(Minghui.org) Moro em Hanói. Ouvi falar do Falun Dafa em agosto de 2015 enquanto visitava minha família na República Tcheca. Fiquei com meu irmão mais velho e duas irmãs por cerca de três semanas e, durante esse período, fiquei imerso no Dafa. Meu irmão, irmãs e sobrinhos estavam praticando.

Todas as noites praticávamos os cinco exercícios e líamos o Zhuan Falun. Naquela época, não tinha um entendimento profundo do Fa, mas sabia que todos ao meu redor eram muito diligentes. Eles sempre falavam sobre o Mestre Li e o Dafa com profundo respeito. Entendi que o Dafa é bom para todos, mas eu não tinha um entendimento muito profundo além disso.

Ouvi muitas histórias incríveis sobre o Dafa e fiquei muito impressionado. Pensei também em participar de atividades para contar às pessoas sobre essa prática maravilhosa.

A vida se torna harmoniosa

Depois de voltar para o Vietnã, pratiquei os exercícios todas as noites em casa. Meus dois filhos começaram a praticar comigo e minha esposa logo se juntou a nós. Começamos a estudar juntos e a ouvir as palestras do Mestre. Fiquei imerso nos ensinamentos do Mestre. Comecei a olhar para dentro e me aprimorei para ser uma pessoa ainda melhor.

Meu ambiente doméstico tornou-se mais harmonioso - nós não brigamos mais ou competimos um com o outro, e todos se tornaram tolerantes e solidários. Já não sentia que estava sempre do lado perdedor e sofrendo. Aprendi a mudar meu ponto de vista quando minha vida se tornou de cultivo: encontrando alegria nas dificuldades necessárias para retribuir meu carma.

Também entendi que a maneira como o Falun Dafa estava me guiando poderia alterar meu caminho de vida, dissolvendo ativamente meu carma através das dificuldades que experimentei durante o cultivo. Seria capaz de retornar ao meu verdadeiro lar, me elevando através da prática de cultivo, para subir além dos três reinos e desta vida humana cheia de sofrimento. Seria capaz de alcançar um mundo celestial, o mundo dos Budas, Taos e Deuses.

Sabia que o caminho do cultivo seria árduo, exigindo que eu fosse determinado, diligente, paciente e sempre melhorando. Compreendi as dificuldades no cultivo de me livrar continuamente de meus próprios apegos. Preciso sempre seguir Zhen, Shan, Ren (Verdade, Compaixão e Tolerância), enquanto mantenho altos padrões de comportamento, o que não é fácil.

Meu primeiro desafio de cultivo

Administro minha própria empresa de turismo internacional desde 2009. Às vezes viajo como guia de turismo com grupos de turistas vietnamitas, quando eles viajam para outros países.

Cerca de cinco meses depois que comecei a cultivar, tive um enorme teste de xinxing. Foi o Ano Novo Lunar de 2016 e uma senhora muito difícil se inscreveu para uma turnê australiana organizada pela minha empresa, com mais 36 convidados.

Após o término do passeio, a maioria dos convidados ficou feliz, mas essa cliente reclamou desde o primeiro dia sobre o serviço. Ela causou problemas sem fim e incentivou os outros convidados do grupo a coletar evidências para processar nossa empresa. Ela xingou o meu guia e o tratou com desprezo, como um criado.

O executivo da turnê na Austrália ficou tão enojado com o comportamento dela que ameaçou tomar medidas legais contra ela, e por um tempo ela ficou quieta. Mas, quando voltamos ao Vietnã, ela incentivou mais duas convidadas a descarregar toda a sua raiva em mim e na equipe do Vietnã. Ela ameaçou denegrir a reputação da minha empresa, exigiu um reembolso para a turnê e ameaçou contratar bandidos para nos espancar se não concordássemos com as exigências dela.

Fiquei chocado. Também me senti muito triste e com raiva e não conseguia entender como alguém poderia ser tão ultrajante e problemática. Não tinha medo das ameaças, mas sabia que seria muito difícil pagar financeiramente o enorme reembolso que ela exigia.

Se não fosse um cultivador e ainda possuísse a mentalidade de uma pessoa comum, teria discutido com ela - determinado a descobrir quem estava certo e errado.

Depois de alguns dias de reflexão, com o coração pesado, lembrei-me de que eu era um cultivador e comecei a ver o evento como um teste para o meu xinxing. Pensei que poderia ser uma dívida que precisava pagar. De outro ponto de vista, como o Mestre ensinou, também preciso suportar se sou intimidado, o que significa que posso obter virtude e meu gong aumentará. Também foi uma lição sobre tolerância. O Mestre nos ensina a não revidar quando você é espancado ou julgado. Mas, será que fui capaz de tolerar essa situação como ele pediu?

Comecei a mudar meu pensamento e pensei sobre isso do ponto de vista dessa senhora. Pude entender por que ela estava tão chateada e com raiva, porque foi ameaçada com uma ação legal pelo diretor australiano. Ela foi tratada de uma maneira que dizia: "O cliente nem sempre está certo", o que não era o que ela esperava.

Eu me sujeitei a escrever uma carta de desculpas para ela. Até pensei que deveria me preparar mentalmente para enfrentar e tolerar suas palavras duras. No entanto, ela não concordou em me conhecer e não aceitou o pedido de desculpas. Ela disse que não basta apenas pedir desculpas e que só ficaria satisfeita quando o dinheiro fosse devolvido. Então, decidi pagar a ela e aos outros dois clientes na íntegra.

Logo depois, percebi que todos os meus sentimentos de tristeza, raiva e injustiça haviam desaparecido e foram substituídos por um sentimento de leveza e serenidade. Compreendi melhor o princípio de ter ganhos pessoais e interesses próprios mais levemente e sempre melhorar meu xinxing de acordo com os princípios do Dafa. Estava mais bem preparado para eventos futuros, entendendo que são tribulações no meu caminho de cultivo. Essa experiência me proporcionou profundos conhecimentos sobre testes de xinxing.

Encontrando meu caminho de cultivo

Em maio de 2017, participei da Conferência do Falun Dafa dos EUA. Isso me ajudou a me elevar muito e melhorar minha compreensão do que devo fazer para salvar as pessoas. Não me preocupei muito em introduzir a prática, mas, em vez disso, prestei mais atenção ao esclarecimento da verdade sobre o Dafa e a perseguição, para que mais pessoas pudessem ser salvas.

Comecei a entender por que foi arranjado para que eu trabalhasse com turismo, e por que organizo turistas para visitar diferentes países. Antes de começar a praticar, quando me deparei com praticantes conversando com pessoas em locais turísticos, me perguntava por que eles sempre falavam sobre a perseguição.

Mas, quando me tornei um praticante, entendi o verdadeiro significado do esclarecimento da verdade - as responsabilidades e missões dos cultivadores para salvar seus seres sencientes. Sinto-me muito emocionado ao saber o que os colegas praticantes fazem, sendo indiferentes a todos os tipos de clima e enfrentando todos os tipos de atitudes e respostas dos turistas, incluindo aqueles que tinham entendimentos errados como eu costumava ter.

Depois que voltei da conferência nos EUA, durante as viagens turísticas, esclareci a verdade para todo o grupo. Se não consigo fazer isso ou sinto que falta alguém, me sinto arrependido por não ter completado minha missão.

Dependendo da natureza de cada grupo de excursão, esclareço a verdade para todo o grupo ao mesmo tempo, ou para cada indivíduo. Se realmente quero esclarecer a verdade para eles do meu coração, será arranjado e terei a chance de fazê-lo. Lembro-me do Mestre dizendo que deveríamos dizer as coisas de uma maneira que cada pessoa possa entender e não provocar involuntariamente o seu afastamento conversando em um nível muito alto.

Às vezes, levo deliberadamente o grupo de excursão a um local de esclarecimento da verdade e falo como alguém de fora sobre o que os praticantes estão fazendo. Explico a eles por que os praticantes do Falun Gong estão falando ao mundo sobre essa perseguição e pedindo apoio para detê-la.

Levando pessoas para assistir o Shen Yun

Antes de começar a praticar, meu irmão me pediu para ir ver o Shen Yun Performing Arts e levar nossos pais. Ele disse que era o melhor show de artes cênicas do mundo. Confiei nele e fui ver o Shen Yun pela primeira vez em Melbourne, em 2015. Mais tarde, depois de obter o Fa e ler todos os ensinamentos do Mestre e ouvir o compartilhamento de companheiros praticantes, entendi a importância de salvar seres sencientes através do Shen. Yun.

A partir desse momento, eu queria fazer grupos de turismo para ver o Shen Yun. Esse era o meu maior desejo, mas onde encontraria os turistas? Como poderia me coordenar com outros praticantes para fazer isso? Tinha muitas perguntas e realmente não sabia por onde começar.

No final de 2017, organizei várias turnês para pessoas que desejavam ver o Shen Yun na Austrália, Japão e Taiwan. Fiquei muito feliz em cooperar com outros praticantes. Apesar de muitas dificuldades e de trabalhar dias sem comida ou sono adequados, sempre que eu pensava que um pouco mais de meu esforço poderia salvar outra pessoa, levantava-me e continuava meu trabalho.

Impulsionado através das interferências 

Durante o processo de organização dessas turnês, minha saúde foi interferida. Às vezes, a interferência vinha como uma série de gânglios linfáticos no meu pescoço que fazia minha garganta doer e era difícil comer ou beber. A interferência me fez querer descansar e não fazer nada. Rapidamente percebi que era uma interferência das velhas forças tentando parar o que estava fazendo. Tornei-me mais sério ao estudar o Fa, praticar os exercícios e enviar pensamentos retos intensificados. Depois de um dia todos os sintomas quase desapareceram.

Outra vez, de repente, tive uma dor de cabeça tão forte que senti vontade de desistir. Sabia que era importante, então não parei de trabalhar porque muitas coisas estavam esperando que eu finalizasse. De repente, lembrei-me de que era discípulo do Mestre. Não permitiria que nenhum mal interferisse no meu corpo. Quando esse pensamento apareceu, mesmo sem dizer em voz alta, senti instantaneamente algo como uma corrente elétrica saindo do topo da minha cabeça e a dor desapareceu imediatamente.

Foi minha experiência milagrosa de crer no Mestre e no Fa, e isso me lembrou dos ensinamentos do Mestre: 

“Os pensamentos retos dos discípulos abundam
O
 Mestre tem o poder de virar à maré”
('Graça entre o Mestre e os discípulos, em Hong Yin II)’.

Entendi que, se nossos pensamentos retos são sempre fortes, o Mestre pode nos proteger e ajudar. Continuei trabalhando sem parar.

Às vezes, um grupo de convidados queria cancelar o passeio alguns dias antes da partida. Descobri a causa e pedi aos outros praticantes que olhassem para dentro, mantivessem fortes pensamentos retos e eliminassem os fatores negativos que estavam impedindo as pessoas de irem ver Shen Yun.

Os outros praticantes olharam para dentro. Como resultado, os grupos pararam de cancelar. Trabalhamos bem juntos e entendemos a responsabilidade de cada pessoa.

Também me lembrei de estudar o Fa e praticar os exercícios para que minha energia fosse fortalecida. Somente com o poder do Dafa, posso fazer bem meu trabalho de salvar seres sencientes.

Depois que a temporada de 2018 terminou, ajudamos várias centenas de turistas a visitar o Shen Yun. Os passeios a Taiwan foram muito bem-sucedidos, mas os passeios à Austrália e ao Japão não atraíram clientes suficientes, resultando em perdas financeiras. Reconheci minhas deficiências.

Por exemplo, estava cansado após muitos dias de trabalho intensivo, organizando os convidados em grupos para viajar para Taiwan. Quando tudo estava quase pronto, voltei minha atenção para os grupos que viajavam para o Japão e a Austrália. No início, o número de visitantes era suficiente, por isso não planejei estabelecer novos grupos e encontrar mais convidados para as reservas, caso alguém fosse cancelado.

Quando confirmei novamente com os praticantes sobre os grupos de convidados que se inscreveram para que pudéssemos iniciar o processo de solicitação e visto, por vários motivos, vários grupos adiaram, cancelaram ou mudaram para outra empresa de turismo sem ver o Shen Yun. Além disso, alguns convidados não cumpriram os requisitos de visto. O número de convidados caiu para apenas metade do número esperado.

Fiquei muito preocupado porque já havia pago o depósito dos vôos, e estava na hora de pagar o dinheiro pela turnê no exterior. Em muito pouco tempo, tive que tomar decisões sob todos os tipos de pressão. Realmente precisava da ajuda e do apoio de todo o grupo.

Depois de muitos telefonemas, percebi que os outros praticantes pareciam estar interessados apenas em viajar para Taiwan, porque era mais barato e o processo de visto era mais simples; era mais fácil do que conseguir clientes nos passeios com preços mais altos para outros países. Naquele momento, senti como se estivesse trabalhando completamente sozinho. Senti-me exausto e deprimido porque parecia que não havia ninguém para me ajudar.

Depois de muita hesitação, decidi continuar com os passeios e fazer o meu melhor, apesar de perder mais dinheiro do que se simplesmente eu cancelasse o passeio. Resolvi aceitar as perdas porque entendi que estava ajudando o Mestre a salvar seres sencientes, não apenas organizando uma excursão para obter lucro. Dessa perspectiva, a importância do passeio não poderia ser medida em termos monetários.

Quando me lembrava da importância do que estava fazendo, sentia-me energizado novamente, e continuei a tentar sem parar. Pedi ajuda a outros praticantes e enviei pensamentos retos continuamente. Gradualmente, o número de visitantes aumentou para o número originalmente esperado, e concluí rapidamente o procedimento final para o grupo de partida. Lamentava que, cerca de cinco ou seis dias antes da partida, quando não havia tempo para solicitar mais vistos, o número de pessoas que corriam para se registrar aumentou além do que esperávamos inicialmente, mas já era muito tarde para aceitá-los.

Olhando para dentro, sabia que muitas vezes olhava as coisas do meu próprio ponto de vista. Às vezes, meus pensamentos retos eram fracos, principalmente quando não confiava no time. Parecia que trabalhava sozinho. Falando em todo o corpo, precisamos construir um grupo que esteja disposto a cooperar incondicionalmente. Precisamos manter pensamentos retos, sempre nos livrar da mentalidade humana e contribuir para o objetivo comum - sempre aprendendo com as lições juntos e tentando fazer melhor.

No início de 2019, começamos a planejar entre 1000 e 1200 turistas para conhecer o Shen Yun, e tínhamos pensado em tentar fazer melhor e atrair mais clientes em comparação com a última vez. No entanto, muitas tribulações ocorreram que afetaram nossos clientes, bem como a organização de passeios. Às vezes me preocupo - sentindo-me preso e sem saber como seguir em frente, mas entendo que nada é coincidência e há razões por trás de tudo.

Entendo mais claramente a luta entre o bem e o mal para salvar as pessoas. Quando os discípulos do Dafa quiserem salvar seres sencientes, o preço de um ser será trocado com muito suor e lágrimas, com muito esforço e persistência, embora na superfície tudo pareça calmo.

Continuarei a me esforçar mais para cumprir minhas responsabilidades, e sempre tentarei ser diligente, para que eu seja digno da imensa graça do Mestre!

Obrigado, benevolente Mestre! Obrigado, companheiros praticantes! (Apresentado no Fahui de 2019)