limitada.

O poder milagroso do Falun Dafa

No início de março de 2021, minha tia teve que levar minha prima ao médico e ela me pediu para cuidar da casa e alimentar suas galinhas e patos enquanto estivesse fora. Ela tentou fazer bolinhos para mim quando cheguei. Antes de me sentar, ela me mostrou como os dedos de sua mão esquerda tremiam.

Meu primo voltou para casa na hora do jantar. Ele parecia estar com dor e se sentou com um suspiro profundo. Minha tia disse que ele estava rangendo os dentes, mas ela não sabia onde ele estava doendo.

Os dedos da minha tia tremiam muito depois do jantar e sua mão estava gelada. Eu disse: “Tia, você pode aprender o Falun Dafa e isso a ajudará”. Decidi ensinar a ela a meditação sentada, “Fortalecimento dos poderes divinos”.

Assim que começamos, os espasmos nos dedos da minha tia cessaram. Depois de um tempo, ela disse que sentiu uma corrente de ar frio saindo de sua mão esquerda e pela axila esquerda. Eu disse a ela que o Mestre Li, o fundador do Falun Dafa, estava limpando seu corpo.

Meu primo fala!

Achei que meu primo “tonto” não pudesse aprender os exercícios. Mas quando olhei para ele quando estávamos “unindo as mãos”, ele estava nos observando com intensa concentração, então eu o ensinei como “unir as mãos”.

Ele imediatamente se sentou, imóvel. Depois de um tempo, pude sentir que suas mãos frias estavam quentes. Isso realmente me surpreendeu.

Decidi ensinar os exercícios para ele. Começamos com os quatro mudras do exercício de meditação. Para minha surpresa, ele os aprendeu rapidamente. No início, até a postura de meia lótus era difícil para ele, mas, à medida que aprendia os movimentos, seus joelhos baixaram lentamente e, no final, suas pernas ficaram quase coladas no chão.

Em pouco mais de uma hora, ele praticou todos os outros quatro exercícios comigo, e a maioria de seus movimentos estavam corretos.

“Ele não é tonto!”, disse para minha tia.

Ela apontou para a cesta de milho e o carrinho de mão no pátio e me disse que meu primo os havia feito. Eles foram feitos tão bem que eu não teria nem mesmo acreditado que foram feitos à mão se ela não tivesse me contado.

Ela sugeriu que eu mostrasse as gravações das palestras do Mestre para meu primo, então coloquei o fone de ouvido MP3 nele e aumentei o volume. De repente, ele ficou sério e tinha uma expressão solene no rosto.

Ele se levantou e apontou para o céu várias vezes. Eu disse: “Certo, este é o Fa Celestial”. Ele então se sentou com os cotovelos sobre a mesa. Ele repetiu isso duas vezes. Eu imaginei que ele deve ter visto isso com seu olho celestial e disse: “Sim, era assim que o Mestre se sentava quando ensinava o Fa”.

Ele então se levantou novamente e moveu os braços ao redor, aparentemente para sugerir que essa pessoa era alta e em uma posição elevada. Ele também agitou os braços como se estivesse voando, mas eu não entendi o que ele quis dizer.

Era quase meia-noite, então eu disse a ele para ir dormir. Na cama, ele começou a abrir e fechar a boca sem parar, como se estivesse fazendo barulho. Ele continuou apertando e esfregando os dois lados da garganta com as mãos.

Cerca de meia hora depois, ele de repente exclamou as palavras: “Mamãe, mamãe...” Nenhuma palavra pode descrever o que eu senti naquele momento. Foi absolutamente incrível, e cada célula do meu corpo estava atordoada.

Quase superada de empolgação, minha tia disse: “Eu sou sua mãe, Xiaochun. Eu sou sua mãe”.“Xiaochun” é o apelido do meu primo.

Fechei os olhos, com lágrimas escorrendo pelo rosto, e pressionei as palmas das mãos no gesto de “heshi” de respeito. Meu primo copiou meu gesto, sorriu e depois riu. Pela primeira vez em décadas, eu o vi realmente feliz.

Todos os artigos, gráficos e conteúdo publicado no Minghui.org são protegidos por direitos autorais. A reprodução não comercial é permitida, mas requer a atribuição do título do artigo e um link para o artigo original.