Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Indonésios apoiam as atividades do Falun Gong

1 de Dezembro de 2014 |   Por um correspondente do Minghui da Indonésia

(Minghui.org) Praticantes do Falun Gong da Indonésia e outros países do sudeste asiático realizaram um rali em frente à Embaixada da China em Jacarta e fizeram os exercícios em toda a rua do Hotel Bundaran em 22 de novembro de 2014, pouco antes da Conferência de Troca de Experiências do Falun Dafa de 2014.

Eles protestaram contra a perseguição do Partido Comunista Chinês (PCC) ao Falun Gong que já dura 15 anos e exigiram que acabe imediatamente. Suas atividades receberam grande atenção e apoio do público.

Os oficiais de polícia tiraram fotos com os praticantes vestindo trajes tradicionais da Indonésia

Rali dos praticantes no centro de Jacarta

Rali dos praticantes pela rua do Hotel Bundaran em Jacarta

Protesto em frente à Embaixada da China

Mais de 400 praticantes do Falun Gong da Indonésia, Singapura, Malásia e outros países se reuniram em frente à Embaixada da China na tarde de 22 de novembro para protestar contra a perseguição do PCC ao Falun Gong. Suas bandeiras tinham escrito: "Falun Dafa é bom", "Pare de perseguir o Falun Gong" e "Pare a extração forçada de órgãos de praticantes do Falun Gong vivos", em chinês, inglês e indonésio.

A Banda Marchante Terra Divina, composta por cerca de 100 praticantes se apresentou. A Trupe dos Tambores de Cintura com dezenas de praticantes mostrou sua dança com os tambores. Os espectadores tiraram fotos do rali e se apresentaram, pediram informações sobre o Falun Gong e ganharam belas flores de lótus de papel feita pelos praticantes.

Fazendo os exercícios juntos

Os praticantes se reuniram para fazer os exercícios em conjunto no ponto mais movimentado em Jacarta, a fonte em frente ao Hotel Bundaran, onde milhares de carros passam todos os dias.

Sob enormes cartazes que diziam "Falun Dafa é bom" e "O mundo precisa de Verdade Compaixão e Tolerância", os praticantes fizeram os exercícios com música tranquila. Os motoristas diminuíram a velocidade e pararam para pegar folhetos informativos e levantaram os polegares para cima aos praticantes para demonstrar seu apoio.

Tantowi Yahya, membro do Parlamento Indonésio aproximou-se dos praticantes duas vezes para obter informações. Um praticante disse a ele como sua doença cardíaca desapareceu depois de praticar o Falun Gong. O sr. Yahya ficou surpreso e mostrou aos praticantes um polegar para cima. Ele também levou vários folhetos.

Um homem parou seu carro e baixou a janela para conversar com os praticantes. Ele disse que era de Xangai e ficou muito comovido pelas espetaculares atividades do Falun Gong. Ele e seus amigos estavam satisfeitos com os materiais introdutórios que os praticantes entregaram a eles.

Depois do por do sol, os praticantes fizeram uma vigília à luz de velas em memória das vítimas da perseguição na China.