Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Chicago: protesto em frente ao Consulado Chinês contra revogação de passaporte de praticante do Falun Gong

8 de Setembro de 2016 |   Escrito por um praticante do Falun Dafa

(Minghui.org) Na noite de 10 de agosto de 2016, os praticantes do Falun Gong realizaram um protesto em frente ao Consulado Chinês em Chicago. Eles protestaram contra o Partido Comunista Chinês (PCC) por terem negado o visto ao praticante do Falun Gong Wang Zhiwen, um conhecido coordenador na China. Eles pedem que o governo chinês emita um passaporte para o Sr. Wang Zhiwen.

Em 10 de agosto de 2016, praticantes protestam em frente ao Consulado Chinês em Chicago.

O Sr. Wang foi um dos principais coordenadores da antiga Associação do Falun Dafa da China. Ele era um engenheiro do Ministério das Ferrovias. Ele foi preso em 20 de julho de 1999, quando Jiang Zemin, ex-chefe do PCC, iniciou a perseguição ao Falun Gong e condenado a 16 anos de prisão. Ele foi libertado em outubro de 2014 e desde então tem estado sob prisão domiciliar. Seu pedido de passaporte foi inesperadamente aprovado em janeiro de 2016.

Sua filha, Danielle Wang, uma cidadã dos EUA e seu marido foram a Pequim recentemente para ajudá-lo a obter um visto, mas a patrulha de fronteira em Guangzhou, província de Guangdong, revogou seu passaporte e impediu a sua viagem ao exterior.

Em 9 de agosto, Danielle e seu marido voltaram para os EUA desapontados. Ela disse aos repórteres no aeroporto: “Quando passamos pela alfândega, os guardas da fronteira cortaram o seu passaporte sem dar uma razão. Eles disseram que seu passaporte foi cancelado pelo Ministério da Segurança Pública”.

Yang Sen, membro da Associação do Falun Dafa, disse em frente ao consulado chinês: “Isso foi feito pela facção de Jiang Zemin. Solicitamos que o governo chinês emita um novo passaporte para Wang Zhiwen e lhe permita a liberdade de viajar para o exterior. Apelamos à comunidade internacional para ajudar o Sr. Wang a se reunir com sua filha nos EUA”.