Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Trazer o Falun Dafa para Hualien, Taiwan (Parte 2)

21 de Janeiro de 2021 |   Por um correspondente do Minghui em Taiwan

(Minghui.org) (Continuação da Parte 1)

O Sr. Zhang Zhenyu comprou dezenas de exemplares do livro Zhuan Falun e levou-os para livrarias em todo o condado de Hualien. Ele disse aos proprietários das livrarias: "Por favor, coloquem os livros numa área notável da sua loja. Pode ficar com o dinheiro, mas por favor encomendem mais alguns quando se esgotar". Muitas pessoas aprenderam sobre o Falun Dafa através destas livrarias e alguns proprietários de livrarias que leram o livro começaram, eles próprios, a praticar o Falun Dafa.

Ajudar os Deficientes a aprender o Falun Dafa

Zhenyu recebeu um telefonema de uma mulher que disse que gostaria de aprender o Falun Dafa. Zhenyu convidou a mulher para o local de prática dos exercícios em grupo, mas ela disse que não era conveniente. Zhenyu disse então que ele e a sua esposa iriam à casa dela para ensiná-la.

Foi no dia anterior à previsão de um furacão. Apesar da chuva forte, Zhenyu e a sua esposa foram de carro até à casa da mulher. Esperaram à porta porque ela estava a terminar uma aula de piano com uma criança. Zhenyu achou estranho que a mulher não tivesse deixado-os entrar, apesar de estar a chover. Depois da criança ter saído, a mulher acenou a Zhenyu e à sua mulher para deixá-los entrar. Zhenyu ficou ainda mais surpreso, pois a mulher não se levantou para lhes mostrar qualquer cortesia.

Zhenyu recordou: "Depois de nos sentarmos, a mulher saiu da sua cadeira com as mãos e sentou-se no chão. Percebi subitamente que ela era deficiente e senti-me envergonhado por ter pensamentos negativos a seu respeito. Quase chorei. Senti vergonha por não ter encarado as coisas como um cultivador; deveria ter tido compaixão".

Depois de ensinar os exercícios, Zhenyu e a sua esposa mencionaram que ela faria rápidos progressos se pudesse estudar o Fa e trocar entendimentos com o grupo de estudo. A mulher disse que ninguém poderia levá-lá. Acontece que o seu marido também era deficiente.

Zhenyu contatou alguns outros praticantes e decidiu que eles lhe dariam carona ida e volta ao local de prática dos exercícios em grupo, embora tivessem de se levantar às 3h30 da manhã para a ir buscá-la, colocar a cadeira de rodas no carro, e depois apressar-se para o trabalho depois de a levarem para casa.

Divulgação do Falun Dafa através da TV por cabo

"Tínhamos o desejo de espalhar o Falun Dafa por toda a Hualien, por isso, abordamos o Sr. Xie, o diretor-geral associado da TV Cabo de Hualien", disse Zhenyu.

Quando o Sr. Xie perguntou a Zhenyu sobre a sua organização e a disponibilidade de fundos, Zhenyu respondeu que eles não tinham qualquer organização ou dinheiro, mas que tentariam arranjar o dinheiro depois de receberem uma estimativa.

O Sr. Xie olhou para Zhenyu durante algum tempo e depois deixou a sala com um cigarro sem dizer nada. Voltou cerca de 15 minutos mais tarde e disse a Zhenyu: "Sabe que custa muito transmitir um programa?". "Eu sei, diga-me quanto, eu pago por ele", respondeu Zhenyu.

"Vai pagar do seu próprio bolso?", perguntou o Sr. Xie. "Sim", confirmou Zhenyu.

"Não posso acreditar. A transmissão de filmes religiosos é normalmente paga por fundações ou organizações religiosas. Conheço uma pessoa que fez muitas coisas más no passado. Depois de ter se voltado para a religião e ter se tornado uma boa pessoa, ganhou muito dinheiro. Ele queria fazer boas ações para compensar os seus erros, por isso pagou para transmitir o seu programa sobre Amitabha, por isso ajudei-o a transmiti-lo. Mas não é absolutamente assim. Cada episódio custa 100.000 yuans e para transmitir as 30 conferências custará 3 milhões. Porque quer transmiti-las?".

Zhenyu começou a explicar o cultivo ao Sr. Xie e os grandes efeitos para a saúde e melhoria do seu caráter que o Falun Dafa lhe havia trazido. O Sr. Xie saiu novamente por alguns minutos. Quando voltou, disse a Zhenyu: "Eu ajud você. Eu nunca conheci ninguém como você. As pessoas trabalham na sociedade pelo dinheiro e pela fama. Muitas pessoas nas religiões querem fama ou querem reparar os seus pecados. Acho que as pessoas do seu grupo são muito sinceras. Estão dispostas a pagar para beneficiar outras pessoas. Eu confio em você. Vou transmitir os seus programas gratuitamente".

Depois de obterem a permissão do Mestre, Zhenyu e praticantes locais transmitiram as palestras do Mestre na TV a cabo de Hualien durante 45 dias consecutivos. O Sr. Xie foi também responsável pela rede de cabo no condado de Taitung. Também difundiu as palestras e alguns programas de televisão FGM sobre o Falun Dafa em Taitung. Anos mais tarde, Zhenyu descobriu que o Sr. Xie havia sido pressionado pelos seus superiores a cobrar pelas transmissões, mas mesmo assim persistiu em ajudá-los.

Participando em palestras do Mestre em Taiwan

Em 15 de novembro de 1997, Zhenyu recebeu uma chamada do Sr. Hung Chi-hung, o coordenador da Associação Falun Dafa de Taiwan. O Sr. Hung disse que deveria vir a Taipé para se encontrar com uma pessoa importante. Zhenyu partiu com alguns praticantes locais. Era tarde da noite e eles não estavam familiarizados com as estradas, mas outro condutor que encontraram à beira da estrada também se dirigiu à Escola Municipal Sanxing Elementar de Taipé e disse-lhes para seguirem o seu carro. O motorista conduziu-os até ao seu destino. O parque de estacionamento estava cheio de carros quando chegaram.

O Mestre deu uma palestra na Escola Municipal de Ensino Básico Sanxing de Taipé. Era a primeira vez que Zhenyu havia visto o Mestre pessoalmente. O Mestre era muito benevolente e bem-apessoado. Zhenyu fez uma pergunta sobre a possessão de espíritos por raposas e doninhas mencionadas no Zhuan Falun e porque não havia também possessão por coisas como elefantes, tartarugas, girafas ou peixe-dourados. Zhenyu lembrou-se do Mestre dizer que existem, mas não tantos.

Durante as últimas palestras do Mestre na Escola Secundária Agrícola e Industrial de Taichung Municipal Wufeng, Zhenyu recordou que o Mestre também mencionou que havia muitos espíritos possessores na degenerada sociedade contemporânea de Taiwan e que eles tinham interferido com as práticas de cultivo retas.

Falun Dafa é apresentado em Taichung

Zhenyu tinha trabalhado na sede da sua empresa na cidade de Taichung vários anos antes, e havia se tornado bom amigo de Lai Shijun. Shijun não era muito saudável na altura e ia frequentemente consultar um médico depois do trabalho.

Em 1997, Shijun e a sua esposa, Jialin, foram para Hualian numa viagem de negócios e ficaram na casa de Zhenyu. No seu tempo livre, Jialin pegou o livro Essenciais para Avanço Adicional e o leu. Ela ficou surpresa por não conseguir compreender o significado do livro, mesmo sabendo ler todos os seus caracteres. Jialin era uma professora que tinha uma licenciatura em língua chinesa. Ela até conseguia ler literatura chinesa antiga. Ficou surpresa por não conseguir compreender esse livro.

Passou quase a noite inteira a fazer muitas perguntas a Zhenyu e à sua esposa Liqing. Eles até mudaram a sua data prevista de regresso para terminarem de discutir o Falun Dafa. Jialin disse: "Não posso partir antes de compreender o Falun Dafa".

Depois de Jialin ter chegado à casa, ela abriu o livro que trouxe de Hualien. De repente, ela percebeu que podia compreendê-lo. Shijun ainda tinha alguma confusão, mas achou que era uma boa ideia cultivar a si próprio. Ambos começaram a praticar o Falun Dafa. Depois de praticar durante algum tempo, Shijun ficou surpreso ao descobrir que os seus problemas de saúde haviam desaparecido. Convidou pessoas para a sua casa para os workshops do Falun Dafa de nove dias e para partilhar experiências.

Um grupo de mulheres procuraram o caminho para encontrar o Falun Dafa

Um grupo de amigas que incluía Lin Fenghuan, Guo Ming'an, Guo Jinzhi, Guo Jin'er e Shen Lixia, começou a cultivar o Falun Dafa um após o outro. As mulheres de Changhua começaram a procurar o Caminho nos anos 70 e conheceram-se através do trabalho e amigos próximos aos 18 anos de idade. Consideraram-se irmãs e concordaram em dizer às outras se alguém encontrasse o Grande Caminho.

As mulheres seguiram diferentes mestres ao longo dos anos, mas, mais tarde, perceberam que esses mestres andavam atrás de dinheiro ou de mulheres. Após 20 anos de procura do Caminho e sendo enganada, Shen Lixia regressou à sua cidade natal de Yunlin. Ela tinha agora meia-idade e tinha desistido de procurar. Ela só queria ganhar a vida.

Lin Fenghuan e as outras mulheres ficaram em Hualien e seguiram um mestre para cultivar. Durante uma reunião, Jin'er disse às outras mulheres que Xuexia a tinha chamado algumas vezes, dizendo que tinha encontrado uma prática de cultivo reta e convidou todas a praticar o Falun Dafa, o que beneficiou também a sua saúde.

"Devemos ir?", perguntou uma mulher. "Será essa outra prática que busca tirar nosso dinheiro? Não aceitarei, a menos que seja de graça", respondeu outra mulher.

Jin'er explicou que Xuexia havia dito especificamente que o Falun Dafa era de graça. Elas decidiram experimentar. Lixia dirigiu com o grupo de mulheres para o distrito de Fengyuan, em Taichung.

Assim que viram Xuexia, notaram que a sua face estava cheia de regozijo e cor-de-rosa. A Xuexia não conseguia esconder a sua animação. Ela contou-lhes como a sua saúde e estado mental havia melhorado e recomendou fortemente o Falun Dafa a todas. Ela mostrou-lhes como praticar os exercícios e ofereceu-lhes a sua única cópia do Zhuan Falun e a música dos exercícios. Como Fenghuan vivia mais longe de Hualien, eles deixaram-na ler o livro primeiro.

"Continue a praticar!", Xuexia aconselhou-as repetidamente antes de partirem. No entanto, Fenghuan foi a única que foi capaz de persistir.

"Depois de ler o livro, eu sabia que era exatamente o que procurava. O livro explicitou o cultivo tão claramente", disse Fenghuan. Seis meses mais tarde, participou num workshop de nove dias e juntou-se ao grupo de exercícios de Zhenyu.

Com o encorajamento contínuo de Fenghuan e Xuexia, Lixia e outros vieram a Hualien durante quatro dias no verão de 1998. Zhenyu e a sua esposa assistiram aos vídeos de palestras do Mestre Li com as mulheres, leram o Zhuan Falun e praticaram os exercícios com elas.

Lin Fenghuan (a do meio da fila da frente) e as suas amigas numa sessão do estudo do Fa na casa de Zhenyu.

"Depois de assistir às palestras do Mestre, percebi que era isso que procurávamos. O Mestre explicou exaustivamente os conceitos e a relação entre o cultivo e o xinxing", disse Lixia.

Zhenyu encorajou as mulheres a espalhar esta grande prática a mais pessoas.

Locais de prática dos exercícios em grupo nos condados de Yunlin e Changhua

Lixia estava entusiasmada por aprender o Falun Dafa e tinha um forte desejo de estabelecer um local de prática dos exercícios em grupo em Yunlin. Zhenyu deu-lhe uma grande faixa e uma cópia da música dos exercícios.

Dois dias após o regresso de Lixia à casa, ela estabeleceu o primeiro local de exercício coletivo no condado de Yunlin, no campus da Universidade Nacional de Formosa.

Jinzhi contou ao seu irmão Ming'an o que havia aprendido durante a sua viagem a Hualien. Ming'an havia aprendido os exercícios do Falun Dafa com Xuexia em 1997, mas ele já estava gravemente doente nessa altura e tinha dificuldade em fazer os movimentos, por isso, não continuou a praticar. Depois de haver ouvido falar da experiência de Jinzhi, ele percebeu que poderia ter perdido uma oportunidade em 1997. Voltou a praticar e estabeleceu um novo local de prática dos exercícios em grupo na Escola Primária de Ludong, em Lukang, no condado de Changhua.

Ming'an concentrou-se na prática do Falun Dafa e experimentou enormes mudanças na sua saúde. Um dia, ele sentiu claramente um fluxo quente de energia a sair da sua coluna vertebral. E isso continuou durante dias. O tumor na sua coluna vertebral tornou-se suave, e a sua cor mudou de preto para vermelho. Acabou por desaparecer. As suas costas, antes curvadas, voltaram a ficar retas!

Após testemunhar as mudanças em Ming'an, a sua esposa, filhos, tio e primo também começaram a praticar o Falun Dafa.

(Fim)