LUNYU

     O Dafa é a sabedoria do Deus-criador. Ele é o fundamento da origem de tudo e da criação do Universo, cujo conteúdo é infinito tanto para o macroscópico quanto para o microscópico, e possui diferentes manifestações em diferentes níveis de corpos celestes. Do âmbito mais microscópico dos corpos celestes à aparição das partículas mais microscópicas, perpassando incontáveis camadas de partículas que vão do pequeno ao grande, até chegar a átomos, moléculas, corpos celestes e galáxias, conhecidos pelo homem, até maior ainda, com partículas de diferentes tamanhos que constituíram vidas de diferentes tamanhos e mundos de diferentes tamanhos encontrados ao longo dos corpos celestes do Universo. Para as vidas de cada diferente nível de partícula, as partículas de um nível superior a elas são os corpos celestes de seus espaços, e isso se repete camada a camada. Para as vidas de cada nível do Universo, o processo não tem fim. O Dafa ainda criou tempos e espaços, as diversas espécies de seres vivos e todas as coisas existentes, abrangendo tudo e nada omitindo. Essas são as manifestações específicas da natureza do Dafa, Zhen-Shan-Ren, nos diferentes níveis.

     Por mais desenvolvida que seja a forma dos seres humanos de exploração do Universo e da vida, está apenas vislumbrando a porção dimensional de baixo nível no Universo na qual a humanidade existe. Diversas civilizações humanas que surgiram na pré-história exploraram outros planetas, mas por mais alto e distante que tenham voado, não foram além da dimensão na qual a humanidade existe. A humanidade nunca será capaz de conhecer verdadeiramente a real manifestação do Universo. Se a humanidade quiser compreender os mistérios do Universo, dos espaços-tempos e do corpo humano, sua única opção é cultivar dentro de um Fa reto, ganhando assim entendimentos corretos e elevando o nível de sua existência. O cultivo também permite elevar a qualidade moral, a partir do momento em que se distingue a verdadeira benevolência da perversidade, o bom do mau, e se transcende o nível da humanidade, só então podemos ver e entrar em contato com o verdadeiro Universo e com as vidas de diferentes níveis e diferentes dimensões.

     As explorações da humanidade têm como propósito a competição tecnológica, e seu pretexto é a mudança das condições de sobrevivência; em sua maioria, estão fundamentadas na rejeição ao divino e no afrouxamento da restrição moral dos seres humanos consigo mesmos, e é por isso que, no passado, as civilizações que apareceram na humanidade foram destruídas várias vezes. Além disso, as explorações somente se limitam ao interior do mundo material e seus métodos são estudar um objeto só depois que este se torna conhecido. Devido a isso, fenômenos que são intangíveis ou invisíveis na dimensão humana, mas que existem objetivamente e se refletem concretamente na realidade da humanidade—tais como a espiritualidade, a fé, os ensinamentos divinos e os milagres—são tratados como tabu por pessoas que negam o divino.

     Somente se a humanidade puder usar a moral como fundamento para elevar o comportamento e os conceitos dos homens é que a civilização da sociedade humana pode ser duradoura, e os milagres também ressurgirão na sociedade humana. Nas sociedades humanas do passado, culturas metade divinas e metade humanas também apareceram diversas vezes, permitindo que a humanidade elevasse seu conhecimento verdadeiro em relação à vida e ao Universo. Se a humanidade puder mostrar a devida devoção e respeito em relação à manifestação do Dafa nesse mundo, isso poderá trazer ao homem, aos povos e às nações a felicidade ou a glória. O Dafa universal constituiu os corpos celestes, o Universo, a vida e todas as coisas existentes, e uma vida que se opõe a ele é verdadeiramente corrupta; as pessoas do mundo que estão de acordo com ele são verdadeiramente pessoas boas, e isso trará recompensas positivas, felicidade e longevidade; como um cultivador, assimilar-se a ele o torna alguém que obteve o Tao: uma divindade.

Li Hongzhi
24 de maio de 2015