Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Os cinco tipos de escuridão

20 de Maio de 2019 |  

(Minghui.org) Mestre Kuang, também conhecido como Ziye, foi um famoso músico de Jin, um dos estados assim chamados durante o Período de Primavera e Outono na história da China, 770-476 AC. Aos músicos do mais alto escalão durante essa época, geralmente era dado o título de "Shi" (Mestre). Ele esteve atuante por volta de 572 AC a 532 AC, durante os reinados do duque Jindao e do duque Jinping. Documentos anteriores à dinastia Han se referiam a ele como o representante daqueles que eram especialmente talentosos na música. Historicamente, ele gostou do título "Sábio da Música".

Embora o Mestre Kuang fosse um músico, conhecido por suas proezas em tocar um instrumento de cordas, ele frequentemente aconselhava o rei a governar o estado. Ele tentou o seu melhor para ajudar a manter a prosperidade no estado de Jin.

O Mestre Kuang era cego. Muitas vezes ele se chamava de "funcionário cego". Dizem que quando o Mestre Kuang tocava música, os cavalos paravam de comer capim e levantavam a cabeça para ouvir; os pássaros paravam de voar e escutavam atentamente, com a cabeça erguida, fascinados, ficavam com a comida na boca. Quando tocou música de Qinghui, usando uma técnica especial de dedilhado, 16 gruas celestes voaram graciosamente, cantando e dançando. Quando ele tocou a música Qingjiao, que o imperador Huangdi compôs para a reunião de divindades e fantasmas no Monte Tai, no momento em que as primeiras notas soaram, o céu ensolarado foi subitamente coberto por nuvens escuras. Uma tempestade violenta chegou quando o segundo conjunto de notas da música soou. Quando o terceiro conjunto de notas soou, o vento arrancou o telhado do palácio e rasgou as cortinas dos quartos, quebrou os instrumentos pesados do sacrifício e as telhas se despedaçaram e cobriram o chão.

O Duque Jinping admirava muito o mestre Kuang. Ele consultaria o Mestre Kuang sempre que tivesse dificuldades ou se deparasse com algum assunto importante.

Certa vez, ao ver que o Mestre Kuang era cego, o Duke Jinping comentou: “Embora você seja extremamente sábio, você é cego. Seu mundo deve ser muito escuro”.

Mestre Kuang respondeu: “Não necessariamente. Existem cinco tipos de escuridão no mundo, mas eu não sou afligido por nenhum deles.”

“O que você quer dizer?” Duque Jinping perguntou.

“Tudo bem. Deixe-me explicar isso para você, um por um”, disse o Mestre Kuang.

"Os funcionários ganham fama através de suborno e as pessoas não têm onde reclamar quando são tratadas com injustiça, e mesmo assim o rei faz ouvidos moucos à situação e ignora tudo. Esse é o primeiro tipo de trevas.

O rei usa funcionários infiéis em vez de leais. Pessoas tolas assumem altos cargos, enquanto pessoas más suprimem os sábios e gentis, e ainda assim o rei não sabe disso. Esse é o segundo tipo de escuridão.

Pessoas astutas jogam com duplicidade para encobrir seu verdadeiro caráter, mas são respeitadas, enquanto pessoas gentis são caluniadas e afastadas. No entanto, o rei não está nem um pouco ciente disso. Este é o terceiro tipo de escuridão.

O país é pobre e as pessoas estão cansadas, mas o rei esgota todos os recursos para construir seu poder militar, almejando façanhas grandiosas. Ele está envolvido em bajulação e se recusa a acordar. Este é o quarto tipo de escuridão.

Não se pode distinguir entre o certo e o errado, a lei não pode ser aplicada, os funcionários corruptos pervertem a lei e o povo não pode viver em paz, mas o rei não entende tudo isso. Este é o quinto tipo de escuridão.

Nenhum estado que tenha caído nesses cinco tipos de trevas evitou o colapso. Em comparação, minha escuridão é apenas uma pequena escuridão, longe de pôr em perigo o estado ".

O Duque Jinping ficou muito emocionado ao ouvir essas palavras compassivas. Ele estava determinado a trabalhar diligentemente pelo bem-estar do estado e a tentar o seu melhor para ser um rei sábio com integridade moral.

Outra vez, o Duque Jinping realizou um banquete para entreter seus funcionários. Intoxicado pelo álcool, ele fez uma observação: "Ha ha ha! Nenhuma felicidade na vida pode ser comparada com a de ser um rei! Apenas as palavras de um rei ninguém se atreve a violar!"

Mestre Kuang estava sentado ao lado do Duque Jinping. Ouvindo essas palavras, ele pegou seu qin, seu instrumento musical, e jogou-o no Duke Jinping. O Duque Jinping ficou atordoado e se apressou para evitar ser atingido. O qin do Mestre Kuang bateu na parede.

“Mestre, o que você está fazendo?” Duque Jinping perguntou, ainda em choque.

Mestre Kuang respondeu: “Agora mesmo uma pessoa tola estava falando besteira, então eu queria bater nela”.

Duke Jinping respondeu com raiva: “Aquele que fez essa declaração sou eu!”

O Mestre Kuang sacudiu a cabeça e disse: “Para mim, essa afirmação não era como o que um rei diria”.

Vendo que o Duque Jinping estava bastante envergonhado na presença de tantas pessoas, as autoridades tentaram agradar ao rei propondo uma após a outra: “O Mestre Kuang ofendeu o rei. Ele deveria ser executado”.

O Mestre Kuang ficou ali parado, com um sorriso frio nos lábios.

O Duque Jinping pensou por um bom tempo. No final, ele acenou com as mãos e disse: “As palavras leais do Mestre soam desagradáveis aos ouvidos. Vamos apenas tomar isso como um conselho para mim. Vamos esquecer.”

O Mestre Kuang viu que o rei estava disposto a aceitar conselhos, por isso muitas vezes aproveitava a oportunidade, ao apresentar sua arte musical, de oferecer conselhos sobre assuntos de Estado e fazia o melhor que podia para ajudar a manter a prosperidade de Jin.

Quando o Duque Weixian foi expulso por seu povo por causa de sua tirania, o Duque Jindao achou que o povo tinha sido “um pouco exagerado”. Mas o Mestre Kuang refutou seu ponto de vista dizendo: “Se um rei é bom, as pessoas certamente o apoiarão. Um rei tirânico deixa as pessoas desesperadas. Por que elas não podem expulsá-lo?” O Duque Jindao achou que isso era bastante razoável, então ele perguntou como governar adequadamente um estado. Mestre Kuang simplesmente disse duas palavras: "Benevolência, justiça".

Os cidadãos dos estados vizinhos viram isso e disseram: "Jin é um estado que você não pode encarar com leviandade, pois até mesmo um músico pode guiar o futuro de um Estado tocando as cordas. Devemos tratar com cuidado esse estado". O Qi era um estado muito forte na época, e o Duque Qijin também consultou o Mestre Kuang sobre assuntos importantes. Mestre Kuang sugeriu: "Um rei deve beneficiar o povo". Mestre Kuang era bem visto pelos vários duques e príncipes, bem como pelas massas. Em versões posteriores da lenda, ele se tornou conhecido como um deus da música.

Hoje, as pessoas acreditam que a história do Mestre Kuang é apenas uma lenda. Na verdade, o Mestre Kuang era um cultivador de alto nível. Embora ele fosse cego, seu coração estava calmo e claro por causa disso. Ele foi capaz de esclarecer princípios profundos que estavam além da capacidade das pessoas comuns. Ao mesmo tempo, ele era capaz de adivinhar o caráter de alguém ao ouvir sua música ou canto. Ele também usou sua música para ajustar os "cinco elementos" no corpo do Duke Jinping, para harmonizar seu yin e yang e ajudou-o a recuperar sua saúde. ( Na tradição chinesa, os cinco elementos são terra, fogo, metal, madeira e água, que são supostos de para armazenar o poder da criação dentro de uma pessoa, e supostamente estão relacionados aos atributos de frio, calor, secura, umidade e vento, que por sua vez afetam o fígado, o coração, o baço,).

O atual governante chinês infelizmente exibe todos os cinco tipos de escuridão que o Mestre Kuang explicou ao Duque Jinping, em proporções sem precedentes. Muitas vezes podemos extrair sabedoria de histórias de antigos sábios – deixe que esta história seja uma que ajude a abrir os olhos daqueles que estão seguindo os passos de um governante inescrupuloso e cruel.