Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Dois irmãos morrem sob custódia da polícia em um intervalo de três anos

16 de Fevereiro de 2017 |   Por um correspondente do Minghui da província de Henan

(Minghui.org) Enquanto o pai e a mãe ainda estavam lamentando o espancamento até a morte de seu filho mais velho, eles se abalaram de novo quando seu filho mais novo morreu sob custódia da polícia em abril desse ano.

O Sr. Yang Zhonggeng foi espancado até a morte, sob custódia da polícia, em 28 de junho de 2013, apenas quatro dias depois de sua prisão, por recusar a renunciar o Falun Gong, uma disciplina espiritual sendo perseguida pelo regime comunista chinês. Seu corpo estava coberto de hematomas. Ele tinha 38 anos.

Três anos depois – seu irmão mais novo Sr. Yang Zhongsheng morreu sob custódia após 11 dias de prisão, por sua fé no Falun Gong. Ele também tinha 38 anos.

Irmão mais velho, o Sr. Yang Zhonggeng

Irmão mais novo, o Sr. Yang Zhongsheng

Originalmente da cidade de Ruian, na Província de Zhejiang, os irmãos Yang trabalhavam na cidade de Zhengzhou, na província de Henan, onde os dois perderam suas vidas por exercitar seu direito constitucional de liberdade a crença.

A polícia de Zhengzhou alegou que o irmão mais novo morreu como consequência de uma greve de fome, mas seus pais estavam seguros de que ele também foi espancado até a morte, assim como seu irmão mais velho.

Corpo mostra sinais de trauma

Os pais do Sr. Yang mais novo estavam preocupados com ele desde sua última prisão em 10 de abril deste ano. O pior medo deles se materializou quando a polícia de Zhengzhou ligou para eles em 27 de abril informando-os de sua morte em 21 de abril.

Eles voaram para Zhengzhou em 4 de maio e ficaram de coração partido ao verem o corpo muito machucado. A cabeça do Sr. Yang estava inchada e tinha sangue escorrendo pelas aberturas em seu rosto. Seu nariz e orelhas estavam cheias com bolas de algodão. Quatro de seus dentes sumiram e foram substituídos com dentes falsos. Havia marcas escuras em seu abdômen, e a ponta do seu pênis parecia queimada. Todas suas unhas estavam escuras, e um dedo até gotejou sangue quando o pai do Sr. Yang encostou nele.

O patriarca da família estava tão arrasado que adoeceu e ficou hospitalizado por uma semana, durante esse tempo a polícia o levou à força para o departamento de polícia para assinar a papelada necessária para cremar o corpo de seu filho.

Pais sob vigilância

As autoridades de Zhengzhou pressionaram os pais do Sr. Yang para renunciar ao seu direito de buscar ações legais, prometendo-lhes uma quantia de 600 mil yuanes como compensação pela morte de seus dois filhos.

O casal idoso se encontrou com profissionais da agência 6-10 de Ruian pouco depois que seu avião aterrissou no aeroporto em 17 de maio. Eles foram levados diretamente para o cemitério para ter as cinzas de seu filho mais novo enterradas. Agora eles estão sob completa vigilância.