Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Aldeões chineses pedem libertação de casal detido por sua fé

28 de Fevereiro de 2019 |   Por um correspondente do Minghui na província de Shandong, China

(Minghui.org) 205 moradores da vila Hongwei, na cidade de Jiaolai, província de Shandong, pedem a libertação de um casal detido por praticar o Falun Gong, uma disciplina espiritual e de meditação que tem sido perseguida pelo regime comunista chinês desde 1999.

Os aldeões assinaram e colocaram suas impressões digitais em uma declaração conjunta certificando o caráter do casal. O depoimento foi submetido ao juiz Wang Decheng, que está encarregado do caso do casal, em 18 de fevereiro de 2019. A família do casal também está exigindo sua absolvição.

Assinaturas de aldeões e impressões digitais em declaração atestando o caráter do casal Falun Gong detido por sua fé.

O Sr. Du Zhaocai, de 50 anos, e a Sra. Wu Ruifang, de 49 anos, pais de duas filhas, foram presos em casa em 8 de agosto de 2018. A polícia confiscou o computador, a impressora e livros do Falun Gong e materiais correlatos. A polícia saiu sem fornecer uma lista de itens confiscados, conforme exigido por lei.

A polícia manteve o casal na delegacia durante a noite e enviou o Sr. Du para o Centro de Detenção da Cidade de Jiaozhou, apesar de sua pressão alta, e a Sra. Wu para o Centro de Detenção Feminina nº 2 de Qingdao no dia seguinte.

A família do casal recebeu o mandado de detenção, dois dias depois, em 10 de agosto. Suas prisões foram aprovadas pela Procuradoria de Huangdao em 13 de setembro.

O promotor Pan Wei submeteu os casos ao Tribunal de Huangdao em 11 de janeiro de 2019. A família do casal foi informada em 15 de fevereiro que o Sr. Du e a Sra. Wu iriam comparecer ao tribunal cinco dias depois, em 19 de fevereiro. Mas o juiz Wang Decheng ligou para o advogado do casal um dia antes da audiência agendada e disse que haviam cancelado a audiência e que informariam o advogado sobre uma nova data no futuro.

Depoimento dos aldeões

Os moradores locais se mobilizaram para pedir a libertação do casal. Um depoimento foi elaborado atestando o bom caráter do Sr. Du e da Sra. Wu, e pedindo sua libertação.

Declaração dos aldeões em apoio ao Sr. Du Zhaocai e a Sra. Wu Ruifang; a tradução em português está abaixo:

Du Zhaocai e Wu Ruifang são moradores da vila Hongwei. Eles administram um pequeno negócio e têm uma grande reputação, bem conhecida por sua honestidade e bondade. Eles também são agricultores e são muito trabalhadores. Eles são bons vizinhos.

O casal também é conhecido por ser extremamente dedicado aos pais. Costumamos dizer o quanto seus pais são afortunados por terem filhos de tão grande piedade filial. Seus pais sorriem de orelha a orelha toda vez que fazemos esse comentário.

O casal também tem duas filhas. Sua família de três gerações viveu feliz juntos.

O casal, no entanto, está detido por praticar o Falun Gong. Os pais idosos ficaram tão devastados que adoeceram. As duas filhas do casal também estão traumatizadas.

Como colegas aldeões, não podemos entender por que essas pessoas boas estão sendo maltratadas. É uma questão que estamos procurando a resposta. O casal tem sido o nosso modelo, mas agora, com eles em detenção, seus pais e filhas estão desacompanhados e seus negócios estão no limbo.

Somos todos residentes da vila Hongwei. Estamos dispostos a assinar os nossos nomes e a colocar as nossas impressões digitais neste documento para provar que Du Zhaocai e Wu Ruifang são boas pessoas. Eles são gentis, honestos, filiais e têm personalidade nobre. Eles são nossos modelos. Esperamos que as agências governamentais relevantes sigam a lei e defendam a justiça. Por favor, libertem Du Zhaocai e Wu Ruifang o mais rápido possível.

Reportagem relacionada em chinês:

青岛市杜兆财夫妇诚信经商 因信仰遭构陷