Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Câmara dos Deputados do Arkansas aprova resolução condenando extração forçada de órgãos na China

14 de Março de 2019 |   Por um praticante de Arkansas

(Minghui.org) A Câmara dos Deputados de Arkansas aprovou a Resolução 1022 da Câmara em 18 de fevereiro de 2019. Proposta pelo representante Dan Sullivan, a resolução incentiva o Congresso dos EUA e a Legislatura do Estado de Arkansas a entrarem em ação para acabar com a extração de órgãos dos prisioneiros de consciência na China.

Representante Sullivan (no meio) com praticantes do Falun Gong.

A resolução mostra que existe um assassinato em massa de prisioneiros de consciência na China, principalmente praticantes da prática espiritual chinesa do Falun Gong, a fim de obter órgãos para transplantes.

O sistema de transplante de órgãos na China não está em conformidade com os Princípios da Organização Mundial de Saúde Sobre Transplante de Órgãos Humanos com relação à rastreabilidade e transparência nos processos de obtenção de órgãos, e o governo chinês tem resistido a investigação independente do sistema.

Além disso, o relatório da Freedom House 2017 afirma que as evidências disponíveis sugerem que a extração forçada de órgãos de prisioneiros do Falun Gong para venda em operações de transplante tem ocorrido em larga escala e pode estar continuando”.

Enquanto isso, um relatório investigativo publicado em junho de 2016 pelo advogado de direitos humanos, David Matas, pelo ex-secretário de Estado canadense para a Ásia-Pacífico, David Kilgour, e pelo jornalista investigativo, Ethan Gutmann, estimou que a China está realizando sessenta mil a cem mil transplantes por ano, em oposição aos dez mil transplantes que haviam sido anunciados pelo governo chinês em 2015. Isto é equivalente a um sistema de transplante de órgãos dirigido pelo Estado, em escala industrial, controlado por programas e patrocinadores nacionais, e implicando tanto os sistemas de saúde militares como civis, como Kilgour descreveu essas práticas em seu discurso no Parlamento Europeu em 2016.

A Câmara retifica que o Congresso dos EUA e o Congresso de Arkansas instem o governo chinês a acabar imediatamente com a extração forçada de órgãos de todos os prisioneiros, a parar imediatamente a contínua perseguição ao Falun Gong e a libertar todos os praticantes do Falun Gong e outros prisioneiros de consciência.

A resolução apoia uma investigação completa e transparente por parte do Departamento de Estado dos EUA com relação a práticas de transplante de órgãos na China e pede a condenação daqueles que se envolveram em tais práticas antiéticas.

Além disso, a resolução incentiva a comunidade médica de Arkansas a se envolver na educação de colegas e residentes de Arkansas sobre os riscos de viajar à China para transplantes de órgãos, com propósito de evitar que residentes do Arkansas se envolvam inadvertidamente em assassinatos na forma de extração forçada de órgãos de prisioneiros de consciência.

Os representantes estaduais concordam em tomar medidas para proibir a entrada daqueles que participaram da extração ilegal de órgãos e responsabilizar tais indivíduos, caso eles sejam encontrados no Arkansas.

Uma cópia da Resolução 1022 da Câmara está disponível aqui.