Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Nova praticante: Dafa me deu um novo alento na vida

2 de Novembro de 2014 |   Por Xinxin, provincia de Hebei, China

(Minghui.org) Eu sou uma praticante nova. Eu comecei a praticar o Falun Dafa em outubro de 2011. Nenhuma palavra pode expressar quão maravilhoso é o Falun Dafa e a grandeza da compaixão do nosso reverenciado Mestre.

Minha vida era miserável antes de eu obter o Fa

Eu tinha uma vida bastante dura. Meu marido e eu nos divorciamos quando meu filho ainda era muito pequeno. Eu sustentei meu filho e a mim vendendo frutas. Os outros me consideravam esperta e competitiva; o que os outros vendiam por 100 yuanes, eu podia vender por 200 yuanes. No processo, eu fiquei mais e mais apegada em proteger os meus interesses pessoais e ainda enganava os clientes superestimando o peso dos produtos que eu vendia. Eu nunca pensei que estava fazendo algo de errado porque todos estavam fazendo isso. Como o ditado diz: “Cada um por si e o diabo leva o ultimo da fila.” Uma pessoa seria estúpida se não tentasse obter lucro. Com essa mentalidade, eu deslizei mais e mais profundamente para dentro do abismo.

Meu único conforto era o meu filho que sempre era bem educado e ia bem na escola. Em 2008, ele passou no exame do vestibular e virou um estudante de faculdade. Eu estava cheia de alegria, mas minha alegria não durou muito. Quando o desastre aconteceu, eu não pude acreditar no que estava acontecendo. Era como se o céu tivesse caído sobre a minha cabeça.

Em 8 de janeiro de 2009, de repente eu fiquei muito doente. Eu fui para o hospital e fui diagnosticada com uma série de problemas de saúde, como úlcera no duodeno, gastrorrhea crônica, gastrite superficial, pólipos gástricos, doenças cardíacas, espôndilos cervicais e lombares. Meu corpo inteiro estava escondendo doenças!

O tratamento era muito caro e meu filho sempre precisava de dinheiro para seus estudos. Eu estava sob uma enorme tensão financeira. Naquela época, meu filho estava fora da cidade e o hospital não iria me tratar se eu não pagasse adiantado. Eu pedi ajuda para meu irmão mais velho, minha irmã mais nova, outros parentes e amigos.

Após saberem que minha doença estava além de qualquer tratamento, eles todos se recusaram a me ajudar. Não somente isso, meu irmão até terminou nosso relacionamento com medo de que, se ele me emprestasse dinheiro e eu morresse, meu filho não o pagaria.

Minha irmã também não se preocupava muito comigo. Ela me disse: “Eu posso lhe dar os poucos salgueiros que temos!” O que ela quis dizer foi que depois que eu morresse, eles poderiam usar as árvores para fazer um caixão, como forma de me ajudar.

A forma como me trataram me deixou realmente ressentida com eles. Meu filho foi o único apoio moral que eu ainda tinha. Por sua causa, eu pensei que não podia desistir. Então eu peguei dinheiro emprestado e continuei me apoiando nos medicamentos. Meu filho conseguiu terminar seus estudos trabalhando meio período. Eu realmente estava passando por uma fase difícil naquela época.

O Dafa mudou minha vida

Em outubro de 2011, uma praticante esclareceu os fatos para mim. Ela me contou que o Dafa podia mudar os corações das pessoas, desde que essa pessoa cultivasse o seu xinxing e sempre considerasse os outros em primeiro lugar, essa pessoa poderia ter boa saúde sem gastar um centavo. Eu recebi um livro do Dafa naquele dia e o li atentamente. As palavras do Mestre entraram fundo na minha mente e ampliou o meu pensamento. Eu entendi que o Dafa pode ajudar a se tornar uma boa pessoa e, além disso, uma pessoa extraordinária.

Eu entendi que mesmo que eu tomasse muitos medicamentos todos os dias, eles não poderiam me ajudar a eliminar o meu carma de doença, somente iria adiá-la para mais tarde na vida. Daquele dia em diante, eu parei de tomar qualquer medicamento. Milagrosamente, todas as minhas doenças desapareceram. Eu estava tão excitada e me sentia tão contente quando experimentei um corpo leve e agradável livre de doenças! Sou muito grata ao Mestre por ter me dado essa honra em ser uma praticante e por abrir um novo caminho para mim.

Mediante o estudo do Fa, eu entendi que tudo à nossa volta veio para o Fa e tudo que ocorre, sendo bom ou ruim, está diretamente relacionado com o nosso carma. Por quemeu irmão e irmã foram tão ruins comigo quando eu estava precisando de dinheiro? Não foi por que eu estava devendo a tantas pessoas por tê-las enganado quando fazia negócios com elas no passado? Nada é acidental e tudo está conectado à nossa relação predestinada. Quando eu entendi isso, todo o meu ressentimento para com meus irmãos desapareceu e nós, outra vez, ficamos unidos, como que se nada tivesse acontecido.

Agora, eu estudo o Fa com outros companheiros praticantes todos os dias e nós saímos para esclarecer os fatos para as pessoas e distribuir os folhetos que esclarecem a verdade. Sendo no trabalho, em público ou em casa, eu sempre me avalio de acordo com os critérios do Fa e sempre me lembro que eu sou uma cultivadora. Eu sempre olho para dentro de mim quando encontro qualquer problema e dou meu melhor para fazer bem as três coisas e ser uma cultivadora diligente.