Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Eventos em todo o mundo dão continuidade aos 16 anos de protesto pacífico

27 de Abril de 2015 |   Pelos correspondentes do Minghui Zhang Yun e Wang Ying

(Minghui.org) Protestos pacíficos em todo o mundo na frente das embaixadas e consulados chineses marcaram o 16º aniversário do 25 de abril – o maior protesto pacífico na história da China moderna.

A coragem e a força demonstrada pelo Falun Gong há 16 anos continua a ser exibida em vários eventos em todo o mundo – em San Francisco, EUA; Toronto, Canadá; Paris, França; Auckland, Nova Zelândia; Helsinki, Finlândia e Estocolmo, Suécia.

Os praticantes do Falun Gong seguram faixas na frente do Consulado da China em Toronto em 24 de abril de 2015.

Na frente da Embaixada da China em Nova Zelândia, a sra. Shang Hua lembrou o que aconteceu há 16 anos atrás, na China: "Na noite de 24 de abril de 1999, eu soube no meu local de estudo em grupo em Pequim que a polícia na cidade vizinha de Tianjin tinha violentamente prendido 45 praticantes do Falun Gong. Eles alegaram que a sua libertação não seria possível sem uma decisão de Pequim."

"Esses praticantes foram presos porque visitaram a revista Jovens Leitores para solicitar a retirada de um artigo difamatório contra o Falun Gong", continuou a sra. Shang. Ela disse que foi por isso que ela se juntou aos 10.000 praticantes do Falun Gong fora do Escritório do Conselho de Recursos do Estado em 25 de abril de 1999 – para protestar contra o tratamento injusto sofrido pelos praticantes em Tianjin.

A sra. Shang disse que depois de nove horas, os praticantes souberam que o então premier chinês Zhu Rongji se reuniu com alguns dos representantes dos praticantes e decidiu libertar os praticantes detidos em Tianjin. Ele também tranquilizou os praticantes da legalidade de praticar o Falun Gong e prometeu restaurar as autorizações para a publicação dos materiais do Falun Gong. Satisfeitos com o resultado de sua manifestação pacífica, os praticantes então calmamente dispersaram.

Outra praticante no evento de Nova Zelândia, Wang Jiuchun, professora assistente na Universidade de Tsinghua, compartilhou sua experiência da manifestação pacífica, há 16 anos: "A propaganda do Partido Comunista Chinês usou termos como 'cerco' e 'ataque' quando descreveu este evento. Liberar esse tipo de propaganda é um truque comum do PCC, em preparação para uma ofensiva. Nosso protesto foi completamente tranquilo, ordenado e não intrusivo", lembrou.

Como resultado dos esforços persistentes dos praticantes, pessoas de todo o mundo têm compreendido a verdade da perseguição, apesar de propaganda caluniosa do PCC. Um transeunte, o sr. Chen, encontrou praticantes em Helsínquia, Finlândia. Ao saber sobre a perseguição, ele perguntou: "Além da minha assinatura, o que mais eu posso fazer para ajudar?"

Benjamin Ismail, chefe do escritório Ásia-Pacífico da organização não governamental Repórteres Sem Fronteiras, observou a tendência de muitas pessoas na China em busca de informações sem censura, contornando o firewall da internet do regime. Ele incentivou os praticantes a continuarem expondo a perseguição.

Discursando no comício em frente à Embaixada da China em Paris, o sr. Ismail disse: "É muito importante proporcionar às pessoas o acesso à informação sobre o Falun Gong porque o Falun Gong é um tema que todos se preocupam. O Falun Gong é também um dos principais alvos do regime chinês.”

Praticantes encenam a extração de órgãos em frente ao Consulado da China em Toronto para expor as atrocidades do regime chinês da extração forçada de órgãos de praticantes do Falun Gong vivos e outros prisioneiros de consciência.

Um cavalheiro francês assina uma petição para pedir o fim da perseguição durante um evento do Falun Gong em frente à Embaixada da China em Paris em 24 de abril de 2015.

Praticantes fizeram um protesto pacífico fora do Consulado Chinês em San Francisco em 24 de abril de 2015.

Uma praticante fala com uma transeunte na frente da Embaixada da China em Estocolmo, Suécia, em 25 de abril.

Protesto pacífico na frente da Embaixada da China em Helsínquia, Finlândia em 24 abril de 2015.

Artigos relacionados em idioma chinês:

http://www.minghui.org/mh/articles/2015/4/26/多伦多法轮功学员纪念四二五-揭露中共谎言(图)-308041.html

http://www.minghui.org/mh/articles/2015/4/26/纪念四二五-瑞典学员中使馆前讲真相(图)-308035.html

http://www.minghui.org/mh/articles/2015/4/26/芬兰法轮功学员纪念四二五-抗议中共迫害(图)-308042.html

http://www.minghui.org/mh/articles/2015/4/26/巴黎中使馆前集会纪念四二五-呼吁制止迫害(图)-308044.html