Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Guan Yu, um verdadeiro grande homem na história da China

11 de Abril de 2019 |   Por Gu Yuming

(Minghui.org) Guan Yu (160 a 220 d.C.) tem sido um dos mais venerados personagens da era dos Três Reinos (220 a 280 d.C.) da história da China. Ele é conhecido pela sua bravura e lealdade. Junto com Zhang Fei, ele ajudou Liu Bei a estabilizar o reino de Shu Han.

Suas atitudes e qualidades morais eram exemplificadas no Romance dos Três Reinos, do século XIV. Durante sua vida e mesmo após a sua morte, reis e imperadores concederam vários títulos a ele, de “Marquês Zhuangmou” a “Santidade Guan”.

Muitas pessoas têm perguntado o porquê de Guan Yu ser tão respeitado. Ele não era o mais esperto ou o melhor guerreio da época e nem nos cinco mil anos da história chinesa. Por que ele foi tão reverenciado?

O famoso filósofo chinês Mêncio uma vez disse que existem três critérios para ser um grande homem: “Nenhuma riqueza ou honra poderá induzi-lo à corrupção; nem a pobreza ou humildade podem fazê-lo vacilar; nenhum poder ou força podem obrigá-lo a ceder. Esse seria o que nós chamamos de um “grande homem”.

Dizem que Guan Yu matou um rico e poderoso bandido na sua juventude. Por causa disso ele teve que sair de sua cidade. Guan conheceu Liu Bei e Zhang Fei e os três se tornaram, por juramento, irmãos de sangue. Os três prometeram “trabalhar juntos, ajudar aos pobres e aqueles que estivessem em perigo”. Eles começaram do nada, lutaram juntos, e passaram por muitas dificuldades. Portanto “nenhuma pobreza ou humildade fizeram-no vacilar”.

Durante uma das batalhas, os três se separaram. Para proteger suas cunhadas (as duas esposas de Liu) Guan Yu rendeu-se a Cao Cao. Cao Cao tinha uma consideração muito grande por Guan e por isso deu-lhe muitos presentes e belas garotas. Guan Yu deixou de lado os presentes e mandou as garotas servirem suas cunhadas. Ele usava um novo manto dado por Cao Cao debaixo do seu antigo manto. Quando ele teve notícias de Liu Bei, seu irmão de sangue, Guan devolveu os presentes e renunciou ao seu posto de oficial, deixou Cao Cao e foi procurar por Liu Bei. Esse é um exemplo de “nenhuma riqueza ou honra pode induzi-lo a corrupção”.

Quando a maioria dos guerreiros estava relutante em ir para a batalha decretada por Hua Xiong, o grande guerreiro Guan Yu, que havia derrotado muitos, tomou a frente e derrotou Hua. Guan era famoso por sua bravura. Mais tarde, em uma emboscada Guan Yu foi capturado junto com seu filho. Nenhum dos dois mudou de lado e por isso foram executados. Isso é “nenhum poder ou força podem obrigá-lo a ceder”.

A história dos Três Reinos ilustrou principalmente a virtude da retidão. Sempre que as pessoas mencionam Guan Yu ele é associado à retidão.

É lógico que Guan Yu não era perfeito. Ele era orgulhoso e por causa disso perdeu a batalha de Jungzhou. Mas isso não impede que as pessoas o respeitem. As pessoas entendem que não existe um ser humano perfeito. Por milhares de anos, Guan Yu tem sido considerado um grande homem.