Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Jovem empreendedor: “Graças ao Zhuan Falun estou vivo hoje”

2 de Março de 2020 |   Chen Rong, correspondente do Minghui

(Minghui.org) Um livro chinês, traduzido para mais de 40 idiomas, já foi lido por milhões de pessoas em todo o mundo. Um jovem polonês encontrou este livro em um momento em que havia perdido toda a esperança e queria acabar com sua vida. Este livro não apenas o salvou, mas também revitalizou sua vida.

Os pais de Fabian se separaram e começaram uma nova família logo depois que ele nasceu. Fabian foi criado por seus avós. Nunca viu seus pais sorrirem para ele com carinho, nem se lembra de abraços calorosos. “Fiquei muito infeliz enquanto crescia, porque meus colegas de classe tinham pais, mas eu não. Meus avós eram meus pais".

Sempre se sentiu sozinho. Seus avós o levaram à igreja, esperando que acreditasse em Deus, mas Fabian descobriu que alguns membros da congregação não praticavam o que pregavam. Isso o fez decidir não acreditar em nada.

Fabian tornou-se um garoto inteligente e, quando adolescente, se enterrou nos livros em busca de conhecimento. Os professores que o ensinaram ficavam intimidados por seu intelecto.

“Não gostava de frequentar as aulas, pois já sabia o que estava sendo ensinado. Era muito fácil para mim. Quando fazia perguntas aos meus professores, eles me diziam o que estava escrito nos livros didáticos. Quando discordava dos pontos de vista dos meus professores, outros alunos zombavam dos professores. Consequentemente, meus professores não gostavam de mim”, lembrou.

Não satisfeito com a escola, Fabian e vários amigos se tornaram hackers. Eles roubaram informações e dados confidenciais e os vendiam a empresas, acumulando uma enorme fortuna. No entanto, sua consciência lhe disse que isso o levaria a um beco sem saída.

“Eu disse aos meus amigos que deveríamos fazer a coisa certa, mas eles se recusaram a ouvir. Além disso, meus avós estavam envelhecendo. Eu costumava me preocupar com o que aconteceria comigo se morressem um dia. Queria me libertar dessa lama e deixar esse grupo de amigos. Queria provar aos meus avós que poderia me sustentar através de meus próprios esforços”.

Fabian deixou a Polônia e foi para a Alemanha. Como o dinheiro que ganhou havia sido obtido por meios ilegais, ele não levou nem um centavo. Não tinha dinheiro para ficar em hotéis e só podia dormir nas ruas, sobrevivendo com comida simples. Enquanto pensava em como poderia encontrar uma saída, conheceu um idoso em um bar.

“Ele me disse que tinha uma pequena empresa em Frankfurt, a qual substituía fechaduras perdidas ou roubadas. Ele estava planejando iniciar um negócio semelhante em Berlim. Compartilhei com ele muitas ideias profissionais de marketing e ele me disse: 'Você é meu funcionário agora'”.

Com a assistência de Fabian, os clientes e as vendas da empresa aumentaram tremendamente. Ganhou muito dinheiro e foi promovido a um nível gerencial. Conseguiu comprar presentes para os avós. Mas um telefonema em 2016 explodiu o seu mundo como uma bomba.

“Recebi um telefonema da minha avó enquanto ela estava de férias na Espanha. Ela estava chorando do outro lado. Ela me disse que meu avô falecera. A notícia foi como um raio do nada. Desolado, comecei a pensar em quem eu era, o que faria a partir de agora, o que poderia fazer, se o mundo é realmente assim, devo continuar ganhando dinheiro?”.

“Gradualmente, comecei a pensar que o dinheiro não é a coisa mais importante, porque não pode comprar tempo, nem existe uma maneira de fazer meu avô viver novamente. Senti que as pessoas ao meu redor não eram mais interessantes e a vida era cada vez mais chata. Estava imerso em emoções dolorosas. Quando via um carro enquanto andava, um pensamento veio à mente de repente: não é uma má ideia ser atropelado pelo carro”.

Uma nova vida

Fabian percebeu que seus pensamentos eram muito perigosos. Postou um pedido de ajuda na internet: “Você se sente feliz depois de ganhar dinheiro? Como encontra a verdadeira felicidade na vida?”. Ele recebeu muitas respostas rapidamente. Algumas das respostas o ridicularizaram, mas a maioria recomendou bons livros para ele.

Ele começou a ler os livros sugeridos pelos internautas. Havia mais de 20 livros, incluindo livros sobre Cristianismo, Islamismo, Budismo, ensinamentos de Confúcio e o Zhuan Falun.

“Comprei e li os livros na ordem em que foram recomendados. Quando abri o 15º livro da minha lista, o Zhuan Falun, e li o primeiro capítulo, sabia que era isso que estava procurando”, disse.

Quando Fabian começou a ler o Zhuan Falun, descobriu que ganhava novos entendimentos sempre que o lia. “Às vezes pensava nos ensinamentos do Mestre por um longo tempo. Partes que não entendi no começo, quando os lia novamente, ganhava uma perspectiva totalmente diferente. Foi realmente interessante".

Fabian sente que está vivo hoje graças ao Zhuan Falun.

Ele compartilhou outra experiência que ganhou ao ler o livro.

“No passado, sentia como se estivesse andando enquanto segurava uma pedra gigante. Era tão difícil andar e respirar. A vida não valia a pena. Meu mundo inteiro estava escuro. Quando li as quatro primeiras palestras do Zhuan Falun, meu corpo estava leve como se estivesse voando. Uma luz foi acesa e meu mundo inteiro ficou brilhante. Também experimentei grandes mudanças fisicamente. Costumava sofrer de dores de cabeça e sangramentos nasais com frequência. Ficava indo a médicos e tomando muitos remédios. Agora não tenho mas preocupações a respeito da minha saúde”, afirmou.

Embora enfrente as mesmas pessoas e coisas na vida, Fabian vê tudo de uma nova perspectiva. “Sei que, seguindo os princípios Verdade, Compaixão e Tolerância ensinados pelo Falun Dafa, não estarei perdido. Não importa o quão difícil seja, existe uma solução para tudo. Diria que, graças ao Zhuan Falun estou vivo hoje".

Percebendo a importância de contar aos outros sobre a perseguição

Fabian visitou a China em março de 2017 com um sentimento de gratidão.

“O Zhuan Falun é um livro incrível e o Mestre é da China, então queria visitar o país. Mas depois de chegar a Pequim, vi propaganda anti-Falun Dafa em todos os lugares. Fiquei chocado. Saí rapidamente de Pequim e fui para Guangzhou. Quando perguntei aos moradores o que eles achavam do Falun Dafa, vi o medo em seus rostos. Pude acessar o site do Minghui através de um software que me ajudou a romper o bloqueio da internet na China. Eu li as palestras do Mestre e aprendi sobre a tortura brutal do regime comunista aos praticantes do Falun Gong”.

Ao retornar à Alemanha, Fabian desejou contar às pessoas o quão maravilhoso é o Falun Dafa e o tratamento injusto enfrentado pelos praticantes na China. Ele ia a atrações turísticas todos os dias para fazer os exercícios e distribuir informações sobre a perseguição. Com outros praticantes, contou às autoridades alemãs sobre a perseguição na China e obteve seu apoio. Um dia, perguntou a um praticante: “Por que você me permite, um novo praticante, a participar da conscientização sobre a perseguição? Você não tem medo de que eu seja membro do Partido Comunista Chinês?". O praticante respondeu que, se fosse um espião, esperavam que eu soubesse a verdade sobre o Falun Dafa e deixasse de estar envolvido no assassinato. Fiquei extremamente comovido. Isso me fez perceber a importância e a urgência de informar às pessoas sobre a perseguição”.

Fabian faz o quinto conjunto de exercícios do Falun Dafa, a meditação sentada.

Fabian começou a praticar os exercícios em seu local de trabalho para que seus colegas de trabalho tivessem a oportunidade de ser apresentados à prática. Ao mesmo tempo, percebeu que as operações da empresa eram antiéticas. Quando os clientes pediam para ajudar a abrir fechaduras, os funcionários aproveitavam a situação para cobrar um preço alto. A empresa até conseguia que a equipe danificasse as fechaduras enquanto corrigia o problema para que pudessem vender produtos caros aos clientes. Quando Fabian tentou dizer aos seus colegas de trabalho que não era certo fazer essas coisas, eles se recusaram a ouvir porque eram pagos mais por fazer coisas assim. No final, alguns de seus funcionários apresentaram uma queixa ao governo de que ele era um chefe incompetente que os impedia de ganhar dinheiro. O tribunal chegou a decidir contra Fabian.

Incapaz de fazer as coisas contra sua consciência e incapaz de levar seus colegas de trabalho a ver as coisas da perspectiva dele, Fabian ficou em um dilema. Sabia que seria capaz de encontrar uma solução através do Falun Dafa. Praticava os exercícios em parques com outros praticantes e distribuía folhetos todos os dias. Passou muito tempo com os praticantes. Então, um dia, soube o que deveria fazer. “Entreguei o computador, chaves e informações importantes sobre o negócio ao meu parceiro. Então me despedi de todos os colegas de trabalho e desejei a eles um futuro brilhante”.

Depois de deixar de lado seu apego aos ganhos pessoais e desistir dos negócios em que trabalhou por muitos anos, Fabian se sentiu em paz. Sabia que havia feito a escolha certa.

Um dia, em maio de 2018, Fabian estava conversando com um turista chinês sobre o Falun Dafa em Munique, quando recebeu uma ligação. “Um amigo me disse que minha avó estava gravemente doente e no hospital. Corri para o hospital, mas ela faleceu antes de eu chegar lá. Embora estivesse muito triste, me recuperei em um dia porque tenho o Dafa em meu coração. Já entendo muitas coisas e tenho certeza que ela foi a um lugar maravilhoso”.

Em 2020, aos 27 anos, Fabian tem uma empresa em Portugal e na Alemanha. Ele planeja iniciar uma terceira empresa em Taiwan. Enquanto isso, ele procurou seus pais e filhos, depois de não vê-los por um longo tempo. Os ensinamentos do Falun Dafa o mudaram. Ele parou de ressentir seus pais há muito tempo. Fabian agora trata todos como seus entes queridos e espera contar pessoalmente como o Falun Dafa mudou sua vida para melhor.