Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Julgamentos de Auschwitz e as ações judiciais contra Jiang Zemin

31 de Julho de 2015 |   Escrito por Ji Zhen

(Minghui.org) Os Julgamentos de Auschwitz em Frankfurt (1963-1967) foram uma série de julgamentos em que 22 réus foram acusados sob a lei alemã pelos seus papéis no Holocausto como funcionários de baixo nível no complexo do campo de concentração de Auschwitz.

Fritz Bauer, o procurador-geral da Alemanha na época, dirigiu a acusação. Durante o ano de 1933 ele ficou preso em um campo de concentração nazista.

Dezessete dos acusados foram considerados culpados. Seis foram condenados à prisão perpétua e os outros receberam sentenças de três a 14 anos.

A acusação dos ex-oficiais nazistas não terminou com os julgamentos de Frankfurt. O mais recente réu publicamente acusado tinha 93 anos de idade; um ex-guarda nazista de Auschwitz, chamado Oaskar Groening, foi acusado de ser cúmplice de 300 mil assassinatos.

A história está agora olhando para a China de hoje. Mais de 103 mil queixas criminais foram apresentadas por praticantes do Falun Gong contra o ex-líder chinês Jiang Zemin, o instigador da perseguição ao Falun Gong. Esses praticantes foram torturados e presos ilegalmente. Os membros das famílias dos praticantes entraram com ações em nome desses praticantes que foram assassinados para terem seus órgãos extraídos.

Os detalhes da perseguição de muitos desses praticantes foram publicados no site do Minghui. Os praticantes do Falun Gong são ambos os querrelantes e as testemunhas.

Estamos confiantes de que, no final, a voz do povo chinês será ouvida e os criminosos serão levados à justiça. Como a história tem mostrado à humanidade, a retidão sempre prevalece. Acreditamos que em breve Jiang Zemin e suas más ações receberão seu julgamento final.