Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Como o Falun Gong beneficia a sociedade (Parte 10)

30 de Março de 2019 |  

(Minghui.org) (Continuação da parte 9)

O Mestre Li Hongzhi, o fundador do Falun Dafa (também conhecido como Falun Gong), disse:

“Ao longo de meus ensinamentos sobre o Fa e a prática, tenho sido responsável perante a sociedade e os nossos estudantes. Os resultados obtidos têm sido bons e a influência sobre toda a sociedade também tem sido bastante boa”. (Primeira Aula, Zhuan Falun, versão2018)

Além dos exercícios de movimentos lentos, os princípios da Verdade, Compaixão e Tolerância do Falun Dafa ajudam a purificar o coração e a mente. Muitos acreditam que essa seja a chave para as dramáticas recuperações de saúde e melhorias que os praticantes da China e do mundo inteiro experimentaram.

Os relatos abaixo mostram pessoas cujas vidas mudaram para melhor depois que iniciaram a prática do Falun Dafa. Esperamos que essas histórias beneficiem o leitor e ajudem as pessoas a entender melhor a prática.

Recuperado de envenenamento do sangue depois de praticar o Dafa por uma semana

O Sr. Wu Junde, de 59 anos, é um praticante do Falun Gong da cidade de Shenyang, província de Liaoning. Ele é um ex-funcionário da Ferrovia Jinzhou.

Antes do Sr. Wu começar a praticar o Falun Gong em julho de 1997, ele foi diagnosticado com septicemia em estágio avançado, com perda de sua função hematopoiética e contagem muito baixa de plaquetas no sangue. Não havia tratamento disponível para sua condição.

Ele tinha apenas 30 anos e queria desesperadamente se recuperar. Ele tentou muitas práticas de qigong, mas nenhuma adiantou. Um de seus colegas sugeriu que ele praticasse o Falun Gong, uma vez que era conhecido que as pessoas que praticavam esse qigong se recuperavam de suas doenças.

Depois que ele fez os exercícios do Falun Gong pela primeira vez, ele se sentiu tão bem que continuou a praticá-los todos os dias. Ele também leu o livro Zhuan Falun, o principal livro do Falun Gong, e descobriu por que as pessoas ficam doentes.

Ele aprendeu que deveria seguir os princípios da Verdade-Compaixão-Tolerância do Falun Gong em sua vida cotidiana, cultivar o xinxing e manter a virtude.

Uma semana após a prática, seu corpo se sentiu leve e todos os sintomas da septicemia desapareceram.

Seguindo a Verdade-Compaixão-Tolerância na vida diária

As mudanças surpreendentes que o Sr. Wu experimentou depois que começou a praticar o Falun Gong o fizeram perceber como a prática era preciosa. Ele estava determinado a continuar praticando. Agora, ele se esforça para viver através dos princípios Verdade-Compaixão-Tolerância. Ele considera as necessidades dos outros em primeiro lugar e tenta ser uma boa pessoa em todos os momentos.

No trabalho, ele seguiu as ordens e trabalhou duro. Ele nunca se preocupou em proteger seus próprios interesses pessoais e terminou suas tarefas independentemente da situação e não se importava o quanto estivesse cansado.

Antes, o Sr. Wu era conhecido como um briguento que se apressava em se ofender com interesses pessoais e tinha um temperamento explosivo. Ninguém se atrevia a pedir-lhe para fazer qualquer coisa. Depois de praticar o Falun Gong, ele se transformou em uma pessoa gentil. Não importa quem precisasse de ajuda, ele nunca hesitava em ajudar. Mais de uma vez ele resgatou pessoas em perigo.

Resgatando pessoas de trens em movimento

Por alguns anos, ele morou ao lado da ferrovia em Shenyang. Naquela época, alguns alunos tinham que atravessar os trilhos para chegar à escola. Havia longos trens que costumavam estacionar nos trilhos por um longo tempo.

Alguns dos estudantes que estavam ansiosos para chegar em casa para o almoço ao meio-dia pegavam um atalho rastejando sob o trem para atravessar os trilhos. Um dia, um menino de 11 anos estava rastejando sob o trem com sua bicicleta quando o trem começou a se mover. Petrificado, o menino começou a chorar.

O Sr. Wu viu o que estava acontecendo e correu sob o trem. Ele disse ao garoto para soltar a bicicleta e os dois caminharam com o trem em movimento lento. Quando ele viu uma oportunidade de fugir, ele agarrou o garoto e pulou do trem em movimento.

Ele podia ser visto andando pelos trens todos os dias, procurando por alguém em perigo. Ele resgatou várias crianças dessa maneira.

Uma senhora de 60 anos estava tomando um atalho sobre os trilhos quando um trem se aproximou em alta velocidade. Ela pensou que o trem iria parar na estação, mas era um trem que passava sem parar e não diminuiu a velocidade.

As pessoas na área de embarque viram o perigo que corria e gritaram para ela. A senhora tentou subir na plataforma, mas não conseguiu. O Sr. Wu correu e puxou-a para fora dos trilhos bem a tempo, enquanto o trem passava.

Salvando pessoas em acidentes de trânsito

Um dia, uma médica sofreu um acidente em sua motocicleta. A motocicleta caiu em cima dela e ela desmaiou. O Sr. Wu viu e correu para resgatá-la. As pessoas que a conheciam disseram: “Não toque nela. A sua família recorre à chantagem. Eles podem extorquir dinheiro de você.”

Hoje na China, não é incomum que os resgatadores sejam chantageados. Então, quando as pessoas encontram acidentes, elas se recusam a ajudar.

Mas o Sr. Wu não tinha tal preconceito e estava sempre pronto para ajudar. Ele puxou a moça de debaixo da moto, parou um ônibus e a colocou nele. Por coincidência, o motorista do ônibus conhecia uma médica e a levou para um hospital em Shenyang.

Mais tarde, a família da médica rastreou o Sr. Wu e agradeceu-lhe profusamente.

Quando o Sr. Wu estava andando perto de uma ponte no outono de 2004, uma motocicleta de três rodas se perdeu na curva logo antes da ponte e caiu em uma vala de dois metros de profundidade. O veículo estava de cabeça para baixo e o motorista também. Ele não conseguia se mexer e desmaiou.

Havia muitos espectadores, mas ninguém fez nada. O Sr. Wu desceu na vala e usou as mangas de sua roupa para remover o vidro quebrado da janela do veículo. Ele puxou o motorista pela janela porque a porta estava presa.

As mãos do Sr. Wu foram cortadas e ficaram sangrando no vidro. Ele colocou o homem na beira da vala e sentiu o cheiro de álcool. O rosto do homem estava cortado e sangrando. Com a ajuda de um jovem, o Sr. Wu subiu a encosta, puxando o homem para deixa-lo em segurança.

Após cerca de seis minutos, o homem recuperou a consciência. Ele disse que seu sobrenome era Wan e pediu para o Sr. Wu ligar para sua família. A sua família veio e o levou para o hospital. Antes de partir, o Sr. Wan pediu a ele um cartão de visita. O Sr. Wu disse: “Você precisa ficar no hospital. Eu pratico o Falun Dafa. Somente lembre-se que 'o Falun Dafa é bom'”.

Perseguidos por praticar o Falun Gong

O Sr. Wu está sendo perseguido pelo Partido Comunista Chinês (PCC) porque se recusa a abandonar a prática do Falun Gong. Ele é forçado a ficar longe de sua casa para evitar assédio e prisão. Ele não tem renda e não tem uma vida fácil. Mas ele não pede compensação alguma quando salva alguém. Ele sempre pensa primeiro naqueles que estão em necessidade.

O Sr. Wu transformou-se em uma boa pessoa que ajudará sempre que houver necessidade. Ele é gentil porque pratica o Falun Gong.

* * *

O Falun Gong foi apresentado ao público pelo Sr. Li Hongzhi em 1992. Viver pelos princípios da Verdade-Compaixão-Tolerância e praticar os cinco exercícios fáceis de aprender melhoram a saúde física e os valores de uma pessoa. Cerca de 100 milhões de pessoas praticavam o Falun Gong antes que o Partido Comunista Chinês perseguisse essa prática de cultivo em 1999.

Mais de 19 anos depois da perseguição, em vez de ser eliminado pelo Partido, o Falun Gong floresceu em mais de 100 países. Os ensinamentos do Falun Gong foram traduzidos para 39 idiomas. Grupos de pessoas fazendo os exercícios do Falun Gong podem ser vistos em quase todos os países do mundo.

Artigo relacionado em inglês:

Former Septicemia Patient Persecuted for His Belief