Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Suécia: A história de dois irmãos e suas saudações de Ano Novo Chinês

10 de Fevereiro de 2021 |   Por He Peing, um correspondente do Minghui na Suécia

(Minghui.org) Com a chegada do Ano Novo Chinês no dia 12 de fevereiro de 2021, dois irmãos na Suécia desejam ao fundador do Falun Dafa, o Sr. Li Hongzhi, um Feliz Ano Novo. Os dois irmãos se beneficiaram muito com antiga prática de meditação e seus princípios da Verdade, Compaixão e Tolerância e por isso, são gratos por todas as bênçãos que receberam.

Quando jovens, Ilias e Michail, seu irmão mais velho, se mudaram da Grécia para a Suécia com os pais. Eles são empresários de sucesso e administram os negócios da família, um restaurante especializado e um clube. Muitos moradores locais sabem que os irmãos são pessoas boas, descontraídas e amáveis.

Após ter introduzido a prática na China em maio de 1992, o Sr. Li Hongzhi, viajou em abril de 1995, para Gotemburgo na Suécia para ministrar palestras. Vários suecos se interessaram pela prática e vários locais de prática foram estabelecidos, incluindo um local em Linköping.

Bênçãos que mudam a vida

Localizada ao sul, Linköping é a quinta maior cidade da Suécia. Ilias ouviu falar da prática pela primeira vez em outubro de 1998. Ele lembrou: "Quando um amigo me visitou, ele trouxe uma cópia do Zhuan Falun (o livro principal de ensinamento do Falun Dafa). Durante toda aquela tarde e noite conversamos sobre auto aperfeiçoamento e prática de cultivo. Eu também aprendi todos os cinco exercícios do Falun Dafa, foi uma experiência maravilhosa, como se eu tivesse esperado por isso toda a minha vida!".

Ilias usava drogas há vários anos, ser apresentado ao Falun Dafa foi especialmente significativo para ele. Cansado do ciclo vicioso, ele tentou parar várias vezes, mas sem sucesso. Certa vez, ele implorou ao divino que lhe desse uma vida nova, verdadeira e ele ansiava por isso. "Foi naquele dia que o Falun Dafa despertou minha alma, foi uma bênção do divino e eu finalmente encontrei meu propósito na vida".

Através da leitura do Zhuan Falun, Ilias, ficou muito impressionado com os profundos ensinamentos da prática. Ele começou a seguir os princípios da Verdade, Compaixão e Tolerância em sua vida diária e aprendeu a tratar as outras pessoas com respeito e honestidade. Ao ler o Zhuan Falun ele ficou muito impressionado com os profundos ensinamentos do Falun Dafa. Ele começou a seguir os princípios da Verdade-Compaixão-Tolerância em sua vida diária e aprendeu a tratar as outras pessoas com respeito e honestidade. Gradualmente, ele abandonou os maus hábitos de mentir e usar drogas. Ele até parou de fumar e beber. Seus amigos e familiares ficaram agradavelmente surpresos com o desaparecimento do seu mau humor. Mesmo quando as pessoas o criticavam, ele era capaz de tolerar ao invés de discutir.

Ilias disse que desde que começou a praticar, vive feliz e carrega um sorriso. "Acho que o Mestre viu que eu queria ser uma pessoa boa e tirou muitas coisas ruins de mim. Sou muito grato," ele disse.

Um praticante genuíno

Em 2002, ao ver as mudanças positivas de seu irmão, Michail decidiu praticar. Ele disse que o Partido Comunista Chinês (PCC) espalhou muitas mentiras sobre o Falun Dafa. Mas ao ler os livros e interagir com os praticantes, sabe-se que este é um ensinamento reto e verdadeiro que guia as pessoas para níveis mais altos. Michail explicou: "Eu me sinto muito afortunado por ser um praticante".

Michail acrescentou: "Para ser um praticante genuíno e uma boa pessoa é preciso seguir os ensinamentos do Falun Dafa. Isso significa olhar constantemente para dentro e melhorar a si mesmo." Como seu irmão, Michail também é uma pessoa confiável e trabalha muito. Mas seu maior defeito era o seu temperamento. Ele ocasionalmente discutia com sua esposa e filha. Ele disse: "Olhando para trás, percebi que aquelas discussões não resolveram o problema, pelo contrário, pioraram a situação".

Depois que ele começou a praticar, sua perspectiva mudou. Ele disse: "Agora, quando me deparo com algo desagradável, primeiro me acalmo. Eu avalio meu comportamento para ver onde eu poderia ter feito melhor, desta forma posso identificar meus próprios problemas e os problemas desaparecem como se nada tivesse acontecido." Como resultado, a família fica mais harmoniosa e Michail é muito grato por isso.

Ilias pratica os exercícios do Falun Dafa em um parque

Aumentando a conscientização sobre a perseguição

Tendo testemunhado os benefícios da Dafa, os dois irmãos se uniram a outros praticantes para que as pessoas soubessem sobre a perseguição na China. Eles participam de eventos no centro da cidade, colocam faixas em muitos lugares e publicam artigos em jornais contando ao público como o PCC tem maltratado os praticantes nos últimos 20 anos.

Em 2008, quando o Shen Yun Performing Arts foi para Linköping pela primeira vez, o consulado chinês contatou uma autoridade municipal encarregada de eventos culturais e tentou interromper o show. Como voluntários que ajudaram a promover o evento, Ilias e Michail foram entrevistados por uma estação de televisão, durante a entrevista eles expuseram a propaganda difamatória do PCC ao público. No dia seguinte, um jornal local noticiou isso, ajudando as pessoas a entender que o Shen Yun é uma maneira das pessoas aprenderem a autêntica cultura tradicional chinesa. Ao contrário do que os oficiais do PCC esperavam, os ingressos se esgotaram duas semanas antes da estreia do show.

Em maio de 2017, quando a Exposição Internacional de arte de Zhen, Shan, Ren (Verdade, Compaixão, Tolerância) foi realizada em Linköping, o consulado chinês, mais uma vez, chamou os funcionários da cidade pressionando para que cancelassem o evento, mas o consulado falhou. Na verdade, o vice-prefeito veio à cerimônia de abertura e falou sobre a importância da defesa dos direitos humanos. A mídia local também expôs como o PCC tentou bloquear o evento, elogiando os irmãos por sua coragem em se levantarem contra a tirania.

Ajudando a comunidade

Michail disse que usa todas as oportunidades para apresentar o Falun Dafa às pessoas. Ele conta às pessoas sobre a beleza do Dafa e como ele é brutalmente perseguido na China.

Michail compartilha sua experiência com a prática do Falun Dafa

Ilias também gosta de contar a outras pessoas sobre o Zhuan Falun. Ele disse que o livro lhe orienta para sempre seguir sua consciência e ser uma boa pessoa. Não importa o quanto o PCC calunie a prática, ele disse que a maravilha do Falun Dafa é inegável e isso se manifesta em dezenas de milhões de praticantes.

Com a aproximação do Ano Novo Chinês, os dois irmãos agradecem ao Mestre Li por apresentar a prática ao público e pelo grande impacto que ela trouxe. Eles também desejam ao Mestre Li um Feliz Ano Novo Chinês.

Michail (à esquerda) e Ilias (à direita) desejam ao Mestre Li um Feliz Ano Novo Chinês