Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

O Partido Comunista Chinês se depara com incêndios (uma e outra vez)

27 de Agosto de 2012 |   Por Zhengxin

(Minghui.org) Em 1º de julho de 2012, eu li uma reportagem de notícias on-line sobre um incêndio em 30 de junho no Laide Shopping Center, o maior centro comercial do condado de Ji, Tianjin. A reportagem disse que a fumaça grossa cobria toda a cidade. Muitas pessoas que foram apanhadas pelo fogo no centro comercial buscaram alívio saltando da janela do prédio ardente - uma visão extremamente assustadora para os espectadores. De acordo com as testemunhas no local, como o incêndio começou em 30 de junho, um sábado, o shopping center estava repleto de clientes. O número de mortos na cena foi estimado em pelo menos 100. No entanto, de acordo com a Agência de Notícias Xinhua do Partido Comunista Chinês (PCC), uma estimativa preliminar confirmou apenas 10 óbitos e 16 feridos menores. A causa do incêndio ainda está sob investigação, diz a agência.

O Laide Shopping Center é um antigo edifício de cinco andares que está densamente preenchido com lojas comerciais. As escadas são conectadas com as escadas rolantes e um elevador que acomoda 12 pessoas. Alguns que presenciaram disseram: "Somente as pessoas do piso inferior escaparam do fogo. As possibilidades para as pessoas acima do terceiro andar eram muito pequenas. "Os fóruns em redes sociais on-line logo foram preenchidos com respostas irritadas do público:" Mais de 100 cadáveres foram encontrados no local, mas os relatórios oficiais confirmaram apenas 10 mortes. As autoridades estão tentando ocultar a verdade por causa de seu instinto de se esquivar suas responsabilidades. Eles estão intencionalmente ignorando as pessoas mortas. Eles tem muito sangue frio." " As autoridades relevantes tem comunicado relatórios falsos ao barrar outras mídias que tentam relatar notícias baseadas em fatos. As autoridades são evasivas, sabendo que estão falhando em seus deveres de monitoramento. O que agora, para as pessoas que perderam seus parentes no fogo …" " Meus comentários foram excluídos quatro vezes. Estou tão irritado. O caso é muito sensível para ser comentado?" " Incrível! As autoridades fabricaram dados falsos mesmo quando tantas pessoas estavam cientes da gravidade do fogo ".

As pessoas na China estão familiarizadas com as mentiras maldosas que o PCC usa para enganar o público. Em casos de coisas ruins como vítimas causadas por catástrofes artificiais ou naturais, o PCC minimizará o número de mortes, ao mesmo tempo que produz relatórios vagos e que afirma na primeira reportagem, por exemplo, "a causa do acidente ainda está sendo investigada".

Minimizar as baixas ajuda o PCC a manter a estabilidade social e fabricar a ilusão de prosperidade e estar com uma excelente situação sob seu domínio. O outro objetivo de fazer isso é minimizar a gravidade do acidente, abrindo assim o caminho para reduzir a responsabilidade das autoridades relevantes. O clichê "a causa do acidente ainda está sob investigação" dá tempo ao PCC para encontrar as desculpas mais convincentes para enganar o público. Os mesmos truques foram usados pelo PCC no incêndio na cidade de Luoyang, na província de Henan há mais de dez anos, o recente incêndio em 15 de novembro de 2011 em Xangai e o incêndio no prédio lateral da China Center TV (CCTV). Em todas essas catástrofes, o verdadeiro número de mortos foi escondido e nenhum detalhe foi divulgado.

Somente em um incêndio, o PCC respondeu de maneira completamente oposta. Curiosamente, o fogo foi transmitido repetidamente apenas duas horas depois que aconteceu, e os relatórios em inglês logo foram transmitidos para o mundo.A cena do fogo foi filmada em todas as direções, incluindo uma filmagem de longa distância, e várias tomadas de close-up. Em contraste com suas rotinas anteriores, o PCC maximizou o impacto do evento e não disse que "a causa do acidente ainda está sendo investigada". Estamos nos referindo à chamada "autoimolação" encenada na Praça da Tiananmen na tarde de 23 de janeiro de 2001. Sem investigações, o PCC simplesmente afirmou que o evento era uma "autoimolação" cometida por praticantes do Falun Gong.

Foi um desastre, não muito diferente dos desastres de incêndio acima mencionados. Mas por que foi tratado de forma tão diferente? A razão é simples.Todos esses incêndios, seja no Condado de Ji ou na cidade de Luoyang, podem ser rastreados até a falha das autoridades em manter sistemas decentes de controle de incêndio.Mesmo quando um edifício está mal equipado com equipamentos de combate a incêndios e é vulnerável ao fogo, os empresários ainda podem obter licenças para administrar seus negócios das autoridades através de truques e até subornos. Mas, em seu desejo de difamar o Falun Gong e incitar a opinião pública contra ele, o PCC repetidamente transmitiu o evento de "autoimolação" na Praça Tiananmen - pela primeira vez - em escala nacional e de lá para o mundo inteiro em detalhes completos. O regime de Jiang fez isso porque, depois de 18 meses de perseguição ao Falun Gong, ele ainda estava forte, e mais e mais pessoas começaram a dizer não à perseguição e prestar seu apoio aos praticantes de Falun Gong: "Por que se preocupar em perturbar os homens e as mulheres que praticam? Se eles querem praticar o Falun Gong, apenas deixe-os fazê-lo. Não importa! "Assim, o regime sentiu a necessidade de não apenas enganar o público sobre o Falun Gong, mas também incitar o ódio ao grupo.

No fogo do condado de Ji, muitas pessoas testemunharam que as pessoas morreram quando pularam pelas janelas dos pisos mais altos do prédio ardente. Pelo menos várias dúzias de cadáveres foram enviadas para o crematório.No entanto, mesmo com tantos testemunhos oculares, as autoridades ainda insistiram que apenas "10 pessoas morreram e 16 sofreram lesões sem gravidade". Podemos esperar que eles denunciem um aumento do número de mortos mais tarde, mas nunca podemos esperar que eles relatem a verdade. A sua lógica é, não importa quantas pessoas testemunhem a cena, são apenas um pequeno número de pessoas locais, em comparação com aqueles que não estavam na cena em toda a China. O aparelho de propaganda estatal, completamente controlado pelo PCC, transmite a centenas de milhões de pessoas em toda a China. As pessoas locais podem não ser enganadas, mas outras pessoas podem ser, porque não têm fontes para saber dos fatos. Convencido de seu círculo vicioso, "a verdade não é mais do que uma mentira que se repete por mil vezes", o PCC engana os tolos através de suas mentiras audaciosas.

A mesma lógica também se aplica ao evento da "autoimolação" na Praça Tiananmen. Em 14 de agosto de 2001, seis meses após o evento, a Organização Internacional de Educação e Desenvolvimento das Nações Unidas (IED) publicou uma declaração: "De acordo com o material de vídeo que obtivemos, chegamos à conclusão de que esse evento foi encenados sob a direção do governo chinês ". Os representantes do PCC presentes na reunião ficaram em silêncio com tal declaração. Em novembro de 2003, o filme documentário "False Fire", que deu uma análise minuciosa ao evento, foi premiado no 51º Festival Internacional de Filmes e TV de Columbia. Por que, então, quando o fato de "o evento ter sido encenado sob a direção do governo chinês" já era amplamente conhecido pela comunidade internacional, o PCC ainda alimenta audaciosamente os chineses com sua mentira venenosa? Não está baseado na mesma lógica? Embora os fatos já sejam amplamente conhecidos fora da China, os chineses, confinados por trás do firewall de informações do PCC, ainda ignoram a verdade. Dentro do firewall, somente as notícias e as vozes que o PCC quer que eles vejam e ouçam são recebidas. Enquanto isso, as pessoas são impedidas de ouvir todas as vozes de que o PCC não quer que elas ouçam. A chamada "liberdade de expressão dos chineses" é na verdade a "liberdade de expressão do PCC".

As mentiras acabam sendo mentiras, mesmo sob um disfarce requintado. Lembro-me de uma frase de Abraham Lincoln: "Você pode enganar algumas pessoas o tempo todo, e todas as pessoas por algum tempo, mas você não pode enganar todas as pessoas o tempo todo".

Cerca de dez anos atrás, quando peguei um táxi em Pequim, mencionei ao motorista a verdade sobre o "evento da autoimolação" na Praça Tiananmen. Antes de poder falar mais, ele disse prontamente: "Todas as pessoas em Pequim sabem que o evento é falso!" Mesmo em aldeias rurais remotas, as pessoas estão conscientes do fato de que o evento havia sido dirigido pelo PCC. Em 2006, quando falei sobre o Falun Gong com minha prima, ela disse: "Ouvi dizer que o evento de imolação na Praça da Tiananmen é falso. Eu ouvi isso de um motorista quando eu fui para a cidade em seu carro. Ele disse ter ouvido que o evento foi inventado e até mesmo enumerou muitos pontos suspeitos no vídeo oficial do evento divulgado pelo PCC".

Não se pode esconder o fogo. Quando mais e mais pessoas verem através das mentiras do PCC, seu manto disfarçado será rasgado, e seu rosto verdadeiro e demoníaco será exposto ao mundo. Então será obrigado a morrer pela espada da justiça.