Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Uma vida atormentada por doenças crônicas é renovada

11 de Janeiro de 2015 |  

(Minghui.org) Comecei a praticar o Falun Dafa em meados de maio de 1999. 

Minha mãe me deu à luz no chão perto da sua cama. Ela estava tão exausta que caiu no sono inclinada contra a cama após o parto. Meu pai estava de mau humor e queria ter um menino ao invés de uma menina [de acordo com a política do filho único da China, a maioria dos casais não têm a opção de ter um segundo filho, por isso a importância do gênero da primeira criança é muito ampliado para muitas pessoas]. Quando ele descobriu que eu era uma menina, ele me colocou dentro de uma cesta de estrume e me abandonou numa vala. Minha mãe me encontrou e me levou de volta para casa depois que ela acordou. Desde então, eu levei uma vida difícil.

No inverno de 1996, depois de um aborto espontâneo, eu acordei paralisada no meio da noite. Todo o meu corpo estava dormente e sem vida. Minhas pernas não respondiam e eu não sentia nada. Eu estava chocada demais para chorar confrontando um desastre tão repentino. Meu corpo já havia sido afetado por várias doenças. Meu marido leal e devotado procurou por vários tratamentos para me curar a qualquer custo. Mais tarde, depois de recuperar o controle do meu corpo, eu desenvolvi reumatismo grave. Todo o meu corpo, desde a sola dos meus pés até o couro cabeludo, estava muito dolorido. Muitos vasos sanguíneos se romperam, causando uma grande quantidade de sangramentos. Eu costumava visitar hospitais especializados na saúde de mulheres e crianças, terapeutas chineses, médicos da medicina ocidental e vários outros lugares em busca de tratamento, mas os sintomas permaneceram. Eu tinha que contar com injeções para parar os sangramentos e sustentar a minha vida. A atmosfera feliz da minha família desapareceu completamente. Meu marido teve que trabalhar quase sem parar e minha filha de 13 anos tomava conta das funções domésticas.

Deitei na cama sem poder me levantar por mais de quatro meses. Olhando para o meu marido e filha, que estavam ambos cansados e preocupados, e olhando para a minha própria condição, eu me senti sem esperanças. Acamada no dia a dia, eu não teria sobrevivido sem a ajuda das injeções. Eu era um grande fardo para o meu marido e filha. Em determinado momento, um dos meus vizinhos ajudou a preparar o meu funeral. Comecei a chorar, pensando o dia inteiro sobre como eu iria morrer e o que ocorreria depois da morte. Eu senti que não podia aguentar mais. Foi neste momento que ouvi falar do Falun Dafa e obtive uma cópia do livro, de valor inestimável, Zhuan Falun.

No primeiro dia que li os ensinamentos do Falun Dafa, muitos enigmas da minha vida foram resolvidos. Quanto mais eu lia o livro, mais eu queria ler. Meus olhos costumavam doer muito quando eu lia palavras numa página. Para minha surpresa, naquele dia eu fui capaz de continuar lendo durante meio dia. Eu não senti qualquer dor. Em vez disso, meus olhos se sentiram muito aliviados. Fiquei extremamente feliz. Quando eu li a Terceira Palestra, minha mente parecia ter se aberto como uma porta. Eu senti que meu coração brilhava e tornei-me ciente de muitas coisas. Logo após o início da prática, eu não tive mais sangramentos, não importa o quanto eu me mexesse. Meu corpo estava leve. No processo de estudar o Falun Dafa, praticar os exercícios e melhorar a minha personalidade, os caroços de silicose amianto do tamanho de feijões, que se desenvolveram no meu pulmão, foram todos tossidos. Meu marido, que não acredita facilmente em qualquer coisa, estava totalmente convencido e admirava muito o Professor e o Falun Dafa. Eu não conseguia encontrar palavras para expressar minha gratidão. Eu só chorava sem parar.

O Falun Dafa encheu meu coração. Eu senti que meu corpo tinha se tornado saudável e minha mente ampla. Eu estava fazendo as coisas e me relacionando com as pessoas de acordo com o padrão do Falun Dafa e os princípios da verdade, compaixão e tolerância. Eu comecei a ter um melhor relacionamento com os meus sogros, apesar de no passado ter guardado rancor deles por muitos anos. Eu fiz o meu melhor para respeitá-los e reparar os maus-tratos que cometi a eles no passado. Isso fez com que meus sogros estivessem felizes e elogiassem o Falun Dafa o tempo todo.

Eu tinha uma loja de varejo que vendia produtos para várias fábricas. Abandonei a mentalidade de compra a crédito e de adiar o pagamento. Comecei a pagar logo após vender, para limpar as dívidas que eu devia a diversas fábricas. Eles acharam que o que eu estava fazendo era inconcebível. O gerente de uma fábrica na província de Zhejiang ficou muito surpreso ao receber o pagamento que lhe dei. Ele veio me agradecer a quilômetros de distância. Eu disse a ele para agradecer ao meu Professor, porque eram os princípios do Professor do Falun Dafa que me ensinaram a considerar os outros em primeiro lugar. Foram os princípios do Professor do Falun Dafa que me ensinaram a não perseguir as coisas que pertencem a outras pessoas e ser uma boa pessoa que traz benefícios para os outros em tudo o que faz. O gerente disse: "O Professor do Falun Gong é bom. A produção na minha fábrica teve que parar devido a pessoas de vários lugares na China não pagarem suas dívidas por muito tempo. Eu vim aqui para aprender com você. Se todo mundo aprendesse o Falun Dafa, ouvisse o Professor como você faz e considerasse os outros em primeiro lugar, seria maravilhoso." Ele queria ver o meu Professor, assim eu mostrei o vídeo de exercícios do Professor para ele. Ele começou a aprender os exercícios do Professor imediatamente. Ele disse alegremente: "Vou aprender os exercícios de forma rápida para que eu possa ensinar à minha esposa e filho, para que pratiquem depois de eu voltar para casa. Vou ajudá-los a aprender o Falun Dafa e seus ensinamentos." Que sorte ele teve! Ele veio originalmente para aprender como obter mais dinheiro para sua fábrica, mas agora estava aprendendo o Falun Dafa.

Enquanto eu estava aprendendo o Falun Dafa, praticava os exercícios, me esforçava em ser uma pessoa melhor e levava uma vida feliz, o regime de Jiang Zemin começou a reprimir o Falun Gong em 20 de julho de 1999. Muitos praticantes do Falun Gong acharam que os líderes do país não sabiam da grandeza do nosso Mestre e do Falun Gong e o fato de que os praticantes do Falun Gong são boas pessoas. Eu fui à Pequim várias vezes para dizer ao governo sobre os benefícios físicos e mentais que recebi por meio da prática do Falun Gong no gabinete do Recurso Nacional. Eu queria pedir aos líderes para lerem pessoalmente os livros do Falun Gong, para realmente entenderem o que era o Falun Gong e seus praticantes. O governo deve dar ao povo a oportunidade de praticar e melhorar a si mesmos e dar às pessoas o direito de ser saudável. Como resultado de exercer o meu direito constitucional de apelar, eu fui presa, espancada e detida injustamente várias vezes. Os praticantes estão sendo reprimidos por falarem às pessoas sobre a perseguição ao Falun Gong.

Eu estou pedindo a todos para ajudar a acabar com esta perseguição brutal contra estas pessoas inocentes e de bem, de modo que todos terão a oportunidade de praticar o Falun Gong e mudarem suas vidas para melhor, como eu fiz.