Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Envio de pensamentos retos com os olhos abertos enquanto estava ilegalmente detido

16 de Janeiro de 2021 |   or um praticante do Falun Dafa na China

(Minghui.org) Depois de ter sido detido pela polícia, eu ainda estava determinado a enviar pensamentos retos como um praticante do Falun Dafa deveria fazer. Na delegacia de polícia, após a minha detenção, consegui enviar em silêncio pensamentos retos sem interrupções, mesmo na presença dos polícias. Abaixo está a minha experiência de enviar pensamentos retos com os olhos abertos enquanto estava ilegalmente detido no campo de trabalhos forçados.

No campo de trabalho, assim que começava a enviar pensamentos retos com os olhos fechados, a pessoa encarregada de me vigiar interferia. Recordando uma frase do poema do Mestre: "Os pensamentos retos dos discípulos abundam, o Mestre tem o poder de virar a maré" ("Graça entre o Mestre e os discípulos", Hong Yin vol. II), eu pensei: "Neste lugar escuro, se os meus pensamentos retos não forem fortes, serei afetado em todos os aspectos". Em seguida, refleti: "Devo enviar pensamentos retos com os olhos abertos. Com o Mestre e o Fa ao meu lado, certamente serei capaz de fazer isso".

Não foi fácil enviar pensamentos com os olhos abertos, pois o salão estava cheio de gente, havia uma televisão no dormitório e algumas pessoas ainda estavam assistindo a televisão à meia-noite. Nessa situação, tive de ignorar o que se passava à minha volta e recitar o Fa sempre que podia.

Tal como disse o Mestre: 

"Olhando, mas não se importando em ver –
Livre de ilusão e dúvida.
Ouvindo, mas não se importando em escutar –
Uma mente difícil de perturbar."
("Permanecendo no Tao", Hong Yin).

Eu estava enviando pensamentos retos com os olhos abertos! Com o reforço do Mestre, eu era capaz de fazê-lo com os olhos abertos. Não importava onde estivesse, eu estava no campo, nada podia interferir comigo. Sempre que tinha tempo, eu enviava pensamentos retos, geralmente por cerca de 30 minutos.

De acordo com outro praticante, os reclusos do campo de trabalhos forçados cortam rotineiramente folhas de papel para uma gráfica. Os reclusos não tinham permissão para descansar ou fazer uma pausa nesse trabalho. Só tinham permissão de fazer uma pausa no primeiro dia de férias de Ano Novo. No dia seguinte, tiveram de voltar ao trabalho.

No ano seguinte, quando consegui enviar pensamentos retos com os olhos abertos, a situação era diferente. Dois dias antes do Ano Novo, eles tiveram permissão de fazer uma pausa. Enquanto enviava pensamentos retos no segundo dia do Ano Novo, o recluso [líder de cela] dizia: "A gráfica telefonou, dizendo que hoje vão transportar as folhas de papel para cá". De repente, surgiu-me uma frase na cabeça: "Os pensamentos retos dos discípulos do Dafa são poderosos" (Essenciais para Avanço Adicional II)

Eu pensei: "Se pudermos fazer uma pausa por mais alguns dias, todos os praticantes do Dafa terão tempo para enviar pensamentos retos e o mal pode ser limpo". Em seguida, refleti: "Nenhuma folha de papel virá hoje, mas no quinto dia do Ano Novo". O pessoal do campo de trabalho informou-nos que a gráfica havia telefonado para dizer que o papel só chegaria no quinto dia das férias de Ano Novo.

A tipografia enviou muito menos folhas de papel do que o habitual, e os xingamentos do chefe de cela quase não foram ouvidos. Uma vez, quando os operários estavam fazendo uma pausa, ouvimos ele xingar alguém. Enviei então pensamentos retos e o chefe da cela deixou de xingar e disse, em vez disso: "Os praticantes do Falun Dafa são tão bons que todos vocês têm de aprender com eles".

Durante um período de tempo, o líder da cela gritava todos os dias às 18 horas: "Está na hora de todos começarem a lavar-se", e isso interferia com o meu envio de pensamentos retos na hora prescrita. Eu tentei eliminar essa interferência enviando um pensamento a ele, pedindo para não se mexer. Ele realmente não se mexeu e eu consegui continuar.

Também, numa noite sonhei que eu estava explicando os Nove Comentários sobre o Partido Comunista a todos os guardas do campo de trabalho. Percebi que, por esse sonho, o Mestre me encorajava a esclarecer-lhes a verdade.