Falun Dafa Minghui.org www.minghui.org IMPRIMIR

Análise da lógica enganosa usada pelo PCC com a encenação da "Autoimolação"

29 de Janeiro de 2005 |  

(Minghui.net) Desde a queima na véspera do Ano Novo Chinês na Praça Tiananmen há quatro anos, a mídia do PCC teve um novo tópico para "expor e criticar" o Falun Gong. Com a proximidade do Ano Novo Chinês, a Agência de Notícias Xinhua e a CCTV estão se concentrando mais uma vez nessa notícia antiga, que repete todos os anos. O propósito de toda essa propaganda é enfatizar repetidamente a mentira de que os "autoimoladores" são praticantes do Falun Gong e que o Falun Gong ensina as pessoas a se suicidarem.

Esta é uma lógica muito estranha, para não mencionar o fato de que o governo chinês rejeita absolutamente os pedidos de praticantes do Falun Dafa no exterior para que terceiros entrevistassem as vítimas do incidente de forma independente e investigassem seus motivos.

Embora a Agência de Notícias Xinhua, bem como outras fontes de mídia chinesas, tenha afirmado repetidamente e falsamente que as ações dos "autoimoladores" foram influenciadas pelo artigo do fundador do Falun Gong "Rumo à Consumação", a censura de todas as fontes de internet e a destruição dos livros do Falun Gong tornou impossível para as pessoas aprenderem sobre o que realmente se trata "Rumo à Consumação ". Isso não é muito difícil de explicar agora em retrospectiva, porque uma vez que as pessoas podem ler o artigo, eles podem dizer por si mesmos quem está mentindo e quem não está. Outro exemplo é que no início da perseguição, a CCTV usou citações fortemente editadas da palestra do sr. Li Hongzhi em Dalian como "evidência" de que o Falun Gong não permite que as pessoas consultem médicos. Na verdade, o sr. Li Hongzhi estava dizendo aos praticantes que não usassem o qigong para curar os outros porque podem prejudicar seu próprio corpo. A CCTV editou todo o parágrafo, criando a impressão de que a palestra estava instruindo as pessoas a não irem ao hospital.

A consumação é um conceito antigo do budismo antigo e do Daoismo, cujo objetivo é que os cultivadores alcancem um reino alto que seja altruísta, abrindo uma porta para sabedoria extraordinária, se iluminando a verdade do universo e da vida. Por exemplo Sakyamuni na antiga Índia e Dharma, um monge no Templo de Shaolin, ambos chegaram a consumação durante seu tempo enquanto ainda vivos, mostrando que a consumação não vem com a morte. Além disso, o Falun Gong claramente proíbe matar e se suicidar com a crença de que matar e se suicidar são pecados extremamente graves. Qualquer um que cometa tal ato quase inevitavelmente levará seu cultivo a uma ruína. É impossível para alguém alcançar a consumação matando ou se suicidando.

De acordo com uma reportagem da Agência de Notícias Xinhua em 17 de agosto de 2001, a noção de "consumação" pelo suicídio veio de um dos planejadores do incidente, Liu Yunfang (do sexo masculino). O relatório disse: "Liu Yunfang, Wang Jindong (sexo masculino) e Xue Hongjun (sexo masculino) e outros se reuniram na loja Jubaozhai na rua Yu e Huaxia Painting Store em Pu-an Street, na cidade de Kaifeng, província de Henan, para difundir a teoria maligna de alcançar a consumação pela autoimolação. Liu Yunfang até imprimiu folhetos chamados de "Consumação", e os distribuiu no encontro de praticantes. Liu foi sentenciado a prisão perpétua por este crime ". No entanto, os verdadeiros detalhes ainda aguardam ser investigados por um terceiro independente. Com base no relatório da Agência de Notícias Xinhua, Jiang e seu regime admitiram em 2001 que era a idéia de "Consumação" de Liu Yunfang que orientava os praticantes a alcançar a "consumação" pela autoimolação. Supondo que Liu Yunfang tenha praticado Falun Dafa, seus escritos pessoais só podem refletir suas próprias crenças e nunca poderiam ser considerados ensinamentos do Falun Dafa. Existem dezenas de milhões de praticantes do Falun Dafa na China. Por que nenhum desses seguidores do Falun Dafa cometeu o ato de autoimolação? É manifestamente óbvio que a autoimolação não tem nada a ver com o ensino do Falun Dafa.

De acordo com os procedimentos legais para fornecer provas, quem acusa o Falun Gong deve fornecer provas convincentes para provar que a "autoimolação" é ensinada pelo Falun Gong. Não vimos nenhuma evidência desse tipo fornecida por Jiang e seu regime nos últimos quatro anos. Queremos perguntar à Agência de Notícias Xinhua esta questão: qual parte dos ensinamentos do Falun Gong direta ou indiretamente sugere a autoimolação ou suicídio? Se a evidência existe, por que não a publicar nas reportagens da Agência de Notícias Xinhua?

A mídia controlada pelo governo chinês repetidamente usou o incidente da "autoimolação" como propaganda, mas não está preocupado se esses "autoimoladores" têm alguma conexão com os ensinamentos do Falun Gong. O foco deles é incitar o ódio do povo chinês ao Falun Gong e pavimentar o caminho para a perseguição.