Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Yantai, província de Shandong: quatro praticantes são presos em uma semana por informar sobre o Falun Gong

21 de Junho de 2016 |   Por um correspondente do Minghui na província de Shandong, China

(Minghui.org) A polícia de Yantai encarcerou quatro cidadãos locais que estavam informando as pessoas sobre o Falun Gong, uma disciplina espiritual que é perseguida na China. Um deles escapou, mas três permanecem sob custódia. Seis dias depois, a polícia prendeu outra praticante por pendurar um banner do Falun Gong.

A Sra. Wang Shizen de 57 anos, foi presa com as Sras. Qu Yanyi e Cao Shuxiabg em 5 de maio. Quando se negou a revelar sua identidade, dar suas impressões digitais ou ser fotografada, a polícia a golpeou, puxou seu cabelo e deu choques. Ela ficou coberta de feridas e hematomas.

A polícia a levou para um exame físico requerido para sua detenção. Sua pressão estava muito alta, mas os oficiais alteraram os resultados para que a admitissem no centro de detenção local.

A Sra. Wang sofria de tonturas, e os guardas descobriram a pressão alta. Eles libertaram-na em dois dias.

A Sra. Qu de 73 anos, também se negou a revelar sua identidade e do praticante que escapou. A polícia a golpeou e arrancou mechas de seu cabelo. Ela foi libertada à noite.

A Sra. Cao de 75 anos, foi libertada nessa mesma noite quando a polícia encontrou sua identidade e viu sua idade.

A polícia prendeu a Sra. Cao Yanchun de 63 anos em 11 de maio quando ela estava pendurando um banner do Falun Gong. Os policiais a golpearam quando ela se negou a dar impressões digitais e ser fotografada. Ela foi libertada depois de 15 dias.