Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Taiwan mantém comércio aberto, mas consegue se precaver do coronavírus

8 de Maio de 2020 |   Pelo correspondente do Minghui nos EUA, Yiyan

(Minghui.org) O número de casos de infecção e mortes por COVID-19 tem sido surpreendentemente baixo em Taiwan, embora a maioria de seu comércio permanece aberto em meio à pandemia. Apesar de o país não ter cumprido a quarentena, cerca de uma semana após um feriado nacional de quatro dias em abril, houve zero novos casos confirmados em Taiwan.

Para mostrar o desempenho de Taiwan nessa pandemia, compare-o com a Austrália, que também é uma nação insular com uma população semelhante, de cerca de 24 milhões. Ambos os países mantêm conexões comerciais estreitas com a China, portanto, há viagens frequentes e remessas com a China. Desde o início do surto, cerca de 6.649 casos foram confirmados na Austrália e 426 em Taiwan (em 22 de abril).

Vamos dar uma olhada no que Taiwan fez que o tornou um santuário neste desastre global.

Desconfiar do PCC

Por razões históricas e políticas, Taiwan adotou uma posição dura contra o Partido Comunista Chinês (PCC) nas últimas duas décadas. Em sua eleição presidencial de 2020, indignados com a brutalidade policial instigada pelo PCC em Hong Kong durante os protestos antiextradição, os taiwaneses mostraram sua intolerância com o totalitarismo do PCC, e disseram um grande "não" ao candidato pró-Pequim.

Ao mesmo tempo, depois de haver aprendido sua lição da maneira mais difícil com o surto de SARS em 2002, o governo não aceitou as palavras do PCC como verdadeiras neste momento.

Quando o PCC afirmou que o vírus estava sob controle, Taiwan rapidamente adotou as políticas necessárias e tomou medidas preventivas. Seu povo trabalhou em estreita colaboração com o governo, em vez de se sentir confuso e em pânico.

Como se observa, Taiwan estava certo sobre desconfiar das mensagens e dos números de casos oficiais do PCC. O encobrimento do surto pelo PCC da gravidade do vírus altamente infeccioso em um estágio inicial levou à pandemia global com a qual estamos vivendo agora.

Impor uma proibição oportuna de viagens

Assim que o governo soube do surto, rapidamente fechou sua fronteira e proibiu a entrada de pessoas de certas partes da China. As precauções do governo e a postura dura contra o PCC foram apoiadas pelo povo, que sabe muito bem que não é uma boa ideia confiar no PCC nessas situações.

Desconfiar a produção chinesa

Em vez de confiar na China para fornecer suas máscaras faciais e EPIs, Taiwan rapidamente expandiu sua produção doméstica de máscaras e proibiu sua exportação. As fábricas de suprimentos médicos aumentaram a produção em três turnos para atender às suas necessidades domésticas. Quando houve escassez de mão de obra, o governo mobilizou os militares para ajudar.

Em 40 dias, a produção de máscaras passou de 1 milhão para 12 milhões por dia. Depois de satisfazer sua demanda doméstica, Taiwan doou 10 milhões de máscaras à UE, aos EUA e outros aliados que sofreram escassez séria. Atualmente, eles estão exportando suprimentos para mais de 20 países. Todas as máscaras tem certificação médica, porque o país insistiu que os EPIs deveriam funcionar em todas as situações.

O PCC, por outro lado, acumulou suprimentos médicos e exportou máscaras defeituosas e kits de diagnóstico para outros países. Algumas máscaras foram encontradas com restos de moscas nelas.

Não reproduzir o modelo de bloqueio autoritário do PCC

Embora o bloqueio de cidades ou estados tenha se tornado a medida preventiva mais importante em muitos países ocidentais, muitas pessoas têm permissão para continuar suas vidas como de costume em Taiwan, exceto que adiaram a reabertura de escolas por várias semanas após o Ano Novo Chinês. Mas, com as medidas preventivas acima mencionadas, Taiwan conseguiu conter a disseminação do vírus.

Escolas reabrem com medidas estritas para proteger a segurança dos alunos

Todas as escolas podem permanecer abertas com os alunos sentados em suas salas de aula. Todos os professores e alunos devem usar máscaras durante as aulas e as escolas realizam desinfecções de rotina. A aula só é suspensa e o ensino torna-se a distância se um aluno receber um resultado positivo. Se duas pessoas em qualquer campus tiverem um resultado positivo, a escola será fechada e todo o ensino será feito on-line.

As pessoas se reúnem e viajam

O governo aconselha seu povo a usar máscaras e observar o distanciamento social sempre que possível. No início de abril, houve um feriado nacional de quatro dias quando as pessoas viajavam para casa para cultuar seus antepassados. Muitos aproveitaram a oportunidade para sair e muitos destinos turísticos foram visitados. Os turistas usaram máscaras e mantiveram o distanciamento social. Os funcionários do governo alertaram as pessoas para não superlotarem as atrações turísticas. Semanas depois, não havia sinal da disseminação do vírus na comunidade com a qual os médicos estavam preocupados.